Batman

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa
Featured Ribbon.png Candidato a melhor artigo
Este artigo é candidato à lista dos melhores artigos da Wikimerda. Veja a página de candidatura deste artigo
v  d  e h
Nível de Inteligência
Carla perez.jpg 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 - Batman Albertt.jpg
Dúvidas quanto essa escala? Interprete-a no artigo principal
Maskaramao.jpg

Batman é um SUPER HERÓI

Esse artigo fala sobre alguém que voa, tem super-poderes e prende bandidos
Se você vandalizar o artigo, ele vai te meter a porrada e te levar pra cadeia

Clique aqui para ver outros salvadores da pátria

Superman.jpg
Roger Waters.jpg
Kurt cobain angry.jpg

Batman pode levá-lo para o lado azul da força

Este matou a cobra e mostrou o pau! .


Se você for gay ou indeciso, leia-o até o fim, pois você passará a namorar com as mães de seus amigos.

60px-Uiquiilogo botante.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Batman.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é maior que o seu cu e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
Batman capturado.

Cquote1.pngVocê quis dizer: DráculaCquote2.png
Google sobre Batman
Cquote1.png Eu sou fãzaço do Batman, já assisti todos os filmes! Cquote2.png
Poser sobre Batman
Cquote1.png Eu sou fãzaço do Batman, já li todos os quadrinhos! Cquote2.png
Nerd sobre Batman
Cquote1.png Ninguém sabe o que aconteceu com aquele que andou espalhando boatos falsos sobre minha sexualidade... Eu sei. Cquote2.png
Batman sobre enrustidos que o chamam de gay
Cquote1.png OBAAA! Café da manhã Cquote2.png
Ozzy Osbourne sobre Batman

Batman, cujo nome verdadeiro é Bruce Wayne, é um bilionário, empresário, biólogo, detetive, lutador profissional, acrobata, trapezista, vigilante noturno e nerd de carteirinha nos moldes de Sherlock Holmes e Lawliet. É o heroi mais inteligente da DC, e mesmo não tendo nenhum poder apelão, só com sua inteligência mostra-se como sendo o heroi mais útil de toda Liga da Justiça, sendo também o chefão de lá, já que todos os mais de 1000 herois desse grupo se borram de medo dele, motivo pelo qual todo mundo faz o que ele manda.

Muitos acham que uma explicação para isso é que Batman talvez seja o verdadeiro dono da DC Comics, comandando a mesma anonimamente. Batman não tem superpoderes, porém, é um ricaço de primeira mão que usa seu intelecto sobre-humano para capturar malucos fantasiados das piores espécies, além de contar com a ajuda de vários apetrechos infalíveis em seu cinto de utilidades (todos eles tem seus nomes começando com "bat" seguido do nome de alguma porcaria qualquer).

Concepção do personagem[editar]

Batman provando que mesmo sem superpoderes dá conta do recado.

Ninguém sabe ao certo daonde surgiu a inspiração para a criação de Batman, o que torna suas origens artísticas um verdadeiro mistério. Porém, algumas especulações indicam que a ideia de sua criação se deva ao fato de que seu criador, Bob Kane, tenha em vida sido um grande fã da literatura gótica trevosa, sobretudo de Drácula. Numa noite qualquer de Inverno, onde caía uma chuva forte com direito a ventos, trovões e raios, Kane teria ficado tão inspirado, que resolveu plagiar Drácula, e criar um personagem nos moldes do vampiro. Assim teria surgido o heroi, com suas habilidades sobre-humanos de Le Parkour sobre os telhados, sua capacidade de virar morcego, e sua capa negra. Porém, como seria na certa acusado de plágio, eles resolveram mudar a história de Drácula e chamá-lo de "Batman", além de retirar suas presas de vampiro e sua capacidade de se transformar em um morcego, ou receberiam tantos processos que seus filhos e netos estariam pagando pelo pato de seus familiar até hoje.

Polêmica sobre a sexualidade[editar]

Psicólogo que espalhou os boatos sobre Batman tentando difamar a imagem do heroi.
Livro escrito pelo psicólogo gay na época para tentar acabar com a imagem dos herois, exibindo na capa um ícone homossexual.

Há muito tempo, várias pessoas, surgindo no mundo todo, tem alegado que Batman trata-se de um homossexual enrustido e pedófilo, que sempre deteve certa paixonite por Robin. Porém, isso tem inconformado muitos fãs do personagem, já que, diferentemente de Robin, em momento algum da história Batman mostra qualquer indício de viadagem.

A explicação é simples: na época que a tua avó era virgem, um cinegrafista primo do Clodovil, que nunca jamais leu uma única edição de qualquer quadrinho do Batman, movido pelo sucesso do mesmo e pela ganância capitalista que permeia o mundo até hoje, decidiu que iria fazer uma série de televisão com um Batman que se assemelhasse a si mesmo.

Eis então que surge a primeira série do Batman, na qual são inúmeras as cenas suspeitas entre os atores que interpretaram tanto Batman como Robin. A maioria das cenas que cerca de 90% das pessoas que jamais leram os quadrinhos viram rolando pela Internet e pela imprensa, são na verdade screenshots e cenas retiradas dessa série.

Reação de Batman ao ficar sabendo que andaram falando mal dele pelas costas.

Pra completar, em meados dos anos 50, época em que teu avô desfrutava de sua tenra idade, um psicólogo homofóbico (provavelmente outro que jogava no time do Clodovil), caracterizado por ver sexo e viadagem em absolutamente qualquer coisa que encontrasse pela frente, publicou uma série de estudos que ninguém leu sobre o perigo que Batman representava para a integridade das crianças por incentivar ao homossexualismo e a pedofilia.

Os responsáveis pelas publicações do Batman na época, ficaram completamente putos da vida com tamanha difamação do seu principal produto (que àquela altura, já tinha desbancado o Super-Homem há muito tempo em número de fãs), sobretudo Bob Kane. Então, para se vingar dos dois, tanto do cinegrafista como do psicólogo, Kane concedeu à Batman permissão para matar, já que o morcego tinha assinado um pacto contrato no qual ele prometia que jamais tiraria a vida de um ser humano - por mais que esse merecesse.

Porém, com um vale-assassinato em mãos, Batman não precisou se preocupar, e com um especial de porrada juntou os dois no sarrafo e os mandou para os quintos do Inferno, motivo pelo qual quase ninguém sabe da história nos dias de hoje. Apesar disso, de vez em quando ainda surgem pessoas com coragem suficiente para desafiar o perigo, como descíclopes e um dos mais recentes desenhistas das histórias do morcego que ainda insistem em chamá-lo de gay. Infelizmente para eles, eles já estão na lista negra do morcego, que declarou em entrevista recentemente que assim que ele pegasse férias na DC, iria em busca desses indivíduos e pedir explicações pessoalmente.

História[editar]

Batman dando o ar da graça pela primeira vez, atuando como caçador de bandidinhos pé-de-chinelo.

Antes do nascimento de Bruce Wayne, seus pais, Conde Orlok e Vampirella, viviam na fome a na miséria. Casaram-se cedo e tiveram de lutar contra as mais diversos obstáculos em sua vida. Os pais de Orlok e os pais de Vampirella pertenciam a famílias rivais, e um relacionamento entre seus filhos era inaceitável. Logo, assim que souberam que eles se encontravam escondidos no cemitério da cidade, os expulsaram de casa.

Desolados, Orlok e Vampirella acabam tendo de se casar embaixo da ponte, aonde passam a morar como mendigos, catando migalhas de pão da padaria do seu Joaquim e restos de comida dos restaurantes próximos para sobreviver. Certo dia, um rico senhor conhecido como Vlad Tepes, passeando em sua carruagem no estilo clássico, vê Orlok e Vampirella naquela deplorável situação de absoluta miséria.

Pai do Bruce após ter sido pego de surpresa por um fotógrafo.

Então, Vlad decide livrá-los de todo o seu sofrimento, roubando-lhes a vida a fazendo com que morressem de uma vez. Para isso, salta imediatamente de sua carruagem, e após mostrar-se como sendo na verdade um vampiro, ataca os dois tragando-lhe quase todo o sangue. Após matar sua sede, Tepes se manda do lugar o quanto antes, pois era questão de tempo até a polícia chegar no local.

Porém, algo inesperado acontece: milagrosamente, Orlok e Vampirella sobrevivem ao ataque do vampiro, e apesar de terem ficado com o pescoço completamente destruído, eles ficam em pé firmes e fortes. Porém, agora eles não eram mais humanos, pois todo mundo sabe que quando uma pessoa é atacada por um vampiro e sobrevive aos chupões no pescoço, ela obviamente torna-se um vampiro também.

O responsável por assassinar os pais de Bruce.

Agora que tinham adquirido poderes sobrenaturais, novas portas tinham sido abertas para o casal. Daquele dia em diante, Orlok e Vampirella passaram a atacar políticos, empresários e fazendeiros de renome, tomando posse de seus bens e finalmente conseguindo um bom dinheiro para conduzirem sua vida. Em pouco tempo, eles ficaram bilionários. Orlok tornou-se um grande empresário, e Vampirella foi contratada para protagonizar numa série de histórias em quadrinhos.

Tempos depois, sua fortuna só aumentava, e ambos decidiram ter um filho. Nove meses depois nasce Bruce Wayne, o primeiro filho do casal. Porém, diferentemente de seus pais, Bruce tem uma falha genética, e acaba nascendo sem os dons vampirescos de seus pais, que ficam felizes por seu filho não ser uma aberração como eles. Um dia após seu nascimento, o nome de Bruce já constava em todos os testamentos da família.

Alguns anos mais tarde, Bruce e seus pais foram ao cinema assistir ao filme A Hora do Pesadelo, que na época estava bombando nas sessões de todo o país. Quando o filme terminou eles voltavam pra casa, a família é interceptada por ninguém mais, ninguém menos do que Van Helsing. Como ele ficou sabendo que os dois eram vampiros, nem perde tempo e mete uma estaca no coração dos pais de Bruce.

Os pais de Bruce morreram imediatamente, mas por ele não ser um vampiro, Van Helsing o deixou sobreviver, e Bruce foi recolhido por Tropeço, o mordomo da Família Addams que tinha sido contratado pelos seus pais e agora trabalhava para a família Wayne. Porém, Bruce acabou ficando traumatizado pela perca dos pais, e como sabia que eles eram vampiros, passou a sustentar uma grande obsessão por morcegos. No dia seguinte, Bruce recortou uma lona preta de plástico que achou no lixão, saiu praticando Le Parkour pelos telhados e passou a juntar no sarrafo tudo quanto é assassino, criminoso, traficante, maconheiro, assaltante e funkeiro. Desse dia em diante, passou a ficar conhecido como Batman.

Era de Ouro[editar]

Alfred, o leal mordomo do Batman.

A Era de Ouro corresponde a fase de Batman onde toda sua história foi completamente mudada. Nessa fase, os nomes dos personagens foram completamente distorcidos e substituídos: Orlok, seu pai, passou a se chamar Thomas Wayne; Vampirella, sua mãe, passou a se chamar Martha Wayne; o mordomo Tropeço passou a se chamar Alfred Pennyworth; e Van Helsing, o assassino de seus pais, passou a se chamar Joe Chill.

Batman apreciando a vista de Gotham e aproveitando a ocasião para posar pra foto em um de seus raros momentos de bom humor.

Você, caro leitor, deve estar se perguntando o porquê disso, correto? Simples: a DC Comics, após seus funcionários todos se drogarem com maconha e ecstasy, decidiu que esse Batman da Era de Ouro seria na verdade um habitante de um Universo Paralelo com a Terra. Logo, sua história mudou completamente.

Após testemunhar o assassinato de seus pais de camarote por um bandidinho de beco qualquer, Bruce acabou tendo de ir morar com sua velha e decrépita, que o fez de escravo por longos anos de sua vida. Certo dia, Bruce, já com calos na mão e com raiva de ter que trabalhar feito um jumento enquanto sua tia ficava dormindo o dia inteiro na rede, foi até a vizinha, conhecida na época como Bruxa do 71, e encomendou uma macumba da brava para matar a velha, que na verdade nem era sua tia de verdade, apenas uma interesseira que havia se casado com o irmão de seu pai.

Batman e Robin sendo atacados por bugigangas voadoras assassinas.

Assim que Bruce se livra das garras da megera, ele volta para a Mansão Wayne, onde Alfred o esperava. A partir daí, Bruce promete a si mesmo que livraria o mundo de todos os bandidos e malfeitores como Joe Chill e sua tia, e passa a atuar na luta contra o crime, tornando-se Batman, um verdadeiro justiceiro. Nessa época, Bruce encontra um pivetinho de fliperama na rua e o adota. Esse mesmo pivetinho, após ter sido ensinado pelo próprio, já que Bruce era faixa preta em tudo quanto é estilo de luta, torna-se o primeiro Robin, o garoto prodígio. Apesar de Robin ter escorregado no tomate e falhado no quesito macheza, ele torna-se um bom comparsa e ajuda razoavelmente Batman a meter porrada nos bandidos. Porém, posteriormente Robin teria abandonado a viadagem e se tornado Asa Noturna, um heroi de verdade.

Batman ensinando Robin a ser gente com um belo de um corretivo.

Certo dia, depois de já ter juntado todos os bandidos no sarrafo e despachado Robin para a Disney, Batman decide tirar umas férias e dar uma passadinha na boate de Jazz mais famosa de Gotham City, e lá conhece uma bela moça, jovem e solitária, que dividia sua casa com mais de 50 gatos, conhecida como Selina Kyle. Após encherem a cara, ambos vão até um motel mais próximo para saírem de uma seca de mais de 30 anos cada um (já que tanto Bruce como Selina ainda eram virgens e BV's). Porém, o que era apenas para ser uma diversão passageira, configurou-se num namoro duradouro.

Após Batman descobrir que Selina na verdade era a Mulher-Gato, ambos passam a combater o crime juntos. Àquela altura, Robin já tinha se convertido para o Lado Azul da Força e atuava como Asa Noturna por aí afora, combatendo o crime ao seu próprio jeito e estilo. Tempos depois, Batman e Mulher-Gato e casam, e tem uma belíssima e figurante filha.

Com o tempo Batman foi ficando velho e caquético, e suas atividades foram se reduzindo ao passo que sua idade só aumentava. Batman então decide se aposentar. Após sua esposa ter partido para a Terra do Fogo Eterno, Bruce decide engavetar sua fantasia de Batman. Como esse Batman já estava muito desgastado e tinha se tornado irrelevante e inútil devido a idade, a DC Comics decidiu matá-lo de uma vez por todas, seguindo assim apenas com o Batman da Era de Prata.

Era de Prata[editar]

Batman praticando Le Parkour pelos céus de Gotham, sendo um forte candidato para protagonizar o novo jogo da franquia Assassin's Creed.

Novamente houveram mais uma porrada de mudanças na história de Batman nesse período. Bruce Wayne não passava de um fedelho chato e mimado que vivia numa mansão no ponto mais afastado de toda Gotham City. Seus pais tinham se envolvido num esquema com a máfia italiana que estava fazendo uma visitinha pela cidade, e ficaram devendo para os comedores de macarrão cerca de 1 milhão de reais em barras de ouro (que valem mais do que dinheiro) após perderem uma partida de poker no boteco da esquina.

Como eram dois velhacos, recusaram-se a pagar os italianos, mesmo sendo ricos e tendo o dinheiro. Como com a máfia não tem esse negócio de mimimi, os mafiosos contrataram um mendigo conhecido como Joe Chill, que estava procurando emprego desde os 18 anos sem sucesso, e o enviaram em busca dos pais de Bruce para lhes aplicar uma lição. Por fim, Joe acaba assassinando os pais de Bruce, que assim como em todas as ocasiões, fica traumatizado pela perca.

Após o ocorrido, Bruce passa a ir direto para os cuidados do mordomo Alfred, e dessa vez, sem a existência de sua tia velha e desdentada para lhe fazer de escravo. Porém, como em todas as versões de sua história, cresceu com um ódio tremendo de todos os vagabundos do Universo, e decidiu que não descansaria até que toda essa bandidada que perambulava pelas ruas estivesse criando mofo atrás das grades.

Batman na cadeira da Prefeitura de Gotham, após ter vencido o antigo prefeito nas últimas eleições ao conseguir 99% dos votos.

Porém, Bruce dessa vez não pegou retalhos do lixo para fazer sua roupa. Pelo contrário, Bruce chegou a conclusão que a melhor forma de capturar criminosos seria com a inteligência e o conhecimento. Então, sem perder muito tempo, prestou vestibular para Harvard e passou para o curso de Criminalística. Infelizmente, Bruce se deu conta que seria pago apenas com café e rosquinhas, então resolveu abandonar a faculdade ao dar-se conta que aquilo não era com ele.

Porém, certo dia no porão, quando Bruce foi limpar o mesmo após 5 anos sem passar sequer uma vassoura por lá, ele é atacado por um bando de morcegos que quase lhe passam raiva. Após recuperar-se das mordidas em massa, Bruce finalmente chega a conclusão de que a melhor forma de assustar os bandidos, seria se fantasiar de vampiro. Após treinar com os maiores mestres das artes marciais e das artes ninjas de todo o Oriente, Bruce volta para Gotham, onde passa a atuar sob o nome de Batman, juntando todos os criminosos no sarrafo.

Nesse período, Bruce adota Robin para ser seu escravo e cuidar da mansão para ele, obrigando o jovem a lavar a louça, levar roupa até a lavanderia, fazer o almoço e varrer a casa nos dias em que Alfred estava ocupado. Com o tempo, Robin passa a servir como um quebra-galho de Bruce, ajudando-lhe a combater o crime volta e meia e recebendo o apelido de menino-prodígio, mesmo não deixando de viver na sombra de Batman durante a vida toda. Nessa mesma fase Batman fez amizade com o Superboy em uma viagem de turismo até a terra-natal dele, sendo que a partir daí dividiriam altas confusões juntos. Obviamente, Robin foi descartado feito papel velho, já que sempre que precisasse de ajuda, Batman poderia recorrer a alguém mais útil e forte.

Batman: Ano Um[editar]

Batman, Robin e Superman aproveitando para surfar durante suas férias em Acapulco.

Batman: Ano Um é um arco das histórias de Batman que trata-se de nada mais nada menos do que um Flashback sobre as origens de Batman. Como sempre, o novo escritor novamente reescreve as histórias do personagem, o que na época, confundiu muito os tiozões virgens de 90 anos que acompanhavam as histórias desde os primórdios. Nessa história fica-se sabendo que Jason Todd, o segundo Robin, se tratava na verdade de um ladrãozinho de beco que tentou roubas os pneus do Batmóvel para vender e comprar 1kg de arroz. Dizem as más línguas que essa série foi a responsável por mandar aqueles quadrinhos com desenhos porcos dignos do jardim de infância para o Inferno, e dar às histórias de Batman um tom mais macho sombrio e escuro. Também mostrou a atual origem do Homem-Morcego, aquela que por enquanto ainda não sofreu muitas alterações.

Outras Sagas[editar]

Batman: A Piada Mortal[editar]

Batman e uma versão tremendamente tosca do Bozo Coringa posando para uma sessão de fotos nos bastidores.
Finalmente esse peso-morto foi comer capim pela raíz!

Após tanto apanhar de Batman, ser impedido e ter seus planos diabólicos impedidos sem muito esforço por parte do morcego, Coringa fica completamente puto e inconformado. Porém, como Coringa sempre levava surras épicas de Bruce, ele não poderia fazer nada contra o morcego,afinal, novamente levaria na cara até dizer chega. Então, Coringa decide manifestar toda a sua raiva e ira de outra forma, e decide atacar os escravos companheiros de heroísmo de Batman. Numa tempestuosa e fria noite de Inverno (vamos ignorar o fato de que em Gotham é noite quase 23 horas por dia), Coringa, ao lado de dois de seus maiores comparsas - Pennywise e Bozo - decide invadir a casa do comissário Gordon e tocar o terror em sua família. Lá, Coringa invade a casa do mesmo e mete chumbo na coluna de sua filha, Bárbara Gordon, que naquele tempo, atuava como Batgirl, outra fulana que vivia na sombra de Batman e pegava carona em seu sucesso. Após isso, a Batgirl acaba ficando paraplégica e dá adeus para sempre a sua carreira de heroína das sombras.

Uma Morte em Família[editar]

Coringa fazendo o inútil do Robin de saco de pancadas.

Cquote1.png Finalmente esse infeliz foi pro saco! Cquote2.png
Qualquer um sobre Robin

Essa história pode ser considerada notável pelo fato de que os próprios fãs do Batman decidiram o final da mesma, que era nada mais nada menos do que a morte do segundo Robin, provando o quão odiado era o indivíduo. Nessa história, Jason, como o perfeito moleque mimado, decide vandalizar as lutas contra os inimigos por estar com raiva de Batman sempre pegar no seu pé por ser um inútil. Logo, Jason começou a lutar de qualquer jeito, o que deixou Batman puteado da cara, que para castigá-lo, lhe aplicou uma surra de cinto e ainda por cima o proibiu de agir como Robin, pois o infeliz só estava atrapalhando. Após fazer birrinha e ficar com o traseiro marcado pelo cinto, Robin sai para esfriar a cabeça, e lá encontra uma senhora anônima que lhe dá pistas sobre sua verdadeira mãe. Ao hackear o computador de última geração de Bruce, Robin, descobre o paradeiro de 3 de suas possíveis mães, sendo que apenas uma delas, e decide fugir de casa feito o típico fedelho mimado. Após algumas buscas, Robin acaba na Etiópia, e lá encontra sua verdadeira mãe. Infelizmente, ele descobre que ela era na verdade uma grande criminosa, que vendia maconha e LSD contrabandeados para os americanos, sendo seu maior cliente ninguém mais ninguém menos do que o Coringa. Pra completar, quando ela descobre que Jason é Robin, ela não hesita em entregá-lo para o Coringa. Como Coringa não perde uma oportunidade de irritar o Batman, ele joga tanto Robin como a sua mãe bandida num armazém velho com uma bomba-relógio, explodindo o lugar e mandando os dois pra vala.

Batman: Descanse em Paz[editar]

Batman querendo seu merecido descanso após mandar todos os vagabundos de Gotham para o xadrez.

Batman: Descanse em Paz é uma das séries mais chatas e entediantes de Batman. Após ter varrido todos os criminosos das ruas de Gotham, Bruce Wayne, devido ao tédio, resolve passear pelo mundo afora, se apropriando de rituais de meditação budista e técnicas de isolamento para entender melhor como funciona a mente doentia de vagabundos como o Coringa e pensar numa forma de juntá-los no sarrafo novamente quando eles voltassem a atacar Gotham. Quando Batman volta, uma organização criminosa chefiada pela máfia italiana, em parceria com Coringa tenta a todo custo matá-lo, de várias formas possíveis, inclusive atentando contra a vida do morcego aplicando-lhe em várias ocasiões doses fortes de maconha, crack e outras drogas que o Coringa consegue com os chefes dos morros brasileiros.

A Batalha Pelo Manto[editar]

Robins disputando o posto de Batman.

A Batalha Pelo Manto é uma saga que se sucedeu após a morte do Batman, que supostamente teria ido para a vala após ter matado Darkseid (aquele inimigo apelão do Superman) e morrido no processo. Quando a notícia chegou aos ouvidos dos desgraçados bandidos que outrora se borravam de medo de atuar na cidade com receio de levarem uma surra suprema do Morcego, simplesmente fazem a festa: começam a saquear, roubar, cometer assassinatos e dominam legal as ruas de Gotham. Por sua vez, vários vilões habituais do Batman, como Pinguim, Duas Caras e Máscara Negra lutam pela soberania dos becos e guetos mais escuros da cidade. Logo, todos os antigos servos ajudantes do Batman, veem nisso uma ótima oportunidade para fazerem bonito e conquistarem um pouco da fama do Morcego, e resolvem vir para pôr a bandidada na linha. Os três primeiros Robins por sua vez, caem na porrada um com o outro para ver quem será o novo Batman e quem se apossará de toda a sua fortuna.

Filmes[editar]

Batman - O Homem-Morcego (1966)[editar]

Gangue dos criminosos fajutos do primeiro filme, colocando a fofoca em dia.

"Batman - O Homem-Morcego" foi um dos primeiros filmes do Batman lançados, e dada a época em que foi lançado, é óbvio que não passa de uma tosqueira de primeira mão, mas que deve ter feito sucesso na época nas rodinhas de canastra e poker que teu avô frequentava toda sexta-feira de noite após voltar da roça e se reunir com outros coroas. No filme, Bátima e o inútil do Robison seguem a pista do comodoro Madruga, que tinha sumido do nada sem deixar rastros. Batman estava em seu encalço por que havia emprestado grana para o comodoro em questão, e deduziu que o mesmo estava se escondendo para não ter que lhe pagar a dívida de 14 meses de aluguel. Batman e Robin então seguem a pista do comodoro até seu iate, e lá são surpreendidos por versões toscas e ridículas do Coringa, da Mulher-Gato, do Pinguim e do Charada, que como todo bom vilão clichê, querem matar os mocinhos e dominar o mundo.

Batman (1989)[editar]

Coringa em sua participação no filme de 1989.

Esse filme é o que mais tenta se aproximar da história do personagem dos quadrinhos, porém, sem sucesso, obviamente, até porque, foi criado na onda dos filmes Trash que fizeram sucesso durante a década de 80. Aqui, após ter acompanhado de camarote a morte dos seus coroas, Bruce Wayne torna-se uma criança sombria e traumatizada, que jura vingança contra toda a bandidagem, sobretudo, contra o líder do tráfico de drogas de Gotham da época, Don Anônimo de Souza. Ao mesmo tempo, um bandidinho de araque próximo a uma favela de Gotham City, em meio a um de seus crimes, no qual estava tentando roubar uma galinha assada daquelas de porta de bar, acaba sendo baleado e cai numa lata de lixo cheia de substâncias tóxicas. Quando levanta, as substâncias tinham afetado o seu cérebro e ele tornara-se o Coringa, que agora visava mais do que simples aspirações de bandidos pé-de-chinelo, querendo por exemplo, dominar o mundo.

Batman - O Retorno (1992)[editar]

Mulher-Gato tentando seduzir Pinguim enquanto rouba sua carteira do bolso de trás.

Numa pacata periferia de Gotham City, um casal de mendigos têm um filho, que nasce deformado e aparenta sofrer de um caso grave de lepra. Pensando que aquela anomalia era contagiosa, ambos decidem embrulhara criança num saco de lixo e jogar no rio, que acaba levando-o até o esgoto da cidade. A criança então acaba sendo encontrada por um grupo de artistas circenses que trabalhavam num circo dos horrores e passaram a exibir o bebê como uma de suas aberrações. Quando cresce, a criança se auto-proclama de Pinguim e começa a se envolver em tramoias para dominar Gotham, além de atuar como Homem do Saco e sequestrar crianças por toda a cidade, e cabe ao Batman pôr um fim nos atos ilegais do gorducho medonho. Mulher-Gato também faz uma aparição inútil capenga na história.

Batman Eternamente (1995)[editar]

Versão tosca da Hera Venenosa que apareceu nos filmes, lembrando e muito um personagem da Disney.

Após uma tentativa fracassado de assaltar um banco medíocre em Gotham, tentativa isso frustrada por Batman, um vilão desocupado conhecido como Duas Caras decide que iria se vingar do Homem-Morcego desmascarando-o e revelando sua identidade secreta para o mundo todo através de uma transmissão ao vivo exibida pela MTV e Animal Planet. Ao mesmo tempo, um outro bandido, conhecido como Charada, se oferece para ajudar Duas Caras, já que Charada era um grande e bem humorado piadista que estava puto por Batman ter estragado o seu plano de distribuir campainhas de choque e almofadas de pum para todos os habitantes de Gotham.

Batman & Robin[editar]

Batman & Robin foi o0 pior filme do Batman feito até hoje. O filmes foi considerado um dos piores filmes de super-herois já feitos (e hoje ainda é) e também uma das piores porcarias da história do Cinema. Já teve várias indicações para o Framboesa de Ouro e suas críticas, numa escala de 0 à 100, suas notas foram de -100 (as mais altas). O vilão da vez é Senhor Frio, que apareceu com uma maquiagem terrivelmente ridícula na base da tinta guache azul, onde aparece no filme como ladrão de diamantes. Também existe uma versão baranga da Hera Venenosa com um cabelo de bruxa e vestimenta ridícula que aparece no filme, mas que só chamou atenção por não ter absolutamente coerência nenhuma com a Hera Venenosa dos quadrinhos, que é caracterizada pela sua beleza de fazer inveja em qualquer retardada que anda pelas favelas dançando funk. Devido ao fiasco desse filme, os produtores resolveram encerrar a antiga franquia do Batman e dar início a uma nova série de filmes.

Batman Begins[editar]

Capa alternativa do filme "Batman Begins".

Após seus pais terem sido mortos por um assassino de aluguel, Bruce parte para treinar artes marciais para se vingar dos responsáveis por terem feito aquilo com sua família. Após ter aprendido tudo sobre karatê, kung fu, judô e taekwondo, Bruce volta para Gotham para poder assassinar o responsável por toda a desgraça de sua vida. Infelizmente, Bruce chega tarde, e o desgraçado já tinha sido assassinado pela máfia italiana que controlava Gotham. Bruce então se torna o Batman, e começa a inicia uma revolta contra a máfia italiana, contra um coroa árabe mestre em artes marciais e contra um cientista maluco que adorava usar seres humanos como cobaias vivas.

Batman: O Cavaleiro das Trevas[editar]

Esse filme é conhecido principalmente por ser o maior responsável pelo brusco aumento do número de posers que

Coringa mostrando como ele e seus capangas derrotaram o Batman em "Batman: O Cavaleiro das Trevas".

se dizem fãs do Batman nos últimos anos. Pertencendo a nova trilogia, é a continuação de Batman Begins, e nessa nova aventura, Bozo Coringa e seus comparsas dão o ar da desgraça e atuam como vilões principais. No filme, Coringa decide tocar o Terror em Gotham, desgraçando a cidade das piores formas possíveis, sendo inclusive o responsável por transformar o policial Harvey Dent no medonho Duas-Caras (que nesse filme está mais feio do que nunca). Atualmente, o filme é um dos mais louvados pela crítica paga-pau cinematográfica, enchendo os cinemas do mundo todo com desocupados de todas as idades. Também é considerado o melhor filme do Batman, mas isso não significa muita coisa, já que todos os filmes do Batman anteriores foram uma porcaria.

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge[editar]

"Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge" foi o último filme envolvendo o Homem-Morcego feito até agora. Apesar de ser lançado em 2012 e ter ganho críticas positivas, ninguém fala muito desse filme, e o mesmo encontra-se atualmente em estado tão esquecido quanto Batman Begins. As poucas pessoas que sabem da existência desse filme (que não é tão superestimado quanto seu antecessor), só ficaram sabendo que foi lançado um novo filme do Batman porque durante uma das sessões de estreia do mesmo, um maluco drogado, enfurecido porque tiraram o Coringa para colocar o sem-graça do Bane como um dos vilões do filme, resolveu sacar a sua arma e meter chumbo em todo mundo do cinema para descontar sua raiva, episódio que ficou conhecido como Massacre em Aurora em 2012.

Bat-Família[editar]

Robin fazendo uma pose ridícula em uma fracassada tentativa de parecer descolado.

Ao longo dos anos, desde a sua criação, vários personagens que não são o Bruce Wayne, foram sendo desenhados para para participar dos quadrinhos ao lado do Batman, unicamente para fazer volume e para dizer que o Batman não é a única personalidade conhecida de Gotham City. A maioria dos outros personagens que atuam nos quadrinhos do Batman não passam de inúteis querendo seus 5 minutos de fama (que geralmente vão se chamar "Bat" alguma coisa). Para espanto de todos, vários desses inúteis fizeram um sucesso tremendo (as pessoas sem sombra de dúvidas adoram figurantes), e muitos deles conquistaram suas próprias revistas em quadrinhos com seu nome no título. A seguir, citaremos os principais inúteis aliados do Morcego e suas respectivas funções.

  • Robin: Robin é o nome dado a um grupo de fedelhos irritantes e sem qualquer tipo de utilidade que foram criados para auxiliar Bruce Wayne em sua marcha contra o mal. Desde o início, todo mundo se pergunta do porque diabos terem criado esse infeliz para estragar as histórias do Batman. Vários personagens ao longo dos anos já assumiram a identidade secreta de Robin, mas o mesmo jamais saiu da sombra do Batman. É muito comum Robin fazer aparições nas histórias só para encher linguiça e para atrapalhar Bruce, que muitas ocasiões deixa de combater o crime decentemente para ter que bancar a babá e salvar esses moleque dos apuros. Existe uma porrada de identidades secretas do Robin, todas muito irritantes por sinal, mas não perderemos tempo citando todas aqui. Vale lembrar que a primeira roupa do Robin tratava-se na verdade de um cuecão de couro, na qual ele ficava mostrando as pernas depiladas, motivo pelo qual a população começou a levantar sérias suspeitas sobre a sua sexualidade.
Batgirl brincando de trapezista pelos céus de Gotham.
  • Batgirl: Batgirl, assim como Robin, é outro peso-morto que sempre que possível faz aparições nos quadrinhos do Homem-Morcego. Porém, diferentemente de Robin, Batgirl sempre mostrou-se mais útil, e não fazia tanta burrada como ele. Não se sabe porque essa guria decidiu combater o crime, só o que se sabe é que ela simplesmente começou a aparecer para atrapalhar o Batman sempre que surgia uma oportunidade. Renomados vagabundos pesquisadores acreditam que Batgirl era na verdade uma típica garota mimada de Gotham que ficava o dia inteiro em casa assistindo televisão. De tanto assistir na TV reportagens sobre os feitos de Batman, ela percebeu que o mesmo havia se tornado uma celebridade. Querendo ficar famosa também, ela decidiu então que deveria aprender a lutar e se aliar ao Batman, pois estando perto de uma celebridade, ela seria uma celebridade também.
  • Batwoman: Batwoman foi inicialmente criada para servir como um par amoroso para o Batman para calar a boca do psicólogo boiola que ficou espalhando pra todo mundo que o Batman era gay. Porém, ela não era uma personagem carismática e muito menos interessante, portanto, ninguém deu muita bola para ela e ela foi durante anos simplesmente varrida dos quadrinhos. Sem contar que Batman já tinha um interesse amoroso, já que todos sabem que ele sempre deteve uma certa paixonite pela Mulher-Gato. Devido ao fracasso da personagem como par romântico, os criadores decidiram reviver a Batwoman, mas dessa vez a transformaram numa lésbica assumida, que mete mais porrada nos bandidos do que muitos outros herois homens.
Robin Asa Noturna bancando o ninja.
  • Asa Noturna: Asa Noturna foi na verdade o primeiro Robin depois que abandonou a sombra do Batman e decidiu que estava na hora de fazer algo útil na vida. Toda a ideia de combater o crime sozinho surgiu quando cansado de abrigar um inútil sobre o mesmo teto, Bruce Wayne o expulsou de casa para ele aprender a deixar de ser mimado e se virar sozinho. Logo, enquanto vagabundeava sem rumo pelas ruas, Dick decidiu que deveria mostrar alguma utilidade e provar seu valor para o Batman, que até então, o tinha expulsado de casa por julgá-lo um inútil sem qualquer relevância. Logo, ao passar por uma loja esportiva do 1,99, ao ver uma asa-delta à venda com a marca "Nightwing", Dick decide adotar o nome "Asa Noturna" e combater o crime por sua conta. Diferentemente dos demais Robins, Dick acaba se tornando um exemplo na arte de mandar vagabundos para a cadeia, tanto é que anos depois acaba assumindo a identidade secreta de Batman quando o mesmo forjou sua própria morte para tirar umas férias durante um tempo em outra dimensão.
Batwoman, a ajudante mais macho do Batman.
  • Bat-Mirim: Bat-Mirim é um gnomo irritante que fugiu de sua casa em um daqueles reinos encantados da Disney para tirar todo mundo em Gotham do sério. É conhecido por ser um personagem chato, inútil, sem-graça e que você fica se perguntando o tempo todo se os responsáveis pelas histórias tinham enchido a cara ou estavam drogados no momento de sua criação. Obviamente que em toda santa vez que esse desgraçado aparece, é só para infernizar a vida dos outros personagens, sendo que ninguém suporta a convivência com essa anomalia da natureza.
  • Azrael: Azrael era um terrorista fanático religioso de Gotham que foi treinado desde pequeno para combater uma seita de adoração ao demônio conhecida como "Ordem de São Dumas". Durante um breve período de tempo, ele assumiu a identidade secreta de Batman após Bruce Wayne escorregar num sabonete e cair com a cabeça na banheira enquanto tomava banho. O primeiro Azrael teria ganho uma série própria, mas quando os criadores viram que não iria dar em nada decidiram matá-lo de uma vez e enterrar à sete palmos embaixo da terra. Um tempo depois surgiu um novo Azrael, e assim como anterior, não passa de um ilustre anônimo que você provavelmente nunca ouviu falar.
Será possível que ninguém para no chão nessa porra de cidade?
  • Caçadora: Caçadora é mais um das machonas que auxiliam Batman em sua caminhada contra o mal. Caçadora é conhecida por ser uma das personagens femininas mais barras pesada dos quadrinhos (como cerca de 90% delas). Diferentemente de muitos imbecis que decidem ajudar (pelo menos é isso que eles dizem que estão tentando fazer quando atrapalham), Caçadora costuma ser uma grande aliada, já que quando ela entra cena, geralmente junta a bandidada toda no sarrafo, coisa que nem Robin e nem Batgirl tem a capacidade de fazer. Batman sempre foi criticado por aceitar a mesma como sua aliada (ela inclusive já foi uma das Batgirls), já que ela era estressadinha e tinha pavio curto, além de ser agressiva, temperamental e impulsiva. Porém, como ela dava conta do recado, Wayne não se importava muito com a personalidade, mesmo ele tendo de dar bronca nela em várias ocasiões. Sem contar que muitos bandidos que nunca se cansavam de chatear precisavam ser mortos de uma vez, e como Batman não podia matar devido a um contrato com a DC Comics que o impedia de cometer qualquer ato de violência para não servir de mal exemplo para as crianças, se Caçadora se irritasse muito ela acabaria matando qualquer infeliz, e Batman não poderia levar a culpa por aquilo.

Figurantes[editar]

Alfred servindo o chá para distribuir para os integrantes da Liga da Justiça, que vieram para um campeonato de Mario Kart na casa do Batman.

Ao longo dos anos, desde sua criação, inúmeros figurantes e personagens obscuros foram escalados para integrar o elenco de figurantes apoio dos quadrinhos que envolvem o Batman. Alguns deles são conhecidos, outros porém são aquele tipo de indivíduo que muitas pessoas sequer ouvem falar, de tão irrelevantes que os mesmos são para as histórias. Obviamente, a maioria deles só foi criada para encher linguiça e para dizer que existem mais personagens fora o Batman e seus vilões propriamente ditos.

  • Alfred Pennyworth: De todos os figurantes que apareceram ao longo dos anos, Alfred, o famosos mordomo do Batman, é o principal e mais conhecido. Aparece em todas as séries, em todos os volumes e em todas as sagas, e é um dos figurantes mais antigos dos quadrinhos, porém, quase ninguém sabe nada sobre o passado desse indivíduo, que pode muito bem ser o pai do Batman sem que ninguém saiba. Sua função é ficar o dia inteiro limpando a Mansão Wayne e a Batcaverna, além de curar os ferimentos que Batman costuma levar em batalhas. Não se sabe onde nasceu, não se sabe onde viveu, não se sabe onde trabalhou o resto da vida, só o que se sabe é que Alfred é um mordomo, o que levanta sérias suspeitas de seu caráter, pois o mordomo é sempre o culpado. Há quem diga que Alfred na verdade é um agente secreto dos EUA infiltrado na Mansão Wayne para vigiar o Batman, que é considerado uma ameaça aos planos malignos de dominação mundial do país. Outras hipóteses sugerem que Alfred seja na verdade um membro secreto da MIB, escalado para acompanhar Batman nos seus combates com as mais variadas personalidades, muitas delas podendo ser na verdade alienígenas disfarçados, como Duas-Caras ou o Crocodilo, por exemplo.
Comissário Gordon mostrando que não está para brincadeiras.
  • Comissário Gordon: Outra personalidade famosa, Comissário Gordon é um personagem que apesar de figurante, é muito mais famoso do que vários dos inimigos do Batman. Diferentemente da maioria dos policiais do Departamento de Polícia de Gotham City, que ficam o dia todo sentados com a bunda na cadeira enquanto se enchem de café com rosquinhas, ele é o único policial que faz algo de útil na cidade, e um dos poucos que prefere a adrenalina de meter o sarrafo em bandidos ao invés de se deixar subornar unicamente para poder comprar mais rosquinhas. Costuma ser retratado como um simpático velho grisalho com uma roupa semelhante a do Inspetor Bugiganga.
  • Lucius Fox: Lucius Fox é mais um daqueles personagens que você sabe que existe mas nunca teve o prazer de conhecer de perto por ser completamente desconhecido. Lucius, apesar de ser desconhecido pela maioria dos posers, é um personagem que tem uma função nos quadrinhos, por incrível que pareça: ele é o principal responsável por ajudar no desenvolvimento e criação dos apetrechos e quinquilharias utilizados pelo Batman nos quadrinhos, tais como batrangue, batgarras, batmóvel ou qualquer outra batbugiganga que você escuta falar por aí.

Vilões[editar]

Pinguim, Charada e Duas-Caras sem muito o que fazer após ter seus últimos e infalíveis planos frustrados... De novo.

Os vilões do Batman estão entre os malucos fantasiados mais conhecidos dos quadrinhos, já que cada um deles apareceu mais de mil vezes em várias ocasiões pela mídia afora, seja em videogames, seja em filmes ou seja em desenhos animados podrões. Em sua maioria, são todos doidos varridos obcecados, todos dignos das celas mais fortificadas do manicômio.

  • Coringa: Coringa, também conhecido como "O Bozo de Gotham", é o arqui-inimigo do Batman, e também um dos vilões mais conhecidos dos quadrinhos. Quando o Batman foi criado, eles precisavam de um ser abominável e psicopata para servir como principal vilão para o Morcego, alguém que fosse recorrente em suas histórias e que servisse como saco de pancadas principal. Logo, nada mais coerente do que escolher um bandido baseado na satânica imagem de Ronald McDonald, já que desde os primórdios, palhaços sempre foram as principais criaturas que permeiam os pesadelos mais assustadores e obscuros tanto das crianças, como dos adultos.
  • Pinguim: Pinguim pode ser considerado o segundo vilão mais famoso do Batman. É um anão obeso e narigudo que sempre leva consigo um guarda-chuva altamente desenvolvido que serve como espada, metralhadora, espingarda, arma de raio laser, lança-chamas e agulha de gás letal, além é claro, de proteger da chuva e do sol (mesmo em Gotham quase nunca tendo Sol).
  • Mulher-Gato: Mulher-Gato é uma da vilãs mais conhecidas dos quadrinhos também. É uma conhecida ladra que carrega consigo um chicote que posteriormente teria sido plagiado descaradamente pela Tiazinha para ser usado em fetiches sadomasoquistas. É uma daquelas típicas mulheres que amam diamantes, e pelo menos inicialmente, teve um relacionamento amoroso com o Batman apenas para dar o golpe do baú.
Mulher-Gato no futuro.
  • Duas-Caras: Duas-Caras é um maluco que sofre de um caso grave de dupla personalidade. Apesar de desde pequeno apresentar indícios de sofrer com uma forma aguda desse conhecido transtorno psiquiátrico, suas duas personalidades (uma de psicopata e outra de sociopata) só vieram à tona quando a máfia italiana salpicou sua cara com ácido sulfúrico só de sacanagem.
  • Hera Venenosa: Conhecida botânica fanática principalmente por plantas carnívoras ou venenosas, é uma sádica de carteirinha que seduz os homens com feromônios para depois beijá-los e mandá-los para o colo do Capeta com a peçonha o veneno que tem nos lábios. Apesar de ser uma das vilãs mais bonitas dos quadrinhos, odeia todas as pessoas do mundo unicamente por essas não possuírem raízes e não realizarem fotossíntese. Acredita-se que seja a esposa do Zetsu, um líder de uma organização mafiosa de Gotham conhecida como Akatsuki.
  • Charada: Charada era um antigo jogador de poker que adorava trapacear e passar a perna nas pessoas com quem jogava baralho. Certo dia, bateu a cabeça numa pedra e começou a pensar que era um oráculo, e desse dia em diante, passou a falar em enigmas para confundir as pessoas, já que era um vagabundo e não tinha nada de importante para fazer na vida.
Coringa zombando da cara do Batman.
  • Senhor Frio: Senhor Frio é um idiota que usa um aquário na cabeça. Adquiriu seus poderes gelados certo dia em que seu amigo sacana, cansado de tanto ser derrotado por ele nas partidas de Mortal Kombat, decidiu prendê-lo numa geladeira por ser apelão demais com o Sub-Zero.
  • Arlequina: Arlequina é uma palhaça burra que morre de amores pelo Coringa, mesmo ele lhe batendo, golpeando e puxando o cabelo constantemente. Conheceu Coringa no hospício, e ao sentir que rolou uma química, já que os dois eram idiotas que gostavam de palhaços, se apaixonou imediatamente.
  • Espantalho: Um psicopata fã de filmes de Terror que de tanto assistir os filmes da franquia "A Hora do Pesadelo", resolveu imitar seu grande ídolo, Freddy Krueger, e matar literalmente as pessoas de medo. Sua roupa o faz parecer que está indo para uma festa à fantasia de Halloween.
  • Bane: Bane é um presidiário bombado que acabou se viciando numa substâncias nociva que é uma espécie de mistura de maconha com anabolizantes, conhecida como Veneno. Possui músculos maiores do que sua própria cabeça. Geralmente, vilões bombados costumam ter cérebro do tamanho de uma ervilha, porém, Bane é o único criminoso bombado que mistura força física quebradora de costelas com inteligência de Ensino Superior. Acredita-se que tenha feito doutorado e mestrado na cadeia, já que passou maior parte da sua vida lá, tempo suficiente para fazer umas 5 faculdades.
  • Máscara Negra: Um fracassado empresário que não passa de uma versão preta do Caveira Vermelha, claramente plagiado baseado no visual do Esqueleto e que se diz chefe do crime de Gotham.
  • Anarquia: Um nerd com tendências psicopatas que como o próprio nome já indica, é adepto fiel do anarquismo. Após ler muito os quadrinhos do V de Vingança, decidiu pegar uma fantasia idiota (que era moda na época) e sair matando políticos, corruptos e ditadores pelo mundo afora em prol de direitos iguais. Na verdade, isso é meio contraditório, pois um personagem assim estaria mais para anti-heroi do que para vilão.
Chapeleiro Louco tomando um chazinho de hortelã feito pela vovó.
  • Arrasa-Quarteirão: Um troglodita criminoso e agressivo que antes de se transformar numa aberração só de músculos atuava como cientista doido e realizava experimentos psicóticos em si mesmo.
  • Batzarro: Um vilão sem-graça que não passa de uma cópia fajuta e burra do Batman, integrando a lista dos vilões mais estúpidos das histórias em quadrinhos (ao lado de Bizarro).
  • Chapeleiro Louco:' Um nanico imbecil que desenvolveu esquizofrenia e transtorno obsessivo-compulsivo de tanto assistir a versão da Disney de "Alice no País das Maravilhas".
  • Capuz Vermelho: Após voltar da Terra do Fogo Inferno, Jason Todd, o segundo Robin, fica mais puto do que nunca. Logo, declara guerra a todos o fugitivos do hospício e malucos fantasiados de Gotham City, combatendo o crime de forma violenta e sádica, motivo pelo qual tornou-se um inimigo do Batman, já que era completamente o oposto daquilo que fazia, sem contar que Bruce era o dono do pedaço e não queria nenhuma concorrência para lhe atrapalhar.
  • Cara-de-Barro: Um vilão gosmento e grudento que tem a capacidade de ser uma grande poça de barro ambulante.
Carmine Falcone, o chefe da máfia de Gotham.
  • Carmine Falcone: Um líder da máfia italiana instalada em Gotham que tem como objetivo dominar todas as gangues da cidade e recrutar a maior quantidade possível de capangas para trabalharem de graça e feito escravos em sua pizzaria oficial.
  • Crocodilo: Crocodilo canibal humanoide que costuma atacar Gotham no intuito de descolar uma saborosa janta na base de carne humana.
  • Homem-Calendário: Retardado que de tanto ficar olhando para o calendário que sua mãe tinha na geladeira, acabou pirando na batatinha e se tornando um dos mais toscos e vergonhosos vilões dos quadrinhos.
  • Homem-Coruja: Versão do mundo do contra do Batman, só que muito mais burra e muito menos carismática.
  • Hugo Strange: Cientista doido obcecado pelo Batman que parece uma versão psicopata e barbuda do Tio Chico da Família Addams.
Mariposa Assassina voando pelos céus de Gotham.
  • Mariposa Assassina: Outro trouxa com fantasia ridícula, que simplesmente decidiu sem motivo nenhum que seria um vilão do Batman e ponto final.
  • Morcego Humano: Vilão criado para zombar do codinome "Homem-Morcego" do Batman. Costumava ser um vagabundo que se especializara inutilmente no estudo dos morcegos (sabe-se lá pra quê ou como ele conseguia pagar suas contas tendo um emprego desses), mas que certo dia testou um soro maligno em si mesmo e se transformou numa aberração da natureza.
  • Onomatopeia: Um paciente psiquiátrico totalmente débil e perturbado que passa a vida toda imitando o barulho das coisas ao seu redor, como carros, pássaros, torneiras e o barulho das folhas caindo no chão. Ou seja: outro indivíduo que deveria estar numa camisa de força.
Rei Relógio montado em sua cavalaria real.
  • Ra's Al Ghul: Terrorista árabe totalmente anti-americano que veio para Gotham para vingar a morte de Osama Bin Laden em nome de Alá.
  • Rei Relógio: Vilão retardado, debiloide e completamente ridículo que só foi criado para ser alvo de piadas e chacotas e para fazer os leitores assíduos de quadrinhos caírem na gargalhada.
  • Silêncio: Vilãozinho completamente desinteressante cujo maior feito na vida foi fazer plásticas e mais plásticas (nos mesmos médicos do Michael Jackson) para ficar com a cara parecida com a de Bruce Wayne, provavelmente por ser um invejoso de carteirinha.
  • Vagalume: Um falido especialista em efeitos especiais de filmes Trash dos anos 80 que resolveu roubar uma fantasia dos bastidores do filme "A Mosca" e equipá-la com luzes de natal que achou no porão da casa da sua avó.
  • Ventríloquo: Um tiozinho aposentado à lá Geppetto que sofre com o problema de múltiplas personalidades e que controla um boneco de madeira mal esculpido.

Ver também[editar]

v  d  e h
Sonics.gif|||Tabela Periódica dos Bons Elementos||||Sonics.gif

  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 24 42 51 69
1 D
Ss
Φ Jc Ry
Ns Am Ar Ag Jn Bv
2 Mj G
Mt Lk Sp Sn Sj Aj
3 Bu Me Ma H Bm Ul Te Pe Ax Rh Sh S C Nm Jd Jg Fg Ay
π Kt Ms Bl Jl Jh T Mi Hz Z Ww Bo M Jp Is Ab Po Fa P
4 Tu Du Y Ls Ne Op Gd N Cu Ll Jo Za L Ci Fr Jk Sa K
5 At Hp * Ti Mq Oc Ra Le Al El Jb Au As O Da Mg Sg Di
6 Gn Hh ** Be Mv Ja Jy Ji Wi Sl Gv Pr Lu Mr Lk Dl Si Js
Sc Ge *** Ib Hu So Pt Df Pi Pp Ps Si Bn Ca Sb Ap Mn St

* Série dos ONGônios Mf Gp W Cv Ae Aa Ce U Dn I Ia Rt Tt Mo Pa
** Série dos Heronídeos Su B Mm Lv Aq Ha De Ca Li Co Ch Cp Rc He F
*** Série das Femininas Hr Cd Sm Mq O Cm Ep Ag Bb Ig Di Mmi Cm Cl Pd

v  d  e h
Oscar 1.jpg Logo Coisas de Hollywood.jpg Oscar 1.jpg
Oscar 4.jpg