Chupetinha

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar



Chupetinha de Las Neves.
atualmente com 229 anos
Lema mais famoso: UUÉÉÉ....UUÉÉÉ...UÉÉÉ..UÉÉ..UÉÉ..UÉÉÉÉ.....
Cidade Atual Presente para o dente
Data de Nascimento 37 de deziembro de mil novecentes de cincuenta(1950)-

Santo Antônio do Cré-Cré-Cré do Xipsuí de Minas

Nome Completo Chupetinha de Las Neves Banguelita
Apelidos El Furmiga de 4 ojos e Boca de Poço.
Religião Serudita
Papa e Mamã Tripa Escorrida e a Bruxa do 71
Idade atualmente 229
Namorado Roberto Come Las No Bolanõs
Inimigos Velha Coroca e Buchechão de 4 toneladas

Chiquinha(Santo Antônio do Cré-Cré-Cré do Xipsuí de Minas, 37 de Deziembro de 1950 com uma chifrada)é uma fedelha banguela que aparece na série Chaves , é interpretada pela atriz María Antonieta de las Nieves . Ela é uma menina feia pra cacete e vive importunando a vida de todos os idiotas que moram na mesma vila que ela, o que ela importuna mais são conhecidos como o Chaves e o Quico . Ela é filha única do vagabundo do Seu Madruga . O personagem até os dias de hoje é interpretado por sua atriz.

História[editar]

Chiquinha nasceu quando seus pais já moravam naquela vila caindo aos pedaços; sua mãe morreu no parto, pois a cabeça dela acabou arregançando a boceta da mãe no nascimento, Seu Madruga então não podia dar uma de pai que compra cigarro e passou a criar menina contra sua própria vontade na presença da sua avó Dona Neves e de sua madrasta a Bruxa do 71 que ela detesta de te-la como mãe, (no futuro a Chiquinha se refere a sua avó como veia louca e fedida) e depois passou a criar ela sozinha na favela onde ele mora. Seu nome foi colocado pelo próprio Seu Madruga, pois aquelas pintas no seu rosto fazem lembrar dos buracos dos pelos da xereca da sua ex-falecida; De acordo com outra versão que apareceu no programa que ninguém faz questão de lembrar de sua existência, seu nome verdadeiro é Espermanência e ele é chamado de Xiximija como apelido. Ela é a única pirralha do Seu Madruga, para o qual vive no meio do barraco da favela no chamado barraco do 72, na favela de propriedade do coronel conhecido como Seu Barriga. Ele então cresceu na favela junto com dois favelados e um Playboy chamado Buchechas de Tomatão. Aos quatro anos conheceu um moleque que foi abandonado por sua mãe por achar ele horroroso e incomodativo demais, que seria o próprio Chaves, quando ele chegar em sua favela; A partir desse momento, o menino se tornaria um otário na qual ela utilizaria para seu proveito pessoal, companheiro de brincadeiras, e também masturbação e, às vezes, seu macho não correspondido se encantava por outra menina mais feia que se chamava Pato, e a sarnenta da Chiquinha ficava morrendo de ciúmes.

Evolução das Roupas[editar]

Ao longo da série Chaves, Chiquinha mudou suas vestes, após a mesma arrumar dinheiro no crime organizado para obter as vestes:


  • No início da série, ela usava um vestido branco com de esperma.
  • Em meados de 1973, ela mudou para um vestido branco porra com listras de pentelho.
  • No final de 1975 mudou para um vestido verde maconha, com bolso à esquerda política com bolinhas pretas de pentelho.
  • Em meados de 1976 foi adicionado um suéter de lã verde maconha, com cruzamento de cães nas costas.
  • Em 1977, ele trocou o suéter verde maconha por um vermelho comunist.
  • Do final de 1977 a 1979, o vestido verde maconha foi modificado, foi acrescentada uma gola que combinava com o bolso e, na década de 80, o colarinho e o bolso mudaram para amarelos asiáticos. É o vestido definitivo usado até 1992 e em "Aqui está a Chiquinha, encima do meu pau" e no filme "A Chiquinha esta em perigo de estupro", permanece até hoje, quando Maria Antonieta reencarna ressuscita a personagem. Para eventos nem tão importantes, como a Festa do Mau Vizinho , ela usou um vestido vermelho comunista com pirocas compridas.
  • No episódio La Casita de Quico de 1977, ela usou um vestido rosa.
  • No capítulo de Acapulco, ele usava um maiô vermelho.
  • Em " El chicle " de 1990 ela usa um vestido branco com listras amarelas. No entanto, o que ele sempre manteve constante foi:
  • Sapatos escolares de hentai branco, embora às vezes use sapatos escolares pretos com meias brancas sujas de espermas desiguais uma da outra perna em alguns casos. Os dois pintos de cavalo desiguais e os grandes testículos pretos.

Frases[editar]

  • "Goza, goza, goza." (Quando alguém come ela)
  • "Ejéeeee, ojóoooo, ujúuuuu." (quando a pessoa que a come a termina de comer)
  • "O que você é nojento, você é nojento." (Quando o cara goza e na cara dela)
  • "Pai fofo, meu amor." (Quando o pai dela come ela)
  • "Se você andar!" (Quando ela fala como fazer pra ir ao puteiro)
  • "Ueeeeee, ue ue ueeee ue ..." (chorando quando a pica é muito grande)
  • "Papai fofo, meu amor, papai ... Você pode me dar um dinheiro para ir comprar umas camisinhas lá na venda?" (Pedindo dinheiro a Seu Madruga)
  • "Velha Sapatona, por que você não fica com um homem?" (Para Dona Florinda, depois que as duas fazem sexo lésbico)
  • "Não, obrigado, melhor outro dia com prazer." (Ao recusar o pedido de alguém pra meter pica nela)
  • "Pai, o tanque de espermas derramada já chegou e / ou saiu!"
  • "Pai, o Eletropinto chegou e / ou partiu!"
  • "Sim, você vai, sim você vai!" (Quando a pessoa não quer comer ela)
  • "Você vai ver! Vou acusar você com a minha xoxota / vesgo ... Que você bateu punheta ... e me chupou ... e fere meus clitóris ..." ( quando esta sendo fodido por vários negões)
  • "Matanga disse o changa! Yujuuu ..." (quando vai lê uns hentais)
  • "Mande pinto fofo ... lindo, precioso ..."
  • "As duas coisas." (quando alguém lhe pergunta qual pica é melhor)
  • "Chaves, você se atrasou para me comer de novo?"
  • "Se você for broxa."
  • "Chavo, você não é mais bruto quando me come, por ser broxa."
  • "Com permissão, disse ela a permitir a entrada do Pinto"
  • "O que você que me comer? Não, n, o, nell!"
  • Ah, cara, mas não diga pro meu pai que você e eu somos namorados (quando ela esta tentando explicar quem é os mais de 37 na cama pro pai)
  • Léro léro candelero Estou muito feliz porque tenho inveja (quando ela vê que o Chaves come a Paty com muito mais tesão)
  • Acho que sim, porque cheira a vaca (quando ela fala para ela mesma no espelho)

Ver também[editar]

Circle-contradict.png Este artigo parece contradizer um outro artigo: Nhiquicha. Não pense sequer em corrigir isto