Judas Priest

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Desculpem o fato do artigo ter ficado muito grande, mas é que o artigo teve que listar todos os mais de oito mil álbuns feitos pelo Judas Priest, e não é culpa minha que eles fizeram álbuns pra caralho

Kiss leng.jpg
Gatotocandoguitarra.gif

Ace Frehley deu a benção a este artigo!!!


Obrigado!!! Este artigo se sente mais forte agora :)

60px-Uiquiilogo botante.gif
Para os idiotas entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Judas Priest.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é maior que o seu cu e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
Judas Priest
Judas Priest Retribution 2005 Tour.jpg
Da esquerda para a direita: Marcelo Tas, Joelma, Angélica e Seu Madruga
Origem Birmiminmingahn
País Terra da Rainha
Período 1900 e bucetada - Atualmente
Gênero(s) Rock
Gravadora(s) Epica Records, Cobunda, CQC CMC, Cock Koch, GTA RCA, Cu Gull
Integrante(s) Rob Halford
Glenn Tipton
Ian Hill
Scott Travis
Richie Faulkner
Ex-integrante(s) K. K. Downing
Tim "Ripper" Owens
Dave Holland
Les Binks
Simon Phillips
Alan Moore
John Hinch
Al Atkins
Site oficial judas.com
Cquote1.pngVocê quis dizer: JudasCquote2.png
Google sobre Judas Priest

Cquote1.pngVocê quis dizer: Iron MaidenCquote2.png
Google sobre Judas Priest
Cquote1.png Electric....Electric....Electric....Eye Cquote2.png
Judas Priest sobre Logotipo da Globo
Cquote1.png AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!! Cquote2.png
Rob Halford, ao ver um rato no início da gravação de Ram it Down
Cquote1.png He is the PAAINNKIIILLEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERRRRRRRRRRRRR!!!!!!!!! Cquote2.png
Rob Halford sobre Painkiller
Cquote1.png Breaking the law, breaking the law!!! Cquote2.png
Rob Halford sobre Assalto a banco
Cquote1.png Me dá ciquentinha que te libero. Cquote2.png
Policial brasileiro sobre citação acima
Cquote1.png Isso é uma bichona... Cquote2.png
Severino sobre Rob Halford
Cquote1.png Ei, a gente não é bicha não! Só o Rob que é! Cquote2.png
Os outros membros (ui!) da banda sobre possível suruba gay
Cquote1.png Tá, sei... Todo mundo diz isso. Cquote2.png
Você sobre a afirmação acima
Cquote1.png Judas priest is not from Uk, Judas Priest is from heeellll Cquote2.png
Mr.Falzstin sobre Você falando do Judas Priest

Judas Priest é uma banda de rock judaica de um sucesso só que só ganhou um pouco de popularidade por entrar na trilha sonora da V-Rock do GTA Vice City Stories, as demais musicas gostam de pregar o judaismo e o Amish.

História[editar]

Início[editar]

A banda no inicio da carreira

Dois miguxos estavam na casa de um deles de porre tomando uma 51 e jogando Ragnarok, até que um deles, chamado Kenneth, começou a fuçar uma caixa velha em busca das Playboys do seu pai e encontrou um cavaquinho da banda de pagode de seu pai. Animado, ele começou a tocá-lo, só que 3 cordas quebraram depois de 3 notas. Enquanto isso, seu miguxo chamado Rob soltou uma bufa de 20 segundos atingindo notas julgadas impossíveis pela sociedade. Depois de descobrirem seus verdadeiros talentos para a música, eles decidiram encontrar mais miguxos para formar um grupo que iria mudar a história da música.

Após a bufa e o cavaquinho, eles foram até o jornal local e publicaram um anuncio: precisamos de um baterista, um baixista e um guitarrista (esquecendo de que Kenneth já era o guitarrista), eles acabaram por contratar os primeiros dorgados que apareceram, eles foram a loja de música mais próxima e cada um comprou um instrumento por 1 centavo e meio mensais, exceto Rob, que usou o dinheiro para comprar cerveja, Red Bull e Coca-Cola.

A banda foi para o banheiro de Kenneth e começaram a compor insanidades para seu primeiro álbum, depois de vinte intensos minutos, eles venderam o tal banheiro e compraram um gravador e uma fita cacete cassete e gravaram tudo em péssima ótima qualidade, depois decidiram sair para comemorar.

Imagina na hora de passar nos detectores de metal???

A bebida foi fornecida por Rob e todos ficaram com uma pançona de Red Bull e cerveja, sobrando apenas as Cocas-Colas, que estavam cheias de rato. De repente uma pedra voou da janela direto pro saco de Rob, daí Kenneth teve a ideia para o titulo do album: Rock (Pedra em ingreis) na Rola, nascendo o Rocka Rolla, porém, a besta acabou jogando a fita pra fora da janela na comemoração do titulo, olharam pela janela e viram que um Zé Ruela havia pego a fita e começou a escutar o album, ele achou uma merda, mas merda vende, então decidiu assinar um contrato com os integrantes.

Sucesso[editar]

Após o sucesso de Rocka Rolla, eles entraram chateados em uma máquina e começaram a fazer Metal Pesado. Após um acidente de moto, Rob comprou uma Harley e começou a andar com ela pra cima e pra baixo o dia inteiro, inclusive subiu no palco em cima dela. Rob encontrou umas calças e uma jaqueta de couro na lixeira do vizinho e decidiu usá-las pra levar o cachorro pra cagar no meio da rua no caminho para os shows. Assim nasceu a aparência associada á Judas.

Posteriormente, eles venderam seus instrumentos para os chineses para descolar 4 centavos gastos com álcool e compraram um arsenal de guitarras, amplificadores, microfones, dildos, etc. Eles pararam de tocar no banheiro de Kenneth e compraram um muquifo no meio do nada e finalmente aderiram a filosofia Sexo, Drogas e Rock and Roll. Assim começando os Anos Dourados de Judas, sendo que o Judas Priest acabou virando a banda mais chamada para abrir show de grandes bandas como Led Zeppelin, AC/DC e Black Sabbath.

Mas nem tudo saiu como o esperado, e a banda se arrependeu de adentrar a filosofia do
Rob achando que o GTA é de verdade
Sexo, Drogas e Rock and Roll, Rob reune o grupo para assaltar um banco para recuperar a grana perdida. Por incrivel que pareça, o roubo foi bem-sucedido, uma vez que apenas levaram um CD da própria banda e colocaram pra tocar em frente ao banco.

Basicamente eles não queriam roubar, só queriam aparecer na mídia novamente, e para garantir isso, eles tiveram que pegar pesado, agrediram um segurança armado com uma guitarra de papelão, sem nenhuma fuga porque Rob ainda estava se recuperando da pedra no saco e não podia correr muito.

O roubo foi algo um tanto quanto bizarro, mas não foi polêmico o suficiente para levá-los para o estrelato novamente.

Anos 80[editar]

Em meados dos anos 80, Halford descobre ser um cara que gosta de caras e decide querer se suicidar por ser algo "constrangedor", ele chegou a tomar três galôes inteiros de tranquilizantes da marca Painkiller e oferecendo a bunda para Jeffrey Dahmer de segunda a sexta (os sábados e domingos ainda eram dedicados ao álcool e a maconha). Depois desse episódio, Halford escreve uma música falando mal do Painkiller, além de escreverem um álbum inteiro falando só da porra da marca, enquanto o mesmo estava sendo gravado, Halford tinha relações sexuais com Freddie Mercury, que batera as botas no ano seguinte.

Halford soltando uma bufa

Depois do lançamento do álbum, a Painkiller fechou e o criador da empresa tenta se suicidar com seus próprios tranquilizantes, mas não funciona, então ele se auto-mutila. Após a aceitação da própria viadagem, Halford largou o Judas Priest e foi participar de uma banda GLS de salsa, merengue e outros ritmos LGBT, onde a sua carreira começa a ficar polêmica por uns 2 meses e depois afunda. Halford foi o vocalista e especialista em usar maracas.

O Judas Priest, então, se torna o número 2 nas paradas dos camelôs, sendo que o ultimo vendeu pra caralho porque não existia versão original, apenas pirata, e como o povo adora comprar algo sabendo que é pirata... Mas isso não dura muito e por isso os Judas retornam com um novo álbum cheio de metal pesado e jogando duro como antes. Recentemente, o Judas Priest anunciou o fim do grupo com a turnê de despedida chamada "Epitaph", Kenneth anunciou sua saida da banda, para que os outros membros o substituam por Mr. Bean e sigam em frente com a turnê.

Discografia[editar]

Rala e Rola (1974)[editar]

Sua sonoridade é uma merda, haja vista que os caras foram gravar no quintal de casa esse disco. O tal disco é tão ruim, mais tão ruim, que nem os integrantes da banda tem ele em casa. Aliás, ninguém tem.

Depois que o Al Atkins levou um pé na bunda do resto da banda, os caras chamaram o Rosbife Redford pra cantar no lugar dele. Daí pra frente, seguiram em frente, e na frente deles, estava uma Coca-Cola. Então pensaram: "vamos gravar um disco falando sobre a Coca-Cola!" Ai fizeram essa merda de disco, que ninguém gosta. Nem eles.

Ian Hill quando soube que Halford sempre quis dar pra ele

A Coca-Cola pensou em processar a banda, principalmente porque o disco era tão ruim que as vendas de Coca-Cola deram uma derrapada fatal de tão ruim que era o disco.

Fag Wings of Destiny (1976)[editar]

Esse álbum é menos ruim que o Rocka Rolla, mas é tão merdinha quanto ele.

Um dia o Kriptonita Verde estava com dores de intestino, e essas mesmas dores desceram até seu ovo. A dor era imensa, mas foi com toda essa dor que ele fez a merda das composições. Em homenagem a este feito, todos os outros integrantes da época decidiram ficar com o intestino imprensando o ovo. Aliás, esse é o motivo desse disco começar a ter o maior número possível de gritinhos idiotas do Robicha Belford.

Sim, Eu Dei Sim (1977)[editar]

Com um repertório cheio de grandes temas, Halford só grita que é um pecador filho da puta que explode as estrelas e coisa e tal.

Estranhamente, esta doideira toda levou o Judas Priest a fazer uma turnê pela escandinávia.

Título
Significado
Sinner Pegador Pecador
Diamonds & Rust Diamantes e Ácido
Starbreaker Quebrador de estrelas
Last Rose of Summer A ultima rosa do Verão
Let Us Prey/Call for the Priest Vamo rezá, Liga po Padre
Raw Deal Injustiça
Here Come the Tears Daqui Vem as Lagrimas
Dissident Aggressor Agressor Desidente

Pained Ass (1978)[editar]

Capa da edição alemã de Painkiller

Um dos álbuns mais otimistas e subestimados do Padre Judas. Só havia Nerd Metal selecionado para cobrir este álbum.

Mas nas primeiras performances da banda do Japão, seus integrantes usaram vestimentas de metal e couro, que se tornaram a imagem da banda e em breve será adotada por muitas outras bandas screamo.

Por isso eles tiveram problemas em sua turnê promocional, e tiveram que tirar toda a roupa para passar pelos detectores de metais dos aeroportos.

Além disso, a música Melhor que Eu, Melhor que Tu levou dois jovens a se matarem ao descobrirem que o Judas Priest não é para emos.

Hell Bent for Leather Underwear (1979)[editar]

Sua capa era uma clara referência á péssima imagem já adotada pelo Judas Priest: o couro e o metal (não o estilo, mas o elemento quimico).

Músicas como Matando a Máquina, Correndo na Selva, Entregar os Bens, Rock Hoje, Rock Amanhã, Rock Pra Sempre e Inferno Dobrado para o Couro mostravam um Judas Priest cada vez mais "révi".

Trashed in the East (1979)[editar]

Esta foi a primeira supervenda de Judas Priest e ainda pode ser considerada o melhor álbum ao vivo de todos os tempos.

O que significaria o primeiro disco de platina da banda, alcançando o #10 nas paradas britânicas e #70 nas paradas gringas.

Brutin Steel (1980)[editar]

Se você acha que o Halford estava vestido bem pra ocasião, você deve estar jogando do lado rosa da força e não sabe...

Esse é o disco em que aparecem uma penca enorme de suuuuuuuuuuuuuuuuucesssssssssssos da banda, como Breaking the Law, Living After Midnight e mais outras músicas muito usadas em danceterias.

Aliás, foi aí que surgiu a expressão que definiria a banda pro resto da sua existência: "Emo Gods".

Em 11 de maio de 2010 foi lançada uma versão comemorativa dos 30 anos do disco, com uma capa toda purpurinada e fazendo a gilete cortar um certo órgão masculino.

Depois de não adquirir massa pela passagem pela filosofia do Sexo, Drogas & Rock and roll™, Halford reuniu o grupo para assaltar um banco (como já citado acima) e destruir suas guitarras.

Para muitos, o auge do Judas Priest está neste álbum, pois ele foi o mais porra-loca, e se tem uma coisa que o povo gosta é porra-louquice. O álbum só fala em Quebrar a Lei, Ficar Doidão Depois da Meia-Noite, ser o Deus Metal, alimentar a Sua Fúria e outras questôes infinitamente repetidas.

Engenhosamente, após este álbum, o Judas Priest ficou conhecido como "Os Deuses do Metal".

Point of Entry For My Butt (1981)[editar]

Depois do sucesso de Max Steel Britsh Steel, o Judas Priest tentou adquirir outros públicos e penetrar (como bem diz o título do álbum) no mercado gringo com o álbum de hard rock de sua carreira, roubando parte do público do Iron Maiden.

Screaming for Pleasure (1982)[editar]

Esse disco já fala sobre coisas doidas como ilusão de ótica e outros nonsenses da ficção, tais como Olhos Elétricos, Clamar por Vingança e Filhos do Capeta.

A canção mais popular deste álbum (número #1 das paradas, tocava nas rádios direto) atualmente virou o jingle do Burger King.

Defenders of the Gays (1984)[editar]

Cquote1.png Não, eu não tou imitando o Rob Halford. Se eu tivesse iria dar o cu como ele faz Cquote2.png
Al Atkins

Nesse álbum o Judas Priest ofereceu a seus fãs uma pregação político-religiosa inúmeras questões rápidas, com destaque para Livre Para Queimar a Rosca, O Sentinela, Pedra Dura, Passeio Livre, Britador de Pedras e Mordidas de Amor (isso existe???).

A capa do álbum mostra "O Metálico" criado por Doug Johnson inspirado em "O Élio", a água de aço apareceu na capa do álbum anterior.

Turbo Lovers (1986)[editar]

Habiedosamente, depois de se tornarem moda no techonopop, o Judas Priest decidiu inserir sintetizadores em suas músicas, e com a colaboração de Jeff Martin nos vocais de apoio, estavam preparados para gravar a sua obra prima: Turbo Lovers, um album duplo com muitos temas desenvolvidos rapidamente e mais comercial, mas que foi uma bosta por causa do rótulo.

K.K. declarou em janeiro de 2012 para a Revista Veja que as bandas lendárias como AC/DC e Black Sabbath sempre mantinham o mesmo som de sempre, enquanto o Judas Priest sempre procurou inovar, e isso chegou a dar numa merda do cassete.

Halford (em 25 de julho de 2004) declarou para a Capricho que Turbo demonstra a flexibilidade da banda e a capacidade de fazer diferentes merdas e evitar repeteco, o que além de dar merda, é burrice, pois se tem uma coisa que o povo gosta é repeteco, vide Chaves e Os Simpsons.

Em uma coincidência com Julio Iglesias gravando a música "Prisoner Of Your Eyes", dizendo que era um Bolero metalizado.

Priest... Live! (gravado em Pelotas) (1987)[editar]

Capa original de Sad Wings of Destiny

Embora a banda originalmente tenha solicitado a inclusão de faixas inéditas que haviam deixadas de fora de Turbo, isso não foi aceito pela Recópia da Columbia, sendo selecionadas as faixas já lançadas ao vivo na gravação em Dallas (Texas).

Nesse álbum, o Judas Priest meio que "se vingou" dos fãs pelos meios fracassos sofridos. Diretamente, seguindo a linha de Turbo, a intenção era mostrar o Judas Priest mas pesado do que costume, principalmente na execução dos temas em si.

E eles conseguiram.

Ram It Down The Anus (1988)[editar]

Com alguma sobra de "Turbo", Judas Priest lançou um novo álbum: Ram it Down. Voltando a soar duro e deixando os sintetizadores para trás.

O álbum fpo coletado por Chuck Berry e virou trilha sonora oficial do Johnny B. Goode, e o Judas Priest não teve o direito de colocar a mão ali.

"Ram it Down" NÃO foi um sucesso de vendas, apesar do nome e de ter trazido o Priest clássico de volta.

Nele se destacam Céus Vermelhos de Sangue, Forçá-lo pra Baixo, Metal Pesado e Eu sou um Poser.

Paint Quiller (1990)[editar]

Desse álbum infame surgiu o personagem Pato Donald cavaleiro, que deu origem também aos Superpatos.

A mensagem subliminar satânica de Rocka Rolla

Essa derrota foi cantada também pela banda de metal melódico emo, Angra, em 1995. Eu não sei o porquê de eu ter dado tal informação. Acho que só pra encher linguíça e fazer você perder seu tempo lendo esta droga. Se tu tiver problemas de coração se afaste dessa música.

O Pegador (1997)[editar]

O primeiro feito com Tim "Ripper" Owens, após a saída de Rob Halford em 1900 e guaraná com rolha.

Todas as letras foram escritas por Slash Glenn Tipton, nesse álbum, o Judas Priest volta ás suas origens elevadas ao quadrado.

Todas as músicas fornecem uma boa quantidade de metal e são mais aceitáveis: Machado de Sangue, Decapitado, Queimando a Rosca no Inferno e Sequestradores.

Demolished (2001)[editar]

O décimo quarto lançado em 2011, o segundo e ultimo feito com o cantor zé ruela Tim "Ripper" Owens após a saída de Rob Halford em 1900 e guaraná com rolha.

O álbum é a mesma merda do que o Pegador, mas com uma música calma, possivelmente devido a saída de Tim "Ripper" Owens que começou a afrouxar.

Entre as músicas destacadas estão Homem Máquina, O Inferno é Minha Casa, Sanguessugas, Achados e Perdidos e o Messias do Metal.

Integrantes[editar]

Robiba Halford[editar]

Rob Halford (sem barba) de férias no Guarujá

Atualmente ele é o viado do ano. Mas do mesmo jeito ele consegue deixar Robert Plant, Ozzy Osbourne, Bruce Dickinson, AXL Rose com uma puta inveja. Rob Halford foi um grande revolucionário quanto ao uso do Careca Master Attack, elevando-o a um nível nunca antes alcançado usando seus poderosos agudos supersônicos. Rob Halford era um baita de um viado, o que ninguém sabe é que ele na verdade também foi um grande goleiro, na época em que era chamado de Fabien Barthez. É o viado mais macho do mundo!

KK Downing[editar]

KK Downing esbanjando sensualidade

Toca com a mão direita (informação relevante). É o melhor guitarrista base do mundo,sendo que ele sola um pouquinho, mas quando sola, faz muito som. Famoso membro da KKK. Ele saiu, quem tá agora é o Ritchie, aquele da menina veneno... Quando KK e Rob Halford decidiram que era hora de montar um grupete, KK contratou Glenn Tipton para ficar na guitarra, esquecendo do fato dele mesmo já ser o guitarrista (tava bêbado). Depois de uma breve conversa os dois guitarristas chegaram a um acordo: KK fica com os solos enquanto Glenn cuida do ritmo.

Depois de descobrirem que contratar outro guitarrista era uma ótima ideia porque com Tipton na bunda banda ele estava livre pra ir ao backstage para fumar maconha e beber 51. Isso gerou a saida temporária de Halford, pois também aparecia chapadão nos concertos. No início de 2011, KK Downing anunciou sua saida da banda por overdose de porra.

Glenn Tipton[editar]

Glenn Tipton

Consegue tocar com as duas (ahhn...coisa boa...), é muito foda porque ele fez a música Painkiller(que é muito foda na guitarra, tanto é que nem o Chimbinha consegue tocar.). Ele fez One Shot At Glory, que tem trocentos solos. Nascido no Pará, suas habilidades chegaram a ser consideradas uma merda, mas, nos ultimos anos, principalmente depois que a Revista Rolling Stone colocou ele na lista dos 3040369179444560164 melhores guitarristas em ultimo lugar, os haters ficaram com o cu doendo.

Depois de formar diferentes grupos escolares durante os anos 70, como A Banda Mais Bonita da Cidade e o Para nossa alegria, ele acabou por ser contratado pelo Judas Priest por causa de uma chapadisse (e da bebedeira) de KK Downing, para que ele trabalhasse duro na guitarra e o KK ficar com todo o crédito.

Ian Hill[editar]

"É uma cilada, Robino!"

Ian Damon Hill ou "João Sorriu" está lá só pra número.. É conhecido por ser o único exemplo até hoje de um caminhoneiro que fez sucesso no heavy metal, mesmo tocando apenas um simplório instrumento sem valor chamado baixo (os contrabaixistas do mundo inteiro que se ferrem!).

E também por ser um dos poucos que apareceu na Globo não em uma reprise cortada do Rock in Rio, mas em um seriado clássico e eterno: Carga Pesada, fazendo o papel honroso de um personagem que se mete em muitas ciladas: Bino. Afora isso, ele é o membro mais antigo da banda até hoje permanecendo por lá desde o início até hoje. Por isso que pra poder se sustentar ele apelou pra boléia de um caminhão.

Scott Travis[editar]

Plágio, inspiração ou mera coincidência

Todo mundo sabe quem é (namorado do Halford), mas ninguém lembra o nome. Tanto que até o cara do Angra já ficou no lugar dele uma vez. Mas do mesmo jeito ele é muito foda. Uma vez cumprido o seu sonho de entrar no Judas Priest, o que o fez revolucionar o grupo como violento e ficando conhecido como "o selvagem", e isso é refletido em Painkiller.

Mas o ritmo frenético de Scott acabou por cansar Rob Halford, causando um conflito no grupo que deu uma merda do cassete, fazendo o grupo se separar, mas isso foi tudo uma tentativa da banda de voltar á midia (assim como o fato de Halford ser gay, aliás, a banda só é lembrada por isso e por ter sido trilha sonora do GTA). Depois desse "divórcio", ele e Rob foram para uma banda muito pobre.

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]