Mentira

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Esse artigo é sobre mentirosos em geral, para outros usos consulte Comunistas

Verdade.
Verdade.
Este artigo contém

verdades!

(pelo menos foi o que a Veja disse)
Material verídico:
Use com Moderação.
Algo me diz que essa senhora oculta algo...

Cquote1.png Mentiroso, para de falar mentira! Cquote2.png
Argumento da esquerda política
Cquote1.png Caluniador, Mentiroso (9290443160841869263x) Cquote2.png
Orestes Quércia sobre Mentira

Diz-se que há dois tipos de mentiras: aquelas com um grande nariz e que faz hahaha, e aquelas com pernas curtas. Mas a mentira, injustamente vilipendiada e maltratada desde o início dos tempos, foi revelada como sendo o verdadeiro fundamento da sociedade humana. Pois o que seria de nós mortais cínicos e mesquinhos, se tivéssemos quee arrebatar o poder de mentir para os nossos vizinhos? O que seria dos alcoólicos anônimos? dos ateus? dos políticos? dos comunistas? Depois de polegares opositores, a adaptação mais essencial de nossa larga história evolutiva solicita, orgulhosa, o devido reconhecimento. Felizmente, todo mundo mente. E quem disser o contrário, também.

Evolução histórica do conceito de mentir[editar]

Oitavo Círculo: mentirosos. Desculpe, este círculo está lotado![1]

Não são poucos os pensadores que, ao longo da história da filosofia, tentaram contribuir com seu grão de areia ao tão nebuloso conceito. Cada um deles, um mais mentiroso que o outro, agiam movidos por um variado número de interesse, mas todos eles compartilharam um lucro claro, em qualquer de suas manifestações.

  • Platão e Aristóteles (Esses caras estão em todo lugar!): Para Platão, a mentira estava sendo bastante desagradável, especialmente quando vinha de sua esposa. Mas a ideia de estado de atormentar seus convidados durante suas farras festivas muito famosas em sua famosa taberna de Platão, lhe empurrava defender a necessidade dos governantes mentirem descaradamente para as pessoas brutas em prol da doutrinação propriamente dita, uma vez que o método da vara foi severamente desencorajado por razões de desigualdade numérica. Aristóteles, a quem nada produzia mais satisfação do que fazer as pazes com seu mestre decrépito, ele disse em Ética a Nicômaco, que mentir para as pessoas era muito ruim, que não se deve ser fanfarrão,.
  • Sto Agostinho de Hipona: Inimigo irreconciliável da mentira em todas as suas manifestações, o Doutor Africano da Igreja estabeleceu uma classificação de mentiras por nível de gravidade no best-seller Caja a las brujas, que permaneceu no topo das paradas durante vários meses, sempre seguindo o sábio critério das escrituras (Senhor, tenha misericórdia). A ordem, da maior para a menor gravidade, seria:
Motivo da mentira Exemplo Veredito
Por converter alguém Piadinha com questões de fé Para o Inferno!
Por praticar o mal sem motivo algum Promover o genocídio coletivo Para o Inferno!
Por desfrutar do engano Gozei lá dentro Para o Inferno!
Por fazer favor a alguém prejudicando um terceiro Muito obrigado Para o Inferno!
Ao fazer um favor sem prejudicar ninguém Muito embora esse favor nos iluda Para o Inferno!
Ao incentivar uma conversa Agora, você diz que está feliz em me ver? Para o Inferno!
Por salvar uma vida Alguns nunca aprendem Para o Inferno!
Por evitar que alguém sofra um ultraje impurto! Não é o que parece, querido! Para o Inferno!
A ciência da mentira
  • Kant: Para o filósofo alemão, a mentira é totalmente inaceitável partindo do princípio de que ela não pode tornar-se um comportamento padrão universal. Evidentemente, se Kant havia deixado sua aldeia uma única vez em seus tristes 80 anos de vida, havia dado conta de que a mentira era a norma de conduta universal. Em sua defesa, pode-se argumentar que naquela época não tinha televisão. Em todo caso, a mentira chocava-se frontalmente contra o Imperativo Categórico com quem torturava dia após dia sua esposa e filhos em sua fazenda prussiana de Königsberg. Cada vez que algum deles alegava tímidas objeções á tarefa de lavar pratos, era mandado tirar o lixo ou dar para o cavalo. Ou, como ele gostava de dizer:

Cquote1.png A lei moral está dentro de nós, e o céu estrelado sobre nós! Cquote2.png
Kant ameaçando gravemente a sua prole com o dedo indicador.

Nota: Não sejam burros, a interpretação pode variar terrivelmente apenas alterando a posição de uma vírgula; Não é o caso:

Cquote1.png A poção mágica, está dentro de nós. O céu, estrelado, sobre nós! Cquote2.png
Obelix ameaçando terrivelmente o céu com o seu dedo indicador.
Evidentemente, não é a isto que se referia Kant, mas não custa nada dar uma olhada de vez enquando. Em todo caso, não nos resta nada além de reconhecer o prussiano por sua extraordinária capacidade para se carregar de resposabilidades morais sem utilizar uma única vez as palavras guilhotina, inferno, prisão, comunismo, GULAG, paredón! ou Auschwitz.

O que diabos é a mentira?[editar]

Humpty Dumpty, se preparando para virar omelete

Depois de permitirmos que se estendessem 24 séculos de intensíssimo debate filosóficos em dois parágrafos escassos e uma tabela mal-feita, podemos, sem mais delongas, tentar oferecer uma definição compreensiva da mentira. Em poucas palavras, mentir é fazer outra pessoa crer em algo que consideramos errôneo. Se pode mentir por omissão, por comissão, por ação, por compaixão, por ativa, por passiva, por baixo e por cima. Pode tratar-se de vis difamações ou de meias verdades. Podem ser calúnias indiscriminadas ou proporções lógicas aparentemente váliadas mas que toma proporções lógicas falaciosas em seu raciocínio indutivo de premissa particular e universal. Para que a mentira tenha lugar, deve ser produzida a confluência de uma série de condições e circunstâncias em um determinado espaço de tempo (como um eclipse):

  • O mentiroso: Trata-se de um sujeito de nariz roliço, olhos vidrados, um sorriso diabólico estampado em seus quase inexistentes lábios e algumas verrugas na testa. Se ele está usando uma gravata, há 50% de chances de que ele esteja pretendendo enganar-lhe como um chinês. Se trata de oferecer-lhe um ótimo apartamento em uma multipropriedade com favoráveis e vantajosas condições econômicas ​​em um banco de financiamento congo.
  • A vítima inocente: Em 50% dos casos é você, nos outros 50% é o seu interlocutor.
  • Un significado compartilhado: Não há nada mais chato do que dois acromatópsicos tentando convencer um ao outro de que suas roupas são mal conjugadas. Ou dito de outra forma: não se pode tentar enganar Humpty Dumpty, e você não pode tentar enganar um Houyhnhnm.
  • Intenção de enganar: Para que se possa falar de mentira, deve haver uma intenção manifesta de gerar no outro um estado mais ou menos momentâneo de imbecilidade. O cuco do relógio de parede pendurado em sua cozinha não está mentindo. Os binóculos de brinquedo que a sua tia te deu de presente pelo seu 34º aniversário não estão mentindo. O meteorologista que prevê um esplêndido dia de verão ensolarado no mesmo dia em que o furacão zoilo destrói a sua casa e envian seus pertences mais valiosos para outro hemisfério não está mentindo.

Tipos de mentira[editar]

O mentiroso
  • Mentiras brancas: Os pecados veniais, mentiras que procuram proteger os ingênuos das terríveis ameaças que cercam suas cabeças. Se depois de ouvir qualquer uma dessas declarações, você perceber que seu interlocutor lhe dá um par de tapinhas nas costas e dá uma piscadinha paraa seu acompanhante, enquanto distraidamente assobia uma canção de coração leve, você pode começar a suspeitar. Alguns exemplos: Cquote1.png Claro que eu tenho tomado precauções Cquote2.png; Cquote1.png Não precisa me pagar agora Cquote2.png; ou Cquote1.png Nós temos os resultados de sua análise, e não é câncer Cquote2.png.
  • Mentiras evidentes: Se tratam de afirmações cuja inconsistência ou insustentabilidade se convertem em embustes altamente detectáveis. Isso geralmente é resolvido com uma sonora bofetada, ou uma rápida ligação para a delegacia de polícia mais próxima. São acompanhadas por uma vermelhidão facial característica do sujeito emissor do hoax, que pronuncia-se pausadamente e olhando para a direita. Estudiosos silenciosos da comunicação não-verbal afirmam que, ao olhar para a direita, o sujeito tenta acessar a parte do cérebro que lida com a criação de pensamentos originais (na maioria das pessoas, o crânio). Na verdade, é provável que o mentiroso problemático esteja procurando desesperadamente a janela mais próxima de desaparecer em breve.
  • Rumores: As mentiras favoritas de todo filho de vizinho, por oferecer incontáveis possibilidades de diversão com um risco insultantemente baixo. Eles geralmente começam com: Cquote1.png Bem, eu fiquei sabendo que... Cquote2.png ou Cquote1.png Não se atreva a fazer isto! Cquote2.png. Suas consequências costumam ser desastrosas e hilariantes a ambas as partes.

Mentirosos profissionais[editar]

Pinóquio, em sua cela de isolamento. Ele merecia isso, mentir é feio!
Um exemplo de mentiroso muito famoso

São legiões de embusteiros célebres que construíram uma reputação na história da Calúnia pelos elevados dotes para o engano, artimanhas e deturpação da realidade a seu favor. Alguns dos principais profissionais da área das mentiras são:

  • Pinóquio: A figura arquetípica da mentira por excelência. A pobre expressividade de seus recursos e suas articulações rígidas complicam extremamente a tarefa de suportar as suas mentiras cada vez mais desastrosas, como sempre, a comunicação não-verbal é necessaria. Esse fato, juntamente com a hipertrofia progressiva bastante conhecida de seu apêndice nasal diretamente proporcional ao volume de mentiras emitidos por minuto quadrado, fez com que a carreira de nosso herói se truncasse prematuramente. Depois de quase ser chamuscado, afogado, enforcado, congelado, ter passado fome e recentemente ter se afogado, é engolido por uma baleia assassina com fome.
  • Luiz Inácio Lula da Silva: Ô cumpanhêro! Nunca antes na iƒƒstória deƒƒe pa탃 tiƒemos um previdente tão mentiroso! Talvez o mentiroso mais amado...pelo povão desdentado! Lula acha que é a reencarnação de algum imperador romano, seguido por positivistas que pregam entre outras coisas que o presidente Lula é também a reencarnação de Getúlio Vargas. Segundo consta em alguns estudos, a barba de Lula esconde cicatrizes de uma operação plástica muito mal realizada, que, esconderia o sua verdadeira face, ou seja, esconde o próprio Che Guevara, que havia sido posto numa câmara criogênica em Cuba. Uma conversinha com Lula pode demonstrar sua sinceridade:

Cquote1.png É verdade que o senhor, quando eleito, não contará com apenas um porta-voz, mas uma grande equipe de porta-vozes para substitui-lo em todos os pronunciamentos à nação, como forma de evitar o desgaste de sua imagem com uma maior exposição de seus erros de português? Cquote2.png
Entrevistador
Cquote1.png Olha compânhero, ifo é mentira. Fafo queftão de continuar me comunicando diretamente com o povo da mefma maneira de fempre. Pretendo incluvive contratar intérpretef de língua eftrangeira que também fejam nafidof analfabetof, como minha querida mãe, para que meuf difcurfof em eventof internafionaif fejam traduvidof fielmente. E além do maif eu eftou convenfido de que em time que eftá ganhando não fe mexe. Cquote2.png
Lula

  • Richard Dawkins: Um tremendo pé-no-saco de um zoólogo, etólogo, evolucionista e popular escritor de ficção científica britânico, natural do Quênia, além de professor da Universidade de Hogwarts Oxford que fala sobre genes egoístas, mão de vaca, judeu, turco, pão duro que faz os animais viverem de instinto e se reproduzirem por impulso natural, mas que o homem é o único dos animais com capacidade de fugir do padrão do gene egoísta-mao-de-vaca-pao-duro-judeu-turco e viver como quiser, tendo ambição, imaginação, criatividade, sendo dotado de um poder inexplicável... só que tudo isso aconteceu por acaso. Segundo ele, acreditar em Deus é ser religioso (?) e ser religioso é ser criacionista (??).

A ciência da mentira[editar]

A mentira em pessoa

Mentiras têm um ciclo de vida: sarcasmo → meia-verdade → conto → falsidade → boato → mentira → mentira suja → mentira condenável → mentira suja condenável → manifesto político → estatísticas. As estatísticas são, por sua vez interpretadas por especialistas e pelos meios de comunicação para criar novas mentiras. Quando se trata de estatísticas, deve-se lembrar que cerca de 89% de todas as estatísticas conhecidas são compostas. Isto foi, naturalmente, comprovado através de estatísticas. O advento da física quântica mudou a percepção moderna da formação da mentira. Albert Einstein, em seu livro, afirma:
Cquote1.png A mentira é uma afirmação baseada em uma discrepância lógica, que extrai energia de seus arredores com a relação Cquote2.png
 E = (m*g) / q^2 ASSLOL f6

  • E é a energia, M é o número de pessoas que acreditavam, G é o peso da mentira, e Q é a probabilidade de você não estar em um filme (Q = 1 - probabilidade de você estar em um filme). No entanto, o que é comumente usado unidade básica descrevendo a quantidade de mentiras é Goebbels ou Go.

O livro também prevista a existência de um novo tipo de mentira, o paradoxo, que é usado para confundir as pessoas, a fim de controlá-las. Um exemplo de paradoxo é:
Cquote1.png A declaração a seguir é verdadeira. A declaração anterior é falsa Cquote2.png
Outros exemplos de paradoxos:

Pesquisa.pngVer artigo principal: Paradoxo

Notas[editar]

  1. Adaptação de uma piada do pedófilo ateu Woody Allen sobre os críticos de cinema.

Ver também[editar]

Circle-contradict.png Este artigo parece contradizer um outro artigo: Verdade. Não pense sequer em corrigir isto