La Frikipedia

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa
OLÉÉÉÉÉ!!!

Este artigo é un forastero, com sangue espanhol! Por isso não se espante se você levar uma chifrada ou ver pingos de uma paella e azeitonas esparramadas. Ele deve ter colonizado a América e um Picasso original pode estar por trás de Você!

Cuidado! General fraco pode querer matá-lo!

77px


Quick.jpg Este artigo é sobre mais uma wiki de tortura virtual. Salve-se mudando para a Wikimerda, ou leia mais sobre a desgraça, logo abaixo.
La Frikipedia faliu!
Banespa.jpeg
Cows1.jpg

Nem Eu pago suas dívidas!

Clique aqui pra ver quem ficou no vermelho.

Wikisplode.gif
Para os idiotas entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: La Frikipedia.
Computer01.png Freakypedia
Maquinapedia.png
"La Enciclopedia Sen Slogan"
Tem que pagar pra ver essa porra??? Não
Proprietário Freakazoid
Gênero Irracionalidade
Fundador Freakazoid
URL frikipedia.frikia.com
Maior feito
Empresas Associadas SGAE
Cquote1.png Toma-te en tu cu Cquote2.png
Cauê Moura (em péssimo espanhol) sobre Sysops da Frikipedia

La Frikipedia é uma versão hispanica do Wikidoido, que atualmente conta com mais de 8000 artigos[1], a La Frikipedia está sob a licensa LGBT. Basicamente, é o lugar perfeito para os ianques que sabem falar espanhol, pois as três wikis americanas são uma bosta, além das outras duas em espanhol serem ainda piores.

Vandalismo[editar]

Por causa desse clichê imbecil e sem graça conhecido como Chuck Norris, a La Frikipedia sofreu mass-vandalismos de apreciadores do bom humor e da piada inédita. Alguns artigos ficaram mais brancos que o Michael Jackson, enquanto outros ficaram cheios de SPAM e outros foram reescritos com ideais comunistas.

A La Frikipedia tem uma característica bem semelhante a da Desciclopédia: todos cumprem as regras, menos os admnistradores, que eliminam qualquer artigo sobre algo que eles não conheçam e não achem graça, motivo: pra não dar problemas judiciais, no caso, eles se aproveitaram do que a SGAE fez com eles pra sacanear os novatos.

Por esse motivo que, mesmo estando no ar desde 2006, a La Frikipedia ainda não conseguiu chegar aos 10.000 artigos.

A indomável[editar]

Acredite, existe uma página em meio a esses anuncios

Nos primórdios da nerdice, a Sociedade Gay Assexuada de Emos (SGAE) processou o responsável pela La Frikipedia Sheldon Cooper por "roubar seus bofes", pedindo entre 24.000 e 69.000 vibradores de indenização, Sheldon se recusou a dar seus preciosos vibradores a uma sociedade emo, então a SGAE chorou litros sobre os servidores da La Frikipedia, levando o site pra vala.

Após o encerramento, Lisa Simpson lançou uma campanha para a volta da La Frikipedia, além de Sheldon Cooper abrir o cu uma pequena indenização de 2 a 5 centavos pelo sistema de pagamentos PayDei, para que possa comprar putas que afugentem os emos.

Depois de acharem vibradores no lixo e dar para a SGAE, a La Frikipedia reabriu seu cu site um mês depois, mas substituindo a SGAE por propagandas do enlarge your penis, que, com o tempo, tomou conta de toda a La Frikipedia. Como qualquer ser humano gosta de sacanear os emos, a La Frikipedia fechou novamente por alguns segundos, mas os Frikipedianos conseguiram criar artigos sobre emos em geral.

Porém, ianques roubaram artigos da La Frikipedia através do cache do Google e levados para a Encyclopedia Dramatica, mas como a La Frikipedia é uma sociedade nerd enquanto a Encyclopedia Dramatica é uma sociedade burra, os EDiots criaram um outro site em espanhol chamado Inciclopedia, que seria a versão "argentina" da Uncyclopedia, porque a coisa que a Encyclopedia Dramatica mais gosta de fazer é ferrar com a Uncyclopedia.

Típico artigo da La Frikipedia

Em 2007, o judiciário LGBT condenou Sheldon Cooper a comer todos os emos ou iria ser acorrentado a eles pelo resto da vida, Sheldon Cooper optou por se matar.

Desde a morte de Sheldon, a La Frikipedia é cuidada por ninguém.

Autenticação[editar]

IPs não podem editar a La Frikipedia, e para se autenticar é uma merda, tem que fazer coisa pra caralho, por isso o povo até desiste. Pra começar, você tem que preencher um bando de informações pessoais, tipo quantos centimetros, que ficarão em sua userpage, e vai ter que colocar seu e-mail (que também ficará exposto) e depois ir lá no e-mail confirmar.

Quando você vai lá checar o e-mail pra tentar confirmar, é dado que o tempo expirou e agora você não pode criar outra conta na Frikipedia com o mesmo fucking e-mail. Por causa da autenticação, a La Frikipedia só consegue usuários com uma onda Friki do I-Doser, que pode ser evitada tirando o som do navegador, coisa que ninguém faz, pois gosta de ouvir gemidos enquanto bate uma no RedTube.

Galeria[editar]

Ver também [editar]

Referências[editar]

  1. Sério

Ligações externas[editar]

Enciclopédias
Wikimerda(Weirdpedia - Esquisitopedia) - Uncyclopedia(Desciclopédia - Inciclopedia - Desgalipedia - Zombiepedia - Nonsensopedia - Nonciclopedia - Hikipedia) - Whuspedia - Wikipédia - Wikipeetia - Conservapedia - RationalWiki - Bestopédia - Penicopédia - Desligapédia - Dorgadopédia - La Frikipedia - Anarcopédia - Privadopédia - Nupedia - WikiLeaks - Wikisimpsons - Metapédia - Wikidoido - Destruipédia - Otakupédia - Stupidedia - Encyclopedia Dramatica - WikiLetras - Insanopédia - Nazipédia - Crapédia - WikiPiada - WikiGP - RPG Wiki - Illogicopedia(Malucopédia - Artigpedia - Logimalpédie - Irratiopedia) - Malucopédia (Usuários) - Wikiality - Payopedia - WikiIndex - EcuRed - Wikinet (Usuários) - the hidden wiki - Desciclopédia(HistóriaUsuários Banidos - Editores - Vândalos) - Encarta - Encyclopaedia Britannica - Encyclopaedia Metallum - Flapédia - Educopédia - Vândalopédia - Odontopédia - Encyclopedia Daemonica - Wikimerda (wordpress) - MormonWiki