Merda

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa
Merda.jpg
Merda é coisa Tua

E não adianta negar

Não vandalize, senão você vai pro cantinho da disciplina! Atenção pirralhada Criançada!

Se você é fã de Merda, o problema é seu! Não adianta bagunçar o artigo, pois a Super Nanny está de olho! E se ainda mesmo assim você aprontar, ela vai lhe colocar para chorar no cantinho da disciplina!
Não gostou do artigo? Problema seu! Se vandalizar, vai ser banido na hora!
60px-Uiquiilogo botante.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Merda.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é maior que o seu cu e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
Uma imagem vale mais que mil artigos
Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.pngVocê quis dizer: CrepúsculoCquote2.png
Google sobre Merda
Cquote1.pngVocê quis dizer: Movimento Esquerdista Revolucionário Das AméricasCquote2.png
Google sobre Merda
Cquote1.png Creminho gostoso! Creminho gostoso!!! Cquote2.png
Teletubies sobre Merda
Cquote1.png Na União Soviética, a merda caga VOCÊ Cquote2.png
Reversal Russa sobre Merda
Cquote1.png Pede pra sair 02, pede pra sair Cquote2.png
Capitão Nascimento cagando
Cquote1.png Merda, saia do meu cu Cquote2.png
Personagem do South Park com torette sobre Merda
Cquote1.png Eu nunca fiz isso! Cquote2.png
Sandy sobre Merda
Cquote1.png THIS IS MEEEEEEEERDAAAAAA!! Cquote2.png
Leônidas sobre esse artigo.
Cquote1.png Este artigo é uma Merda. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre este artigo
Cquote1.png Na União Soviética, a Merda caga VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Merda
Cquote1.png Zelda Merda, Zelda Melo... Cquote2.png
William Waack sobre Repórter Zelda Melo
Cquote1.png Com um pouquinho de Merda e um clipe posso fazer tudo voar pelos ares! Cquote2.png
MacGyver sobre merda
Cquote1.png Deixa eu ir na frente que eu tenho buzina Cquote2.png
Peido sobre Merda
Cquote1.png Estou cagando de rir! Cquote2.png
Engraçadinho sobre este artigo Merda
Cquote1.png Você não caga, faz bombonzinho Cquote2.png
Pervertido Nojento sobre Mulher Bonita
Cquote1.png Nem Vi! Cquote2.png
Stevie Wonder sobre Maneira de Dizer que vai cagar
Cquote1.png Na União Soviética a Merda caga Você Cquote2.png
Reversal Russa sobre merda
Cquote1.png Da Lincesa pro Madruguinha que ele vai dar uma cagadinha Cquote2.png
Seu Madruga sobre merda
Cquote1.png Olha o que você fez Cquote2.png
Lula conversando com Fernando Henrique Cardoso sobre merda
Cquote1.png No Futuro você vai sentar no vaso e ele vai espremer a merda Cquote2.png
Mestre Yoda Conversando com o Kiabbo da MTV
Cquote1.png Comi 3 Pacotinho de Club Social de Pizza e caguei verde Cquote2.png
Eu sobre merda
Cquote1.png Ai todo dia tenho que vir aqui Cquote2.png
Produtor musical do Nx Zero sobre merda
Cquote1.png Boa Noite ! Cquote2.png
William Bonner falando com Funkeiro cocô
Cquote1.png Então tá,o programa acabou gente,a gente se ve semana q veeeeeiiiiiiimmmmm! Cquote2.png
ICarly no Webshowtroço ou bosta
Cquote1.png Tchaaaauuuu!!!! Cquote2.png
Telettubies sobre merda
Cquote1.png Falar que vai criar um artigo da Wikipédia quando vai cagar isso pode! Cquote2.png
Gorda sobre merda
Cquote1.png Imagina um coco numa ladeira. Rola ou não rola? Cquote2.png
As maiores cantadas infalíveis sobre merda
Cquote1.png Nossa! Com uma bunda dessa,você está convidada a fazer cocô na minha casa. Cquote2.png
???????? sobre merda
Cquote1.png Essa bunda grande é só pra cagar ??? Cquote2.png
Vaso falando sobre merda com a Mulher Melancia
Cquote1.png Seu veiculo é rastreado via satélite,até debaixo d'gua Cquote2.png
Narrador do Car System sobre merda
Cquote1.png Na Verdade eu fiz esse curso antes de fazer progaganda da TekPix Cquote2.png
Juarez sobre merda
Cquote1.png Essa bundinha vai soltar uma cagalhão da pesada!!!! Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde sobre merda

Merda (também conhecida pelos nomes carinhosos de Cocô, Bosta, Tolete e Fezes) é o que sai mais de oito mil vezes do seu cu todos os dias, e sempre entope o vaso, e tu sai do banheiro e deixa pra coitada da sua mãe desentupir.

Origem da merda[editar]

utilidades para a merda!

Sempre existiu, sabe deus quem inventou, Adão e Eva cagaram e muito, os homens das cavernas então, pô, cagavam até o céu, a merda na verdade se originou no intestino, quando a gente come merda a merda vai pra pança depois da pança vai pro intestino e depois sai do cu, você tem raiva da merda, né?, você odeia ter que cagar, né?.

Estudos e Pesquisa[editar]

Centro especializado em estudos de merdas!

A merda é um grande mistério que fede muito. Contemplo agora este pedaço de mim, boiando sobre as águas calmas do vaso sanitário que respigam no meu cu, e medito: decifra-me, ou te devoro! A merda está ligada a mim e estou ligado a ela desde o começo de minha vida. Nem um só dia passei sem ela ou ela deixou de passar através de mim. E isso me leva à conclusão de que não há solidão, quando há um merda por perto. Cientistas da universidade do Boston concluiram que, a merda é uma merda ou um calculo complicado:

Merda = Massa vezes Fedor da porra dividido por Milhos mais a porra que você comeu

Biodiversidade[editar]

Assim como os merdas que escreveram esse artigo, as merdas também são diferentes entre si, com a vantagem de que não existe merda emo boiola (Ufa, ainda bem, você já se imaginou cagando pra dentro?). As bostas podem ser divididas em várias categorias. Então, como dizia Jack o Estripador, vamos por partes.

Cor[editar]

Foi o que inspirou o dono da Nike.

As merdas são como os camaleões: mudam de cor, conforme as circunstâncias. Com a vantagem de que não andam pelas paredes, a menos que se cague no ventilador. O Arco-íris da merda começa com aquele marrom clarinho, quase amarelo. É uma merda pálida, cor de palha, e combina com cuecas e papel higiênico de tom pastel.

Depois vem um marrom desbotado pouco firme. É o tom intermediário entre o palha e o marrom cocô. Este sim é o tom clássico da merda cuniversal. Na roupa, no carro, na gravata ou no papel de presente, o marrom cocô é inconfundível. Carregando um pouco mais no tom, vem o marrom queimado, tipo moreno jambo e um pouco mais acima vem o preto total, aquela merda que costuma grudar na pele, na privada, no papel e - algumas vezes - debaixo da unha.

Há também algumas variações interessantes, como a merda com passas e a merda com milho verde. Parece um panetone. A base costuma ser o marrom desbotado, com apliques de pontos pretos ou amarelos, dependendo do gosto de quem caga. As merdas híbridas são raras e nunca se registrou nenhum caso de merdas listradas.

Há também a roxa, aquela que você não sabe como ficou daquela cor até ter lembrando que comeu beterraba junto com seu almoço. Por fim, vem à merda nacional. É uma massa incomum e apresenta um tom verde e amarelo. Normalmente aparece durante o horário eleitoral gratuito, na TV.

OBS: Também existe a merda rosa, caso raro, quando você toma muito Nesquik de morango(aviso,não tentar retomá-la)

Consistência[editar]

Mosca.gif
Famosíssimo poema de Caetano Veloso

A merda, assim com os peitinhos das garotas, diferenciam-se também pela consistência. Pra você que é burro ou está em recuperação, consistência significa concordância aproximada entre os resultados de várias medições de uma mesma quantidade. Em suma, as merdas podem ser Sólidas, Líquidas ou Gasosas.

  • Sólidas: Dividem-se em duras, moles e médias, assim como as escovas de dente. As moles são aquelas que você caga e nem sente. Escorrem como um carinho. Já as médias requerem algum esforço, mas, em compensação, não são como as duras, que além de exigir muita veia estufada no pescoço, cuidado, se parar pra respirar ela volta
  • Líquidas: Estas são molhadinhas destemidas e aparecem durante as caganeiras. Praticamente mija-se pelo rabo. São tão rápidas e eficazes que sempre nos surpreendem. Você pensa que só peidou e quando olha, o vaso está cheio de merda!
  • Gasosas: São os famosos peidos. Engana-se quem acha que peido é peido. Assim como o vapor é a consubstanciação da água, o peido é a evaporação da merda.

Comportamento[editar]

As merdas são imprevisíveis! Assim como as mulheres, não é possível prever o comportamento das merdas. Se você acha que vai peidar, acaba se cagando todo. Outras vezes, tem plena convicção que deseja cagar e então, só peida. É um paradoxo.

Cheiro[editar]

Cheiro de bosta é que nem buceta mijada: a percepção do cheiro peculiar faz logo a gente sair de perto.

O cheiro também é muito variado, isso por que alguns cientistas e até vocês que estão lendo este artigo já devem ter notado que entre uma cagada ou outra, o banheiro permanece inodoro, mas, em compensação, em outras cagadas o banheiro fede tanto que a defesa civil tem que interditar e desinfetar a sua casa.

Formas de você dizer que vai cagar[editar]

Essa é nova
Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

  • Vou materializar minha opinião sobre a eleição da Dilma.
  • Vou ali passar um fax pro beltrano, ciclano, etc.
  • Vou ali quebrar a louça
  • Vou mandar os neguinhos pra nadar.
  • Vou afogar o Nelson Mandella.
  • vou fazer um espetinho sem palito.
  • Tô recebendo um fax de Boston e preciso repassar pra Chicago.
  • vou plantar arvore no rio
  • Vou acompanhar um amigo que veio do interior e está indo pro Rio.
  • Vou sujar a barba do marujo.
  • Vou corta o rabo do macaco.. e ja me voltoo
  • Vou ali ajudar um amigo do Interior a Chegar no Rio!
  • Vou ali cortar o charuto
  • Vou dar uma borrada na porcelana
  • Vou fritar o acarajé. Já volto
  • Vou fazer um download…
  • Vou postar no Twiter…
  • Vou ali conversar com a Tia Deca
  • Vou ali que o Pelé já tá calçando a chuteira...
  • Vou ali falar com Ari Barroso…
  • Vou afogar o moreno...
  • Vou dar comida pro Seu Celite.
  • Vou lá no banheiro enviar um E-mail já volto!
  • Vou alí porque o esquilo tá saindo da toca.
  • Vou fabricar um boneco de argila cotoco de braço e de perna.
  • Vou tirar o quibe da garagem.
  • Vou dar uma chapiscada na louça!!!
  • Vou fazer um depósito do produto interno bruto
  • Vou levar o tinga no toboágua.
  • Vou na casa do pedrinho.
  • Vou alisar o moreno
  • Vou fabricar um chokito.
  • Vou escorrer um aipim.
  • Vou dar comida a bocão!
  • Vou lá cortar o Churros….
  • Vou soltar a trança!
  • Vou ali soltar um trem-bala.
  • Vou decorar a porcelana!
  • Vou assinar a lei áurea!!
  • Vou ao Banco de Boston fazer um depósito bruto
  • Vou mandar um sedex para as Tartarugas Ninja
  • Vou ali compor uma música profunda pro Caetano Veloso e já volto.
  • Vou ler as novas notícias políticas na veja e já volto
  • Vou brincar de fazer ilha…
  • Vou despachar um deputado
  • Vou ali desempacotar o negresco.
  • Vou enviar um e-mail com anexo pra presidentecia dizendo o que acho sobre a corrupção!
  • Tô com vontade de desfragmentar a CPU
  • Vou tirar o pardal da gaiola
  • Vou lá fazer uma revisão no escapamento
  • Vou alí jogar a âncora no mar
  • Vou obrar
  • Vou descomer
  • Vou passar um fax (esta é clássica)
  • Vou visitar a minha amiga pri... (privada)
  • Vou escorregar o moreno!
  • Vou mandar o pelé pra aula de natação

Como cagar na casa da namorada[editar]

Leônidas quando percebeu que teria que soltar um barroso na casa da namorada...
  • Regra Número 1 – Não cague! – Ok. O guia parte do pressuposto que você vai cagar na casa dela. Mas, antes de cagar, avalie a possibilidade de não fazê-lo. Quando sentir a pontada, raciocine. “Posso segurar? É desesperador?” Nessa hora, é fundamental saber se essa segurada não se transformará em uma fábrica de flatulências. Se isso ocorrer, opte por cagar.
  • Regra Número 2 – Não cague em banheiro muito frequentado. - Se você tem de cagar, escolha aquele que fica na sala onde ninguém visita. Ou vá ao banheiro da empregada (isso, claro, se a empregada não estiver presente). Ou vá à suíte do quarto de hóspedes. Ou algo do tipo. Evite a todo custo o banheiro do corredor ou aquele ao lado da sala de televisão. É caixão. Você vai lá, todo feliz, despeja seus detritos no vaso, lava as mãos e, quando sai, vê sua sogra indo direto no banheiro para lavar a mão antes do almoço! Ou o sogro! Ninguém merece.
  • Regra Número 3 - Examine bem o trono. – Examine a privada da casa da sua namorada. Antes de cagar, dê descarga para ver se ela está funcionando. Nunca, em hipótese alguma, inicie os trabalhos sem dar descarga e testar a potência dela. Caso contrário, se a privada estiver entupida, você terá três caminhos a seguir, todos desgraçadamente ruins: 1) Deixar a bosta boiando ali e correr o risco do seu sogro entrar em seguida e, para todo o e sempre, considerá-lo um sujeito decrépito por deixar o 'braço-da-alcione' a boiar; 2) Tentar dar descarga, a água transbordar e você ficar ali, vendo a água da privada inundar o banheiro com resquícios de suas fezes. Um caos completo, com direito a deixar a mãe dela limpando aquela
    Nem mesmo o Vaso Sanitário aguenta sua merda.
    bosta toda; 3) Ser obrigado a pegar um saco plástico, enfiar a bosta dentro e sair – com o saco plástico pingando água da privada no chão – até conseguir chegar ao banheiro mais próximo. Em resume: teste a merda da privada!
  • Regra Número 4 – Cuidado com o fedor. – Tenha cuidado com o mau cheiro. Alguns machos são mestres em cagadas fedorentíssimas. Use a inteligência. Ao despejar a merda no vaso, dê descarga imediatamente. O raciocínio é simples: quanto mais ela ficar boiando por ali, mais cheiro ruim vai exalar. O ideal seria cagar com a descarga funcionando, mas molha a bunda. Quando estiver no trono, olhe em volta. Abra os armários e as gavetas. Se achar um perfume, dê umas borrifadas no banheiro antes de sair do recinto. Esta é uma boa forma de matar as moléculas de merda que estão voando pelo ar. Se tiver “Bom Ar”, não exagere. Você não vai querer sair do banheiro cheirando bom ar. Ah, e sempre, sempre, sempre feche a porta. Nunca! Jamais dê borrifadas de perfume no vaso, pois perfumes e desodorantes só vão fazer a expansão do cheiro, na qual as moleculas de bosta se misturas com as dos perfumentes, e se espalharam muito mais rapido pelo ar. Se possível, tenha isqueiros ou fósforos em mãos, e deixe os acessos por algum tempo, o combustão tratará de acabar com o mau cheiro, depois pegue uma toalhe e faça movimentos giratorios a fim de expulsar o cheiro pelo ar, mas nunca aproxime o fogo do vaso ou do perfume, pois os gases tem butano e os perfumes normalmente tem álcool que é obviamente inflamável, e o objetivo desse manual não é que você explodir o banheiro ou bater o record com labareda.
  • Regra Número 5 - Verifique a existência de papel no recinto. – Nunca, mas nunca mesmo, comece os trabalhos sem verificar se há
    O orgulhoso resultado desse artigo.
    papel higiênico no ambiente. Toda a sua estratégia escorre pela privada se você tiver de abrir a porta e gritar: “Amoooooooor! Acabou o papel!”. Também aproveite para conferir se o vaso está bem encaixado, principalmente se você for um noob com mais de 120Kg, pois seria desagradável uma pegadinha privada (sacou o trocadilho?).
  • Regra Número 6 - Certifique-se de que esteja bem asseado. - Avalie bem se a sua higienização após o trabalho ficou completa, principalmente se você estiver portando cueca branca ou de cores claras, pois você corre o risco de beber um pouco, fazer um rala-e-rola e ter uma surpresa desagradável como uma "freada" no meio da sua cueca, na qual isso vai queimar a sua cara com a moça pro resto da tua vida!
  • Regra Número 7 - Certifique-se que a porta esteja trancada! - Este é um item importante. Mesmo seguindo corretamente todo este protocolo, é imprescindível que a porta esteja bem fechada, pois seria desagradável a tua namorada ou muito pior, se qualquer outra pessoa, te flagrar cagando, você com aquela cara avermelhada de fazer força. Isso é lamentável, pois certamente mulheres bonitas não cagam (ou não).
  • Regra Número 8 - Pose de Intelectual. - Outro conselho útil; Se você gosta de ler no banheiro, nunca peça a Folha de São Paulo ou qualquer outro jornal do seu sogro. Escolha um livro ou uma revista, uma Veja por exemplo, é perfeita para este tipo de atividade. O jornal é incômodo de ler no banheiro, e um livro além de ser mais fácil de manusear vai lhe conferir uma aura de intelectual junto ao seu futuro sogro. Importante escolha um livro fino ou fácil de ler, como Paulo Coelho que ajuda a entrar no "espírito da coisa", afinal, demorar demais no trono pode lhe causar hemorróidas além de um apelido de "cagão"!
Essa é só a ponta do Iceberg de merda

Acima de tudo, é importante que você faça suas necessidades fecais em casa, muito antes de sair, para não dar uma de "Ogro" na frente de terceiros, mas se precisar, lembre-se das dicas de ouro desse manual, e torça para que não falte água quando você precisar dar uma evacuada na casa da sua namorada, pois além de não conseguir dar descarga, você corre o risco de rasgar o papel na sua mão, deixando marcas da Faixa de Gaza nos dedos, afinal, lembre-se que o [email protected]#$%%*&%$#@ do Murphy e a sua tradicional lei, nunca falham...

As merdas[editar]

O iceberg[editar]

Formações rochosas originadas de grandes amontoados de bosta de baleias pré-históricas (e quanto mais antiquadas, melhor), que ficam pelos mares afundando encouraçados, torpedeiros, destroieres e outros navios de Batalha Naval. Ou seja, eles só ficam soltos por aí fazendo merda como se fossem um bando de playboys enlouquecidos ou um imperador destronado. O fato mais interessante é que esse Iceberg é mais encontrado em oceanos perto do Japão, rodeado principalmente por dois tipos de peixes: O Torosso e Borosta.

Esse é literalmente um emprego de merda

Essas curiosas formações cocô-rochosas foram documentadas pela primeira vez no ano 42 d.C. pelo grande cronista Viking Edensk Playsson. Segundo ele, os objetos abundavam principalmente na região da Groenlândia, onde havia muito espaço livre para baleias nadarem e cagarem à vontade. A região normalmente era evitada pelos navegadores, já que os grandes animais faziam muito alvoroço nas águas, balançando o barco e jogando muitos tripulantes para fora. Graças à grande quantidade de sal do mar, eles acabavam tendo um súbito aumento de pressão e tendo que ser hospitalizados com caso grave de frescurite aguda.

Outro grande escritor, o russo Máximo Gorki, também relata seus problemas com Icebergs de Merda em sua obra. Em seu livro menos popular, Devaneios de uma Gueixa, ele descreve como a presença de tais cagalhões afeta a flora intestinal marinha de tal maneira que as pequenas e delicadas esponjas, das quais ele era fã confesso, acabam por desaparecer vários meses de seu leito (quer dizer, do leito do mar -- ou você acha que Gorki e as esponjas se deitavam, seu tarado?)

Isso vai dar merda...

Os Icebergs flutuam em diversos pontos do oceano, mas concentram-se especialmente na região do Mar do Norte próximo às costas da Alemanha, tão próximo que diversos líderes do país, entre eles o ex-chanceler Helmut Kohl, reclamavam constantemente do bafo quente na nuca e as cravadas de unha nos calcanhares.

Aliás, a grande produção de chucrute naquele país e suas consequências gastro-flatulentas também colaboram para o aumento de colifomis fecaizis no mar, fazendo com que os alemães acabem também sendo vítimas dos Icebergs de Merda que eles próprios autocriaram-se. No entanto, como o povo alemão é muito orgulhoso, ele prefere sempre dizer que a culpa é de outra pessoa.

O licor[editar]

O verdadeiro cagando e andando

Uma bebida extremamente exótica que é comercializada nos mercados internacionais. Apesar do sabor ser uma merda, o Merda é um grande sucesso de vendas, pois ele tem todas as vitaminas necessárias para se viver no meio do mato por diversos dias. Por conta dessas vitaminas, o Merda consegue competir de igual para igual com os refrigerantes noku e com a Cachaça Nabunda.

Com o sucesso gigantesco do Merda, obviamente, logo começaram a surgir os rivais. Um desses rivais era o Pintoff, que, além de ser o concorrente direto do Lico de Cair Pinto, se tornou também o maior rival do Merda, pois os fabricantes do Pintoff sabiam que, se continuasse naquele ritmo, o Merda logo iria dominar todo o mercado de bebidas, e não iria deixar nada para eles.

Porém, como os fabricantes de Pintoff não sabiam como criar outra fórmula para ser um concorrente direto, eles fizeram uma parceria com as Águas minerais Sogay e com os refrigerantes refrescantes Guaragay. Com essa parceria, os fabricantes dessas três empresas tinham em mente que iriam criar uma nova fórmula para revolucionar todo o mercado gay do mundo.

Chega de merda

Porém, a única coisa que essas três empresas conseguiram fazer em parceria foi aumentar o potencial de seus produtos, o que não adiantou muita coisa, afinal, o Merda era direcionado para todos os tipos de público, enquanto que os produtos gays eram direcionados apenas para o público gay. Ou seja, o Merda continuou fazendo sucesso, e continua fazendo até hoje.

A santa[editar]

Merda Cagada da Silva nasceu num lugar misterioso chamado Iceberg de Merda em 666 d.C, durante a crise dos mísseis atômicos mal cheirosos da Bóstia feitos de mojo com presunto estragado de um sanduíche de presunto do Chaves (essa descrição, além de desnecessária, ficou uma merda. Ops, desculpem-me pelo trocadilho...). Merda Cagada nasceu de maneira até hoje anedótica: como sua mãe não tinha passagem pela abertura comum, foi obrigada a extrair a criança pela entrada secreta de Super Mario World.

Merda era uma menina muito religiosa, sempre indo para as missas, mesmo sendo obrigada pelo padre a se confessar sempre. É que o padre insistia em querer que a garota confessasse que fugia dos banhos, porque a cada missa o cheiro da pobrezita ia cada vez mais mais fedorento que peido em elevador.

Exemplo prático de como escapar de uma situação de merda

Constrangida pela situação, Merda decidiu fundar um monastério na ponta do Iceberg de Merda, onde não iria mais ser obrigada a passar por penitências, tais como sofrer um chute quáduplo na coluna sentada para não reagir violentamente ou mesmo ser obrigada a assistir Zorra Total todo sábado à noite (se é que isso passava já nessa época...). O monastério era tão isolado (ou seria o mal cheiro do lugar mesmo) que a Merda era a única que ficava naquela merda, digo, naquele lugar.

Durante a Insurreição dos Refugos de 1967 (que salto no tempo!), Merda foi uma merda, ops, uma auxiliar para todos. Nem falei que ela morreu de uma sugada estranha num riacho chamado Private, no sul do Iceberg de Merda. Mas ignorem esse meu lapso, isso foi sem querer querendo. O fato é que ela morreu e alguns merdorrentos começaram a invocá-la pra evitar serem mandados pro esgoto, quer dizer, pra morte. E foram atendidos, com um ataque de pombos assassinos tão intenso que até virou um filme de terror chamado "O Ataque das Bazucas Anais". Com isso, o Vaticano, após muitos protestos e muita merda, digo, muito dinheiro, opa, muita reza braba beatificou a Merda e depois a canonizou.

Caganeira[editar]

Bosta o filme,de péssima qualidade deu merda e todo mundo se cagou...ACABÔ
Deu merda....

A diarreia é uma doença que deixa a pessoa toda cagada. É causada pelos bichinhos que entram na sua barriga, que são feitos pela indústria de papel higiênico para aumentar seu consumo, e não por causa de não lavar as mãos, como a tua mãe e sua escola falaram.

É a realização maior da existência humana, é o ápice da criação. Sentir o cheirinho da podridão que você acabou de expelir é algo que não tem preço, melhor que uma gozada. Enfim, é a melhor coisa do mundo.

História[editar]

Cquote1.png Caganeira não é bosta, são lagrimas de um apaixonado. Cquote2.png

Consta que logo após provar da maçã proibida, oferecida pela cobra, Adão e Eva provaram, também, as primeiras caganeiras da história. Como castigo pela catinga e pela imundície, Deus os expulsou do Paraíso.

Solidariedade: merdas são sempre socorridas por alguma outra merda maior. ♫Qual é a sua, qual? Qual é a sua merda?♪

Milênios após isso, as indústrias de papel higiênico estavam indo para a falência, pois as vendas de seu produto estavam muito baixas, a moda era limpar o traseiro com jornal cortado em tirinhas. Até que eles decidiram que para vender mais as pessoas tinham que cagar mais, assim elas teriam que limpar a bunda mais vezes, porém de uma maneira em que usassem mais papel higiênico. Então fizeram um laboratório e com várias pesquisas desenvolveram um exército de bichinhos que na barriga de alguém faria tanta merda que o cocô do azarado não aguentaria mais ficar quietinho lá e sairia, para não ser incomodado pelas festas que os bichinhos faziam, com tanta agressividade pela porta que o deixa frouxo e dolorido, assim nada além de papel higiênico é confortável o suficiente. Agora só faltava espalhar os bichinhos por todos os lugares. Hoje em dia as indúsrias de papel higiênico dâo (não é isso não) comida grátis em alguns lugares como: tienda del Chavo, loja de putas da tua mãe (um sucesso) e a casa do caralho. Mas, cuidado essa comida contém altas doses de laxante, suficiente para dar uma daquelas.

Sintomas[editar]

Se você leu o início, deve saber que a pessoa fica toda cagada. Isso ocorre porque o cocô fica dormindo o dia inteiro dentro de você, as vezes indo fazer uma visita ao mundo exterior. Mas quando os bichinhos chegam na sua barriga, eles costumam fazer festas muito agitadas no local, e como isso irrita muito os cocôs (os bichinhos carregam no DNA uma mistura de voz do Narrador da Sessão da Tarde com o saco que é os jovens mais festivos e barulhentos), eles preferem deixar de uma vez só a sua barriga, que não consegue suportar a saída de todos de uma única vez. O resultado é muita, mas muita cagada.

Tratamento[editar]

Sabor suave e requintado.

Você pode pedir para os bichinhos saírem de sua barriga educadamente. Se não conseguir, reze ou compre muito papel higiênico. Isso adianta pois assim a indústria que fabrica o papel higiênico te manda toma no cu ou te dará o antídoto por você ser um excelente consumidor. Ou seja, o remédio que cura a diarreia e sua fórmula estão com os donos das fábricas do papel higiênico, porém eles não os darão para ninguém, para que anos de pesquisa árdua por parte deles não vão para a privada. Você também pode ficar na casa de um amigo seu enquanto está doente, assim sua privada não ficará entupida.

Cagando no mato[editar]

Cagar no mato é uma atitude que muitas pessoas são mandadas a fazer, mas nunca a executam. Este pequeno desmanual poderá ser muito útil para você poder cagar no mato com sucesso.

Você vai precisar de[editar]

Só tem merda aqui
  • Mato;
  • Passagem de ônibus para o mato;
  • Eliminar as testemunhas;
  • Vontade de cagar;
Ditado Merdiano
  • Caso você não esteja com vontade suficiente, coma feijão, repolho, ovo e dobradinha;
  • saco plástico ou terra;

Cagando no mato[editar]

  • Vá até o mato;
  • Visualize o mato;
  • Elimine as testemunhas;
  • Leve o saco plástico;
  • Cague;
  • Coloque no saco plástico e jogue na casa da sua sogra ou cubra com terra;
  • Vá embora.

Pronto! você cagou no mato com sucesso e ajudou a adubar a Mãe Natureza!

Videos[editar]

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]

um blog de merda

Nojeiras do nosso querido corpo
Merda · Mijo · Peido · Cuspe Vômito · Sangue · Porra · Menstruação · Suor · Grude · Catarro · Arroto · Cera de ouvido · Mau hálito

v  d  e h
Bananay.gifTabela Periódica dos AlimentosBananay.gif

  1 2 3 4 5 6 7 8 8 8 gay 12 13 24 42 51 69
Aperitivos
Lj
Entrada P Gb
Fj Arz Sg Pz X Cp
Café da manhã C-f Bf
Cs Dnn DnnP DnnI Lcx Sp
Produtos Co Pfg Ob Bnn Ov K-s Yak Fd Mj Am Cp Eg Em Ns Fl Mc Tdd Jd
Guloseimas Ax Mnd Cho Cj Pa Css Lc Chr Cc Lgç Sc Sv Mc Ml Cq Pr Rm
Nojo Food Ji Xx Rp Af Cb Bj Md Vg Ag Pm Se Tm Mmn Sp Rh Chc Mt Kgo
Industriais Lx Acn * Gl Btr Ags Pd Gl Bda Pp Gl Rb Sld Grt Cb Cba Mrc Fbm
Tortas Tm Tq ** Tp Ta Tc Tt Tc² Te Tf Tl Tr Tn Tb Tp Td Tm Mu
Molhos Mi Ms Mt Mp Mt² Mq Mf Mh Ms² M? Ma Mk Mc Md Me Mg Mt³ Mw

* Série dos Peixonídeos Mz Pc Lb Dd Pl ar Rb Srd An Lg Gr Tb At C-m Sm
** Série dos Indigestídeos Tj Pdr Md Png St Fc Dm Wc Sl Ap Vl Mtr Cn Ts Mto