Negros são primatas

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa


Um negro sorrindo.

Um fato que basicamente muita gente comenta é o de negros serem macacos ou, ao menos, parentes próximos de alguma espécie de símio. Algumas pessoas irão dizer que este artigo é um artigo racista ou um artigo preconceituoso, e que irão nos processar por causa disso. Muitos irão dizer também que sentiram-se ofendidos por este artigo. Mas este artigo trata de uma verdade que ninguém pode negar é que negros são de fato uma sub-espécie de macacos, ou seja são de fato primatas humanos que pulam feito idiotas e tem comportamento anormal aos olhos de qualquer pessoa humana.

As evidências práticas e concretas de tal tese se baseiam no fato dos negros jogarem bosta na cara de outras pessoas, comerem os piolhos de seus filhos e também fumaren (coisa que macaco não faz, porém isso é um fato). Cientistas modernos observaram que os negros costumam a pular de árvore em árvore e não possuem timidez fecal, ou seja, defecam ao ar livre. Ou seja, negros são chamados de macacos pelo simples fato de que eles fizeram tudo para poderem ter este reconhecimento.

A origem desta nomenclatura[editar]

Segundo o doutor Drauzio Varíola Varella, a homossexualidade é um comportamento observado em todas as espécies de animais, inclusive os negros.

Em meados de não sei de lá quando, os homens europeus caminhavam pela África e eventualmente encontraram povos e tribos. Os europeus observaram atentamente os primatas que viviam no topo das árvores. Segundo registros fósseis, muitos dos primatas que vivem pela Europa possuíam uma fisionomia e um DNA taxonomicamente próximo dos negros. Os europeus, por sua vez, observavam que aquelas espécies supriam a falta de saneamento básico enterrando suas fezes para adubar a terra. Isso explica o fato de algumas malcomidas se referirem á um negro como gato.

Foi observado que os espécimes ficavam alterados e eufóricos quando os colonizadores jogaram banana pra eles, alguns comiam e outros enfiavam as bananas no cu para que assim pudessem satisfazer-se sexualmente. Os europeus observaram que estes mesmos negros se locomoviam pelos galhos das árvores e evitavam o chão, além de cheirar e colocar coisas na boca quando não sabem o que é. Desde aquela época, os negros já viviam em situações miseráveis então reciclavam seus próprios excrementos para não morrerem de fome, os consumindo novamente após a excreção. Eles se reproduziam ao ar livre, fazendo seus filhos que muitos vezes os europeus confundiam com pedaços de merda. Até hoje é possível ver em comunidades urbanas negros catando os piolhos dos próprios filhos.

Os europeus então aproveitaram-se da burrice destes povos e destas tribos para poderem escravizá-los. E a partir destes comportamentos os homens começaram a ver os negros como macacos.

Uso[editar]

Reiterando a afirmação anterior, os negros possuem muitas características símias. Não só físicas, como também em maneira comportamental, o que impede que os mesmos sejam vistos como pessoas normais ou pessoas comuns, mas somente como pessoas totalmente idiotas ou indubitavelmente ridículas. Isto deve-se ao fato de seus comportamentos evidentemente animalescos. Assim como os macacos vistos em zoológicos legalizados, os negros costumam jogar excrementos uns nos outros. Em seus habitats modernos, os zoológicos clandestinos, os negros costumam a fazer gracinhas e idiotices para entreter o público que os assiste, idêntico aos macacos do zoológico legalizado. Por isso, o uso desta expressão é válido e baseado em informações técnicas.

Comprovação[editar]

Um negro prestes a ser cagado por um pombo (ou outro negro)

Negros só sabem fazer merda o tempo inteiro, e costumam ter danos cerebrais graves quando nascem e são expostos á doenças típicas das favelas cariocas, fazendo com que vermes e parasitas infectem o seu encéfalo. Por este motivo, não existe nenhum negro que não seja tão idiota quando um macaco, e existem vários registros deste ato que podem ser encontrados em sites como o YouTube. Muitos psicólogos e da mesma forma biólogos tentaram explicar o do porque os negros possuírem estes comportamentos, porém ninguém chegou a nenhuma conclusão.

Recentemente, com a alta onda de pessoas que negam veementemente a ciência, como os terraplanistas e os antivaxers, muitas pessoas acham errado compararem negros com os macacos. Mas a doutrina é controversa em relação á este tipo de visão, já que muitos zoólogos acreditam que os macacos podem se sentir ofendidos com tal comparação, pois por viverem na natureza e não em barracos construídos á margem de córregos, os mesmos possuem uma capacidade cerebral um pouco mais elevada que os negros.

A ciência afirma que chamar os negros de macacos não é uma ofensa mas sim uma constatação de um fato, como chamar um obeso de obeso. Entretanto, devido ao supracitado período do negação científica, uma pessoa que estabeleça tal paralelo pode ser vítima de xingamentos ou até mesmo de processos e prisão.

Cquote1.png O governo nega a ciência, e quer perseguir quem a defende! Cquote2.png
Esquerdista sobre o parágrafo acima

Geralmente pessoas condenadas por este motivo jamais deixam a prisão, já que ao entrar lá entram em contato com vários exemplares da espécie dos negros (pois 98% dos que estão presos na cadeia são negros) e convivendo com os mesmos, conseguem ver na prática o que fora afirmado antes, e assim não renegam sua visão científica, e permanecem como resistência á perseguição á ciência. Por estes motivos, a zoofilia entre negros e humanos passou a ser tolerada, e mulheres brancas passaram a gostar de homens negros e homens brancos passaram a gostar de mulheres negras, o que segundo os psiquiatras é motivo pra internação.

A ciência conclui que negros são híbridos entre primatas e humanos, sendo o elo perdido entre o macaco e o homem segundo a teoria da evolução de Charles Darwin.

Ver também[editar]