Pânico na TV

De Wikimerda
(Redirecionado de Pânico na TV)
Ir para: navegação, pesquisa

Look! Pânico na TV redirects here, ok?


Jogador doido.jpg

Pânico na Band é papo de doido!
Ele pode falar sobre alguma coisa doida, alguém doido, ou foi escrito por um doido. Se você mora num hospício, onde tudo que se tem pra comer é gelatina, é recomendável não ler o artigo. Mas se você é como os nerds da uiquipédia, sem nenhuma gota de doidera, fique à vontade!

Kidiaba.gif
Boris panico.jpg Ô adriano, tá me ouvindo?
Este artigo é sobre algo relacionado ao Pânico na TV Band

Se vandalizar, Você terá que beijar a Marisley

Fmercuryprateado.jpg


60px-Uiquiilogo botante.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Pânico na Band.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é maior que o seu cu e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim


Pânico na Band
O Elenco

O Elenco
Formato/Género Humor pastelão, reportagens e qualquer coisa baseada no Monty Pyton
Duração Muito tempo
Criado por Emilio Sukita
Diretor(es) Alan Harper
Produtor(es) Quem se importa?
Apresentador(es) Emilio Sukita
Elenco Emilho, Bola, Ceará, Carioca, Chatinha Chato e o resto não importa.

Narrador Emilio Sukita (ele faz tudo nessa porra?)
Tema de abertura Abrida
Tema de encerramento Dois segundos de uma música aleatória tocada pela Banda Viva a Noite
País Brasil Brasil
Rede de televisão link={{{3}}} Rede Bandeirantes
Formato de Exibição Últimas três horas do domingo e a reprise nas últimas três horas de sexta-feira
Idioma Miguxês, Português, Galvão Buenês
Transmissão original 28 de setembro de 2003
– Vai demorar pra cacete, então vai lá fora comer um angu do Gomes
Qt. de temporadas Ah, sei lá
N. de episódios Isso não é sériado
Página oficial
IMDb
TV.com



Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Pânico na TVCquote2.png
Google sobre Pânico na Band
Cquote1.pngVocê quis dizer: CQCCquote2.png
Google sobre Pânico na Band
Cquote1.pngVocê quis dizer: LegendáriosCquote2.png
Google sobre Pânico na Band
Cquote1.pngVocê quis dizer: Penico na BandCquote2.png
Google sobre Pânico na Band
Cquote1.png Óiaaaaaaa!! Cquote2.png
Gluglu Japonês sobre Pânico na Band
Cquote1.png Oi gente, tudo bom com vocês??? Cquote2.png
Sabrina Sato sobre tudo
Cquote1.png Panics na Bandis Cquote2.png
Mussum sobre Pânico na Band
Cquote1.png Não é nada não, mãe Cquote2.png
Garoto punheteito sobre a hora das Panicats
Cquote1.png Ah, é aquele lugarzinho onde o neném faz cocô, né? Cquote2.png
Carla Perez sobre Pânico na Band
Cquote1.png Mas é uma anta Cquote2.png
Marcos Chiesa sobre Sabrina Sato (e todas as panicats)
Cquote1.png Coisas maiores já penetraram o seu corpo Cquote2.png
Bola sobre Christian Pior
Cquote1.png Beijo do Louco Cquote2.png
Jô Suado
Cquote1.png MEU AMIGOOOO Cquote2.png
Amaury Dumbo
Cquote1.png Vamos Aplaudir Cquote2.png
Raul Zil
Cquote1.png Vai pra lá, vai pra lá Cquote2.png
Sílvio Santos
Cquote1.png Tô de pau duro Cquote2.png
Individuo que assiste o Pânico por causa das bundas
Cquote1.png Vesgo? Sílvio? Ei! Pessoal? Cquote2.png
Tia do "De Frente com a Tia" sobre Pânico na Band
Cquote1.png Não dá pra sentá não Cquote2.png
Carioca
Cquote1.png Cê ta aqui, mas cadê teu pescoço que não veio ainda??? Cquote2.png
Silvio sobre gordo
Cquote1.png Aiiiii ovulei Cquote2.png
Christian Pior sobre Pânico na Band
Cquote1.png E se quebrar esse negócio??? Cquote2.png
Bola estar pendurado em uma corda que aguenta três toneladas
Cquote1.png Se quebrar a gente dá risada Cquote2.png
Bolinha sendo solidário com seu amigo Bola sobre citação acima
Cquote1.png AHNXXXX EUIXX ADOROXXXXO O FREDIEEE MERCURYXXX PRATYEADOOO Cquote2.png
Emo sobre Fredie Mercury Prateado
Cquote1.png JEZZZZZUSSSSSSS Cquote2.png
Amaury Dumbo sobre Pânico na Band
Cquote1.png Vem Comigo!!! Cquote2.png
Velhinho do "Vem Comigo" sobre Pânico na Band
Cquote1.png Aaaa Eu adoro o desenho do Dumbo Cquote2.png
Carla Perez sobre Amary Dumbo
Cquote1.png CHATOOOOOOOO, MUITO CHATOOOOOOOO Cquote2.png
Paulo Guarda-Chuva sobre Pânico na Band

Pânico na Band é uma bosta pograma de televisão tupiniquim cagado em clichês, bundas, fofoca, bundas, polêmicas, bundas, ofensas sem graça, bundas, bundas e bundas. Usado como fonte de transmissão radioativa desde a sua estréia em 2003. A grande merda é que a graça do programa foi totalmente dissolvida pela radioatividade. Porém, segundo alguns cientistas, o principal órgão afetado pela radioatividade é o cérebro, essa afetação(?) dá ao telespectador á sensação de que a graça continua ali, isto fez com que trilhôes de litros de radiação fossem transmitidos ao longo destes 11 anos de programa. Atualmente, apenas adolescentes funkeiros, analfabetos, traficantes, maconheiros, drogados, cheios de AIDS, hipersexuais, estupradores de velhinhas e nazistas assistem este tipo de programa, além de outras drogas como Mundo Canibal, South Park, Uma Família da Pesada, American Dad e Drawn Together (o antissemitismo em pessoa série). Seus ideais que se aproximam ao neonazismo são bem próximo aos ideais antihomofobia vistos hoje devido á Ditadura Gayzista instaurada pelo PT e pelo Jean Wyllys.

O programa consagrou diversos apresentadores como Sílvio Santos, Fausto Silva, Amaury Jr., Gugu Liberato, Jô Soares, Boris Casoy, Milton Neves, Marília Gabriela, Galvão Bueno, José Luiz Datena, Hebe Camargo, Ana Maria Braga, Ronaldo Ésper, Silvio Luiz, Dr. Rey, Raul Gil, Marcelo Rezende, Edir Macedo, Luciano Huck, Otávio Mesquita, William Bonner, Sérgio Mallandro e Nelson Rubens. Além de Tiririca, Freddy Mercury, Percival de Souza, David Brazil, Maísa, Clodovil, Dercy Gonçalves, Felipe Massa, Fernando Collor de Mello, Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Kassab, Cauby Peixoto, Belchior, Biafra, José Serra, Lulu Santos, Madonna, Luan Santana, Netinho de Paula e Alexandre frota. Além de um bando de autores de novela anônimos.

Panicats[editar]

As Panicats
A Mendigata
Uma Panicat em um quadro de verão

As Panicats são sub-celebridades da televisão brasileira, conhecidas por falarem duas frases por programas e terem bundas e silicones fora do padrão nacional e natural. Além do papel de paisagem que exercem por natureza, elas fazem papéis secundários nos merchandisings e nos quadros do programa, sempre acompanhadas de outro pseudo-humorista pra equilibrar o universo. Algumas de suas características incluem:

  • Ser semi-analfabeta, das poucas palavras que falar sempre sair uma pérola no meio. Talvez seja charme, pra aparecer em slowmotion e ganhar dois segundos a mais na televisão!!
  • Ter uma bunda de helicóptero fora do comum, e comer churrasco toda semana pra manter sua benevolência.
  • Dentro de um ano fazer o itinerário de uma ex-bbb: sair na revista Playboy depois de três meses, passar um tempo entre seis e oito meses, e aí sair na Revista Sexy pra mostrar as partes com mais liberdade!!
  • Ter peitos de travesti, não se contentar em colocar 200ml de silicone como uma cidadã comum. Se for menor que 400ml está fora do programa.
  • Ter Orkut, MySpace, Twitter, Facebook, blog e a porra toda, mas você só vai encontrar o que realmente deseja na Playboy (a menos que seja gay).
  • Validade: 3 anos. Sem exceções. Sempre há outra mais barata no programa do Rodrigo Faro esperando pela vaga!!

É muito fácil se tornar uma Panicat. Porém, se você preencher todos os pré-requisitos mas tiver o mínimo de inteligência, está fora. Siga a lista direitim:

  • Crie um blog recheado de fotos de biquinis, lingeries vermelhas e de baladinhas. Com o tempo algum site de pornografia se encarrega de fazer a divulgação pra você!!
  • Frequente as mesmas baladas que os pobres coitados dos humoristas, numa dessas um deles te leva pra cama pro programa também.
  • Use bastante o MSN, e logo se tornará uma semi-analfabeta também.
  • Coloque qualquer silicone barato nos seios, pode ser até mesmo no postinho ou no SUS, basta dar volume e fazer pressão. Não é pra ficar bonito, entende?!
  • Quando algum onanista te descobrir no Orkut não tenha medo, e tope tudo que ele te propor. É colocar sua conta em risco, mas como você não tem nada a perder mesmo...
  • Na dúvida, apele para macumba!! Comigo funciona...
  • Viva pelada no programa para aumentar audiência.
  • Tenha dado pro bairro inteiro.
  • Tenha calcinha atolada no cu.
  • Não tenha cérebro.
  • Não saiba de nada

Seguindo todos esses passos, você está prestes a se tornar a próxima Nicole Bahls ou a próxima Dani Bolina. não se preocupe, você não precisa ser mulher, basta parecer com uma. No exceptions

Pseudo-humoristas Integrantes[editar]

Emilio Surita[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Emilio Surita

A masculinidade de Emílio

Antônio Ervilho Sáenz Sandoz Sukita (São Manuel do Pau Grande, 17 de agosto de 1961) é um clone, pago no plano básico da clínica, de Jonh Malkovich, é também irmão gêmeo do Luis Gasparetto, radialista laranja e apresentador de lixo televisivo brasileiro. O sobrenome Sáenz Sandoz é proveniente de sua mulher, sendo o primeiro homem a aderir ao sobrenome de sua mulher em vez do contrário. Emílio se chamava antes Emílio Lacerda Joanisio da Silva. Nasceu no interior de São Paulo, é casado com Anne Saénz Sandoz Sukita, sueca adepta de suinofilia (sexo com porcos). O casal tem dois filhos: Emílio e Emilia, do Sítio da Febre Amarela. Concluiu o curso de Direito, mas percebeu que não era preciso ser advogado para ser laranja. Preferiu investir em lavagem de dinheiro, onde trabalhava como Emilio Sukita, o laranja, em sua cidade natal. E dessa experiência surgiu a oportunidade de trabalhar como radialista na Jovem Pan.

Além de seu programa televisivo, Emílio Surita tem o controle legal e judicial da emissora da TV Imperial e a Rádio Equatorial de Roraima, além de administrar a plantação de laranjas no Acre. O laranjal de seu cunhado exporta laranjas para o Brasil e para o mundo inteiro. Emílio como sócio-majoritário do negócio de Jucá, criou uma empresa de sucos de laranja, a Laranjal Jucá, que produz o refrigerante Surita, em homenagem a si mesmo. Somente no sabor laranja, o refrigerante Surita garante que é feito apenas de laranjas, Tang sabor laranja e Tanjal. A versão Zero é sem açúcar, sal, gosto e cheiro, quase semelhante á água pura, no entanto, possui cor característica de laranja.

Emílio é ambicioso e sempre está atrás de lucro, enquanto a Polícia Federal sempre está atrás dele. Viciado em dinheiro e poder, trabalha até Altas Horas da noite, o que explica sua aparência cansada e largada. Além de procurar atrações para seu programa, também costuma roubar piadas de bostas como o Kibe Loco e do Porta dos Fundos (porra, se mata hein...) e se passar por ninfetas em salas de chat do UOL. Em entrevista, disse:

Quote1.png Porra, não gosto que fiquem me zuando. EU sou o humorista, eu que posso zuar. Agora esse papo de se passar por menina em chats é maior invenção. Daqui a pouco vão falar que a Dança do Siri foi copiada, que eu tenho uma empresa em Miami(...) A imprensa inventa coisa e depois acha ruim que a gente zoa eles de volta.(sic) Cquoteclear2.png
Emílio Surita sobre sobre ser visto se passar por ninfetas em chat do UOL.

Bola[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Marcos Chiesa

Bola na infância

Bola nasceu em um tradicional bairro paulistano, o Bexiga, bairro em que as pessoas falam com sotaque italiano (sotaque de tiozinho), conhecido popularmente por Fausto Silva que fala bordões carregados no sotaque como Cquote1.png PoRa meu! Cquote2.png. Bola ingressou na faculdade no intuito de pegar mulher, já que já tinha 28 anos e ainda era virgem, o que o pequeno Bola não sabia é que curso de Biologia só tem carranca mulheres desprovidas de beleza, o que o deixou magoado, sem saber como perder o selinho, Bola encara um Tchucheiro em google de uma pimbada rápida, indolor e barata! Chegando na casa da luz vermelha, Bola se depara com uma mulher chamada Marisley, com quem perdeu a virgindade, coincidentemente é a mesma balofa que faz sua namorada no Pânico!

Sem exercer a profissão, Bola resolve cursar Rádio and TV na mesma faculdade, onde havia mulheres menos feias, mas mesmo assim não catou ninguém[1]. Ao término do curso, Bola é convidado para estagiar na rádio Transamérica, que apesar do nome sugestivo, não sexo Bola, além disso com poucos meses de estágio, Bola foi demitido por dar em cima[2] das funcionárias, entre elas na época estava Tina Roma (radialista da voz chata) que o denunciou ao RH da rádio. Muito triste, Bola vai pra balada (na época, discoteca), beber e afogar suas magoas, lá as músicas eram horríveis, uma mistura de Dance com Samba Rock, bêbado e puto da vida, Bola vai reclamar e xingar o DJ.

Nascimento de bola

Apaixonado pelo DJ, que se tratava nada mais nada menos que Emilio Surita, Bola pede desculpas, mas achava aquelas músicas uma merda, então dá dicas ao Emílio Surita e é convidado pelo mesmo para trabalhar na rádio Panamericana. Chegando lá Bola conhece o dono da bagaça, Gay. Cabisbaixo, Frutinha lamenta a Bola que sua rádio estava a beira da falência, com DJs péssimos e radialistas inúteis, Bola sugere uma mudança radical na rádio a começar pelo nome de Panamericana (nome depois copiado pelo banco falido de Silvio Santos), para Jovem Pan um nome também sem graça e sem nexo, mas que deu efeito e popularizou a rádio que trocou o Dance pelo Pop Americano. Frutinha, animado, criou o Pânico (Jovem Pan), programa que não tinha objetivo nenhum, além de atender ouvintes. Com a audiência baixa, Bola resolve simplesmente xingar os ouvintes que ligavam, a ideia deu certo e até hoje eles fazem a mesma merda.

Obs: Quantos Bola's há nessa seção???

Poderoso Castiga[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Poderoso Castiga

Tio1.jpg

Poderoso Castiga é o maior pastor do Brasil, se comparado aos outros, e aquele que consegue tirar o demônio de qualquer coisa na base da porrada. Se apresentava na Turma do Marcelo Sem Dente, na Band. Com seu sotaque de gaúcho, consegue tirar o coisa ruim de qualquer objeto, de liquidificadores à máquinas de lavar, televisões, vibradores etc. Toda semana uma nova pessoa que é sempre a mesma, vai lá pra tentar resolver as desgraças na vida e o Poderoso Castiga sempre consegue resolver, após destruir o aparelho da pessoa, mesmo sofrendo uma dificuldade pra levantar a bunda do sofá, devido ao joelho da perna esquerda, que foi comprometido por causa da tourada. Durante uma competição que estava rolando, e, com uma larga vantagem de Guilherme Santana. Poderoso resolveu tirar sua carta da manga, um pograma em que ele pode entrevistar um bando de subcelebridades, e meter o pau nelas (não literalmente, ou não). E acabou fazendo sucesso, a ponto de virar modinha nas redes sociais, e virou um grande sucesso em 2014.

Autobiografia[editar]

Poderoso soltando uma bufa
Poderoso Castiga

Cquote1.png Eu sempre fui de família simples! Comia arroz, chuchu e ovo. Isso aí é simplicidade.
Eu tinha um banheiro na minha casa, que era uma casa mal-planejada...mas era mal-planejada pa caralho, de modo que o banheiro ficava na cozinha. Eu acho que a filha da puta da arquiteta esqueceu de fazer o banheiro, e depois quando a cozinha tava pronta ela disse: "não fiz o banheiro".
Eu tinha uns 7, 8 anos e falei assim: "como você não fez o banheiro?". Falava olhando pra cima porque ela era alta, gorda, gigante pa caralho. Ela quis me bater, daí eu peguei ela pelo braço, já dei aquela chave-de-braço, já dei uma cotovelada na cara dela, ela só não perdeu os dentes porque já não tinha.
eu mesmo fiz o banheiro já com 9 anos, eu tinha uma cachorrinha chamada enxofra (porque ela fedia pa caralho), levei pro pet shop, tinha que espremer o cu da cachorra pra sair o líquido preto. Porra, mas não saía o cheiro de bosta. Aí matei a cachorra. Furei o cu dela com uma baioneta. Minha avó matava as pessoas com baioneta na Rússia antiga.
Aí fiz o banheiro com uma janelinha pra cozinha. Você saía do banho com cheiro de carne, e a carne saía com cheiro de merda.
Porra, era legal pa caraalho.
Isso aí é simplicidade! Cquote2.png
Poderoso Castiga em declaração á Revista Veja

Cquote1.png Quando eu conheci minha mulher, minha mulher era puta. A gente brigava pa caralho. Aí eu xingava ela, ela me xingava, ela batia em mim, eu batia nela. Agora disput...cof, cof uuuuuurgh! Cquote2.png
Poderoso não pôde terminar sua declaração ao Canal do Boi devido á sua tuberculose

Cquote1.png Alegria pra mim é poder ouvir o CD do exalta...dâdâdâdâ alegria do dia...
É ver o joguinho do...que eu tenho do...carapicuíba, que eu gosto de ver.
É perceber que eu tirei o demônio de um caralho de gente.
Envenenar e bater em gente inocente na rua.
Eu pego os Coquetel Molotov, produzo, também produzo bombinha de estalinho. Eu tenho uma fábrica disso na Bahia!
Os Bréqui Bróqui sô eu. Eu fico jogando, porra parece Carnaval pra mim. E spray de pimenta, eu gosto pa caralho também. Tô viciado naquela porra. Eu que sô esses cara aí que quebra loja, sô eu. Mas num fala pra ninguém. Isso é que me dá uma puta alegria! Cquote2.png
Poderoso Castiga em declaração á Revista IstoÉ!

Repórter Vesgo[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Repórter Vesgo

Vesgo tirando uma catota do nariz

Repórter Vesgo ou Chiquinho Rodrigo Escapa é o repórter mais ousado que a televisão brasileira já teve e ainda tem na atualidade. Sendo até disputado por grandes corporações, como a Globo, SBT ou quem sabe a Edir Macedo SA na qual já pegou dois colegas. Bom, sem dúvida ele é um dos mais destemidos e arregões repórteres do globo terrestre, de sua própia emissora. Vesgo também é conhecido fora de nosso Brasil como The dude with wig pink, tradução: O truta com uma vabeleira rosada, já que em um de seus melhores momentos, ele foi para a Califórnia encontrar Britney Spears, mas isso é assunto para outra história. Após se sentir fracassado por não conseguir entrar em um programa humorístico, assumiu sua homossexualidade e passou a integrar um programa muito engraçado. Antes mesmo do Pânico estrear, Vesgo e Ceará (também conhecido como Silvio) eram uma dupla inseparável tanto no trabalho como na vida amorosa, faziam picaretagem e se amavam quando eram moleques, pois roubavam a cesta de brinquedos eróticos bofes da tia-avó do Vesgo e o marido da Tia de Silvio. Como namorados e colegas de trabalho, aí sim a coisa ficou preta, vesgo engravidou e eles ficaram transtornados com a noticia da gravidez repentina.

Foto do vesgo

Após vários experimentos, incluindo se travestir de cadela Priscila a Rainha do Deserto no programa infantil mais ridículo de todos os tempos, foi obrigado a viver por 9 anos vestido como uma galinha-preta. Adotado por um circo, trabalhou boa parte desse tempo fazendo malabares e como a galinha-bala. Após ver-se livre da maldição da galinha, com severas seqüelas em seus olhos e lesões cerebrais, foi chamado de novo para trabalhar como galinha-preta na Band onde fez o corvo do programa de Marcos Mion (porque acharam a galinha-preta um personagem muito gay). Desempregado após a demissão de Marcos Mion da Bandeirantes, foi chamado por Emílio Surita para integrar a equipe do Pânico sob a alcunha de Repórter Vesgo, depois que usou o LSD da radioatividade transmissora citada na introdução. Vesgo então começou fazendo parceria com Ceará, apenas para curtir festas, fazendo uma reportagem no estilo High Society à la Amaury Junior e Athayde Patreze. Com brincadeiras às vezes pesadas demais para o horário, que todo mundo assiste e ri, e depois comenta com a vizinho, ou com um colega na hora de pegar um café na máquina do seu trabalho, como se fossem brincadeiras sem graça, que deviam ser censuradas.

Carioca[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Márvio Lúcio

Carioca é coisa do demônio

Quando nasceu, Márvio Lúcio tinha problemas no zoio, que deixaram ele ser fã de coisas absurdamente chatas e odiar coisas absurdamente boas, Márvio sofreu um grave acidente que o deixou dois anos em coma, tal como acontece com a maioria dos cagões da atualidade, quando você entra em coma, você entende que só fez merda na vida. Mas o que acontecia com os que não fizeram merda alguma? Acontecia o inverso, claro.

Assim nascia Jô Suado, o apresentador do talk-show Jô Suado, aquele que os brasileiros "amam", também é o único que consegue imitar um certo velho gordo global de 70 anos de idade que por sorte ainda está no ar, pois perdeu a graça.
Cquote1.png Como é que ele conseguiu imitar o Jô? Isso é praticamente impossível Cquote2.png
Você sobre imitar o gordo ser dificil

O Humor se baseia em fazer trocadilhos com os nomes das sub-celebridades, tais como aparecer um Silvio Santos chorando em seu programa e ele chamá-lo de Silvio Prantos, ou aparecer um Lula com orelhas de burro[3] em seu programa e ele chamá-lo de Mula, entre outras coisas absurdamente sem graças. Basicamente podemos dizer que falar algumas besteiras e tentar matar o companheiro de cena é o humor de Márvio. Talvez ele pudesse achar um programa com mais dignidade, onde ele não precisasse arriscar tanto o couro dele. Mas, o que um ser humano não faz por dinheiro? Por causa do fato de Jô tê-lo ignorado, ele matou seu personagem Jô Suado e decidiu imitar aquele velho que odeia garis, e criar o Jornal do Boris, o telejornal mais bosta da televisão brasileira.

Christian Pior[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Christian Pior

Essa suvaca aí matou 40 moscas, 32 pássaros, 23 ratos, 11 garis, 2 cachorros e uma velha peidorreira

Cquote1.png Coraaaaagem! Ai, ovulei! Cquote2.png
Christian Pior depois de entrarem nele entrar no Pânico na Band

Christian Pior de Pelotas Frota (sobrenome de casado) é uma bicha rica. Com apenas quatro meses de idade, começou a jogar League of Legends, o mesmo já indicava que seguiria como uma fera o caminho de jornalista, devido a relação sexual obcecada com objetos como o microfone e pelo prazer que sentia ao espionar (le-se cubrir) um documentário jornalistico sobre seu vizinho Ricardinho. Na mesma época tornou-se o mais ilustre torcedor do São Paulo.
Após anus anos de negociação com Márvio Lúcio o mesmo conseguiu uma abertura (imensa por sinal) para brilhar como uma borboleta no caminho na fama... E somente após garantir que seus furos (de reportagem) ocorreriam semanalmente, o mesmo conseguiu enfim um emprego no programa dominical, após todo um estudo de seu perfil jornalistico foi verificado o cargo ideal que o mesmo ocuparia na atração: carregador de cabos. Porém, após anos de trabalho incessante o mesmo viu sua oportunidade de aparecer na telinha[4] em uma clausula de seu contrato, que previa que o mesmo teria um cargo de reporter com uma condição: Que um velório de um anão fosse televisionado em rede aberta.
Misteriosamente o anão do Pânico morreu no dia seguinte...
Depois de ficar famoso, Christian posou na G-Magazine, vendendo mais de 67254389 edições para viados. Formado em moda com ênfase em anatomia masculina na universidade de Pelotas em apenas 1 ânus inteiro atravessado (e como) por brilhantes pesquisas em diversas áreas como: ciência atrofísica, neurolinguistica e etc. Surgindo o apelido de sustenta...este que ostenta até hoje.

Guilherme Santana[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Guilherme Santana

Seria Gui irmão do Vesgo???
Boa noite...

Cquote1.png Eles judiam muito do Guilherme, Auau Cquote2.png
Cocada (Mãe do Gui) sobre tratamento dele no programa
Cquote1.png Uma bosta, boa noite! Cquote2.png
William Bonner sobre sua imitação por Guilherme Sacana Santana

Guilherme Santana é mais um pseudo-humorista que trabalha neste programa falido, servindo de saco de pancadas por Carioca e pelo César Polvilho Freddie Mercury Prateado Fernando Litre Poderoso Castiga[5]. Tudo começou quando sua mãe, uma prostituta de beira de estrada conheceu um alienígena míope pois só assim para ele olhar para a cara dela sem desmaiar ou ir a óbito de tanto susto. Aí nascia mais um (pseudo-)humorista no mundo! Ele já fez diversos personagens no pograma programa, mas que devido ao tamanho de sua imbecilidade não vale a pena serem mencionados. Guilherme Santana vive um tórrido romance com Poderoso Castiga, o que provocou ciúmes em seu antigo companheiro Tio Chico que fez uma macumba mas que não pegou pois quando os orixás olharam aquela cara de alienígena com autismo e doença de mongol correram de susto para o inferno.

Nicole Bahls[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Nicole Bahls

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
Miss Testosterona 2008

Nasceu em Smallville, que então fazia parte do estado de Clodovil Cordovil, território hoje pertencente à cidade do Rio de Janeiro. A maior parte de sua vida adulta foi passada na Casa da Luz Vermelha, perto da cidade de Sodoma, a nordeste do atual Acre, onde o Pará, a Bolívia e a Guiana Francesa se juntam. É filha do plebeu jogador de futebol, Edson Arantes do Nascimento, e de sua esposa, Maria da Graça Meneghel. Tem um irmão, chamado Buiú. Nicole cresceu em uma época em que os argentinos conquistaram a copa de 1970, e durante uma guerra que servia de campo de batalha entre os exércitos do Império Romano e da Áustria dos Habsburgo.

A área era também dividida por diferenças intelectuais. A família Balhs se juntou à nova onda de sadomasoquismo que fazia oposição ao catolicismo romano tradicional. Foi criada numa casa de sua família em Salvador. Quando criança, ela sofreu doenças repentinas, acompanhadas de intensos ataques epiléticos e comportamento bizarro. Em 1998, seu tio Netinho De Paula tornou-se príncipe do gueto e, mais tarde na mesma década, ascendeu ao trono do Carandiru. Foi um dos detentos mais competentes de sua época, embora seus planos para a unificação do PCC contra o Comando Vermelho tivessem fracassado em virtude dos esforços necessários para combater Marcola, o Terrível, que cobiçava seu território.

Nicole casou-se com o humorista(?) Tiririca, entretanto, a moça fez uma rigorosa série de exigências, como fazer sexo uma vez por semestre, uma pensão de Dinheiro mensais e 3 pernsonal treiners para cuidarem da sua saúde. O casamento acabou pouco tempo depois devido á crises do humorista quanto a possíveis pares de chifres que estavam sendo repetidamente colocados em sua cabeça. O filho do casal nasceu dois anos depois com uma pelagem cinza, focinho comprido, 4 patas, orelhas longas e possuía um forte sotaque carioca. Nicole saiu da casa do ex-marido após o início de uma longa batalha judicial pela custódia da criança. Tiririca ganhou a guarda do filho, mas ele foi posto na fila da adoção e pouco se sabe do seu fim.

Atualmente foi eleita senadora pelo PR (Putas Rodadas) no estado da Ananindeua, que fica localizado no leste do pequeno país chamado Pará. É uma política ativa, lutando pela causa de um futuro livre da energia nuclear e com absoluta liberdade sexual, incluindo o direito ao sexo nas prisões. Nicole é contra todas as formas de violência, incluindo a pena de morte e o uso de animais em testes científicos[6], é a favor da legalização das drogas, contra censura de qualquer tipo, a favor da educação sexual nas escolas e informação direta e objetiva no que diz respeito à SIDA. Ela propôs um imposto aos automóveis para reduzir os danos causados pelo fumo[7], criando um fundo para defesa da natureza.

O que ela faz no Pânico??? Mostrar o cu!

O Impostor[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: O Impostor

O Impostô

Antes se chamava Silveira. Ele e seu irmão gêmeo Silveirinha (não sei qual era um e qual era o outro) eram dois falidos que tiveram que mudar de estratégia para poder sobreviver tinham que invadir festas e locais públicos. Já conseguiu enganar muitos seguranças burros. Nasceu em uma família de agentes secretos, sendo seu pai James Bond e sua mãe Mona Simpson. Devido a ausência de seus pais, ele acabou sendo levado a um orfanato, onde conheceu Agostinho Carrara, que se tornou seu melhor amigo.

Com apenas cinco ânus de idade conseguiu, através da ajuda de Agostinho, convencer a diretoria do orfanato que já era maior de idade e que inclusive era pai de família. A partir daí não parou mais com seus golpes e armações. Em 21 de abril de 1990 estava passando em frente ao Maracanã quando viu uma multidão de gente e, mesmo sem saber do que se tratava, decidiu cortar totalmente a fila e entrar no camarote VIP somente para mostrar que era o fodão. Após adentrar no camarote acabou descobrindo que o cantor que faria o show seria Paul McCartney. Sem mostrar qualquer tipo de excitação, decidiu botar em prática as aulas de baixo que estava fazendo, subindo ao palco junto com Paul.

O impostor tentando se passar pelo papito

Após tocar e cantar durante uma hora ao lado deste grande ícone para mais de 184 mil pessoas, o Impostor saiu do palco sem dizer um simples adeus. Essa atitude criou um sentimento muito triste em Paul, que mais tarde, devido a este acontecimento, escreveu a música Another Day. Sabendo de toda a história, Emílio Surita , apresentador do programa de rádio Pânico, ficou intrigado e decidiu entrevistar esse mais novo famoso que esnobara o grande Paul. Após a entrevista, o impostor permaneceu ainda no programa durante cinco anos disfarçado de Bola, quando finalmente decidiu abrir o jogo e enfim ser contratado como Tucano Huck.

Amanda Ramalho[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Amanda Ramalho

Amanda, quando uma pessoa convidada mais estressada a fez engolir o microfone.

Amanda Ramalho é a filha do primeiro casamento de Emílio Surita, de uma união conjugal que não deu certo, o que fez a pobre Amanda crescer com alguns problemas mentais, mas nada tão grave quanto certos casos. A mãe e o padastro de Amanda tentaram contornar esses problemas como podiam, inclusive o progenitor tentou corrigir sua ausência depois, colocando-a no programa Pânico da Jovem Pan, mas ver tantas figuras estranhas agravaram seu problema, o que a faz descarregar toda a tensão sobre o couvevado que for ao programa, e é muito bom, primeiro porque alguns merecem mesmo, e segundo porque mesmo para os que não merecem, ao menos não fica só naquela pelação de saco, e é um desafio para o equilíbrio do entrevistado.

Amanda pegando um gay

Amanda não costuma usar palavrões, mas usa certos tipos de ofensas piores do que palavras de baixo calão, porém é direta e a pessoa já sabe o que a espera, diferente de alguns apresentadores que pagam o maior pau pro convidado e depois dão alfinetadas sutis e toscas, por vezes desnecessárias. Ela se recusou a participar do Pânico na TV porque nesse caso seria demais para seu pequeno probleminha bipolar... e esquizofrênico... e TDAH, etc, etc, etc. Além do queridinho do Pânico ser o rei da falsidade. Cursando faculdade de jornalismo, Amanda parece não ter sido pega pelo surto de fazer faculdade de jornalismo que se acometeu nos últimos anos, porque ela procura testar na prática o que aprende na faculdade de jornalismo: no virgulando e, dizem também em um programa da MTV.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...O suvaco de Amanda é marrom???

Amanda costuma não gostar de tanta falsidade, e por isso perde a paciência com pessoas que são bem mais lelé do que ela mas não admitem, ou de verdadeiras vadias, que querem ser santas, claro mesmo vadias merecem respeito[8], mas seria bom se assumissem sua porção galinácea, mal nenhum nisso, e por aí vai. Isso também remete a um preconceito que Amanda tem com produtos de nosso querido vizinho Paraguai, ora quanta falsidade. Depois de um tempo, Amanda finalmente aceitou participar do Pânico na TV, talvez porque estivesse esperando as espinhas se acalmarem, agora com sua carinha de querubim, mais lisinha, ela olha bem sutilmente para a cara dos abortados abordados e faz aquelas perguntinhas que ela costumava fazer na Joven Pan, num quadro de nome Trollando (acho que é isso, ou trollagem sei lá), mas, em geral os abortados abordados ficam menos raivosos do que nas provocações da rádio, pode ser que porque já aturam os fofoqueiros, tipo Nelson Rubens (Ok! Ok!) e ao menos as perguntas de Amandita são diferentes de para quem você está dando afinal... bom os fofoqueiros não dizem com essa palavras mas, é por aí. Em geral estão em um evento e já de cara cheia demais para ligar muito para perguntas provocativas e, são até bem receptivos... desde que ela ofereça mais goró... e só oferece mas, ela não costuma beber, até porque já chega os remédios.

Bolinha[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Marcelo Picon

Bolinha nos EUA

Marcelo, quando criança se mudou para São Paulo, pois seus pais queriam arrumar empregos melhores, porque no Estado Gaúcho o único trabalho que há é queimar a rosca. Quando frequentava a escola, Bolinha era constantemente zoado por não gostar muito de meninas, além de se interessar por Luta Greco-romana. Ele achava excitante ver dois homens se agarrando, feito minhocas no cio[9]. Mas as coisas foram piorando, Marcelo começou a trabalhar em uma oficina de marcenaria, o garoto passava o dia inteiro alisando o pau (prática muito comum no Rio Grande do Sul). Marcelo era constantemente jogado nas latas de lixo, soterrado de bolinhas de papel na sala de aula (provavelmente teria sido esse o motivo de seu apelido no Pânico), vítima constante do bullying e das bulinadas que recebia dos seus colegas, tornou-se um pitboy violento e revoltado que descontava sua raiva interior no primeiro que passava na sua frente. Marcelo estava em uma fila de agência de empregos, arrumando confusão porque o atendimento estava demorando muito, 1

30 minutos, segundo ele. Quando o carro do diretor-geral do Pânico, Allan Rapp, passou em frente ao local onde estava acontecendo um dos maiores xiliques que Bolinha já fez. Então Alan o chamou e pergunta se ele queria trabalhar no Pânico na TV, pois viu um grande idiota prodígio do humor.

Quando começou no programa, fez um quadro que mais combinava com sua personalidade, A Hora da Morte. No qual vestido de Bob Esponja com o nome ridículo de Bixiguinha, passava o tempo inteiro esculachando com as pessoas que passavam na rua, além de provocar vandalismos e danos ao patrimônio público. O programa retirou a atração do ar por conta dos 3508010918232381722 de processos que estava recebendo na Justiça. Mas, para compensar, o Pânico colocou um quadro mais idiota ainda genial que Bolinha fez: O Homem Tombo. Um cara que, em qualquer lugar, cai como merda de pombo. Como não tem criatividade para fazer piadas ou outras pessoas rirem, Bolinha resolveu apelar para o ridículo, se jogando no chão para ser (ou não) engraçado. O que de fato aconteceu, fazendo crianças com menos de 3 anos de idade e deficientes mentais rirem.

Bolinha

Depois desse fracasso, a produção do Pânico resolveu colocá-lo em um quadro onde ele mais se encaixaria: Como motorista do Bola no falido quadro Bola Visita, não tendo qualquer participação ativa no quadro, apenas dirigindo o carro, sem falar nenhuma palavra, isso foi o que gerou muito sucesso no Bola Visita. Por esse incrível mérito, se tornou diretor de externas do Pânico, comandando parte dos quadros do programa, com toda a sua competência e sagacidade, o que explica a acentuada queda de audiência do programa. Também apresenta alguns quadros ao lado de Bola (afinal toda bola gosta de ser chutada[10]), mostrando carisma e desenvoltura, dizendo de forma simples que as panicats são burras e que até um jumento poderia fazer coisas mais inteligentes do que elas, por elas serem mulheres (algo que Bolinha detesta). Além de uma saudável relação de amizade com Rodrigo Scarpa (o Repórter Vesgo) fazendo piadas chamando-o de otário (repetidas vezes para ter graça[11]) e de que quebraria a cara dele.

Sílvio Santos[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Sílvio Santos

AAAAAIIIII

Cquote1.png Prêmio CONTRIGO de Televisão Cquote2.png
Cquote1.png Wagner Montes lá, lá lá lá lá lá, lá lá lá lá lá lá lá lá, lá lá lá Cquote2.png
Cquote1.png Tchau, pessoal Cquote2.png

Faz reportagens escrotas divertidas com o Repórter Vesgo e sai por aí com uma peruca, uma dentadura com os dentes do Ronaldinho e aquele terno com aquele microfone no pescoço, claramente copiado por Senor Abravanel, que roubou o nome e a emissora, que antigamente se chamava SBTeta. Silvio ficou deprimido e como ele ficou pobre, nenhuma emissora quis ficar com ele, a não ser a número um no mundo dos pobres, a RedeTV!. Ali fundou o programa Pânico na TV, pra dar mais IBOPE, Silvio se passa por Marília Gabriela (com o nome de Gabi Herpes, por causa da herpes na boca), Canuto (quem???) (com o nome de Canudo, porque só toma no canudinho), Padre Quevedo (com o nome de Padre Quemedo, porque tem medo de tudo), Dercy Gonçalves (PORRA, CARALHO, SEU PUTO DA BUCETA ESPREMIDA), Maria Betânia (aquela coisa chata), Ronaldo Fenômeno (com o nome de Gornaldo, nem preciso explicar o porque do nome) e nosso amigo Clô.

Oi

Silvio nasceu na puta que pariu, aos 10 anos foi abandonado e deixado dentro de um banheiro. Com ódio, resolveu se vingar dos dois, transformou papai em mamãe e mamãe em papai. Para sobreviver, resolveu vender drogas. Cheirou tanto crack que ficou dentuço da quele jeito. Aos 14 anos foi encontrado pela equipe do Jackass. Graças ao dentão foi considerado o mais bizarro e, dali surgiu uma grande oportunidade pra ele, criando a pérola Isto é incrivel. Silvim ficava imitando cantores internacionais no palco do São Paulo Fashion Week. Aos dezoito encontrou o prédio vazio da TV Excelsior, cheio de bosta e tudo mais, era uma emissora de televisão completa sem ninguém, que ele transformou no SBT (SaBosTa) e seus primeiros empregados eram seus amigos de escola, Bofe e Bichinha, que depois pegaram tudo quanto é mendigo que achavam na rua e botavam pra trabalhar no SBT.

Arregões Ex-idiotasIntegrantes[editar]

Olhaaaa
見えるるるるるる[12]
Como um mendigo pode estar usando smoking???
Charles Henriquepédia
  • Mulher Samambaia - Acredita-se que a Mulher Samambaia é uma mutante do Professor Xavier. Quando nasceu, ela já possuía o peito siliconado, sem contar a sua bunda gigantesca. Seu pai, um dos integrantes dos trapalhões ficou muito preocupado com isso e deixou a pequena Daniele Souza aos cuidados dos X-Men. Após várias brigas com Vampira e Jean Gray, Samambaia se revelou uma vagabunda de marca maior chegando deixar o ciclope cego, devido a uma porrada que ele levou dos seios dela. Sem contar que ela deixava os adolescentes Noturno e Homem de Gelo, excitados quando ela colocava fio dental e exibia seu porte. Por causa dessa série de brigas entre os membros da equipe, Xavier se viu obrigado a banir de vez a pobre gostosa do lar dos X-Men. Eis o motivo porque Wolverine é tão revoltado com a vida. Ele perdeu sua vadia preferida.
  • Gluglu - Cansado de dar de tudo para a turma, foi contratado para participar do campeonato de piadas sem graças e velhas (como esse risco) de Tom Cavalcante. Funcionário revoltado do SBT, trabalhava como flanelinha nos estacionamentos do Sistema Brasileiro de Televisão com sua aparência de nerd até o dia que Sílvio percebeu seu potencial, após ver alguns truques com baralho e ter feito um strip-tease para o Homem do Baú.
  • Gluglu Japonês - Revoltados com a ida do verdadeiro Gluglu para a Record, eles resolveram discutir qual seriam os motivos do abandono e levantaram a hipótese do antigo Gluglu não estar mais aguentando toda a violência do programa, quando na verdade a grana falou muito mais alto! Foi aí que eles resolveram criar um novo Gluglu, dessa vez um Gluglu Japonês, pois todos sabem que os japoneses são os mestres nesses programas bizarros de pura violência e sangue, mas esse era frouxo e tímido. Foram abertas as inscrições para um novo e depois de diversos pseudo-atores sem graça com um Pintinhos Amarelinhos na mão, contrataram o garçom do Jô Suado, pois se era para por alguém sem graça, que fosse sem graça de verdade.
  • Mendigo - Achando que ganhava pouco para não fazer nada, abandonou o programa para atuar nas dramatizações do programa Grita que eu sou surdo da Rede Record. Em sua primeira aparição, mostrou qual a mandinga que fez para pegar Sabrina Sato. Ficou rico fazendo sabrina transar com cada homem, com cada um deles pagando um milhão, no que deu certo, mas Sabrina pegou tudo pra ela, e jumenta do jeito que é, perdeu tudo. Conheceu e trabalhou em Cubatão com Emílio Surita por 15 meses limpando chaminés das fábricas de produtos petroquímicos. Fugiu de casa aos seis anos de idade, após uma série de estupros violentos, seguidos de refogamento em água quente com cebolas e carne e tentativas de ser jogado pela janela...
  • Charles Henriquepédia - Esse negão ficou inteligente de tanto tomar chá de funcho quando era pequeno. Seu pai, Kid Bengala, encomendava a erva direto da Colômbia e preparava o bagulho em casa mesmo. Charles não gostava, mas Kid enfiava na goela dele à força. Esse bagulho proporciona à pessoa que o bebe muita inteligência e facilidade de aprendizagem. Graças a esse chá, Charles trabalhou num dos piores programas de TV, o Pânico. Se não fosse por isso, Charles estaria hoje morando de baixo do viaduto e catando latinha em festa de casamento.
  • Mamá Maluf - Filha de Paulo Maluf, amante de Luciano Huck e mulher do Impostor. Fazia bostaninhuma no pograma, aparecendo apenas quando era para trollar o impostô ou quando todas as esposas dos integrantes apareciam juntas para gravar o Sexy Soccermoms serem humilhadas e botarem seus maridos pra dormirem com os cachorros. Saiu pra dar pro Rodrigo Faro pra fazer sabe Deus o quê!
  • Makelelê Prateado - Makulelê Prateado, a versão inchada do Freddy Mercury Prateado, inchou tanto que caiu o bigode e os cabelêdahora. Virou travesti e gravou uma empregada gorda sem graça em Avenida Barril Fonda-se, e depois saiu pra dar pro Seu Figueirinha.
  • Pedrinho Anão - Anão de Jardim, seu objetivo era ser humilhado na frente das mulheres gostosas. Sempre contracenava com um entrevistador mais alto, sendo uma clara cópia de ET & Rodolfo. Alguns dizem que ele ainda permanece no programa, porém não se vê mais o anãozinho, a perícia alega que Pedrinho sumiu entre os ácaros.
  • Rodrigo Arruda - Lázaro Ramos da Vida Real, uma versão inchada[13] do verdadeiro Lázaro. Sumiu, mas ninguém notou a sua ausência, afinal quem é esse cara???
  • Sabrina Sato - Conhecida por suas participações nos programas Big Brother Brasil e Pânico na TV. Antes mesmo de participar do BBB3, tinha sido dançarina do Domingão do Faustão (2000-2001) e interpretado uma prostituta em Porto dos Milagres (2001). Nascida com o nome Sthella Shiranui, mudou-se para o Brasil para participar de um reality show fuleiro. Neste reality show ela conheceu a fama, que foi embora rapidamente. Desempregada e desfamada, Sabrina conseguiu emprego no Pânico. Neste programa, Sabrina trabalhava como assistente sem cérebro com bunda e peito que acena para o público. O QI de Sabrina é altíssimo. Os cientistas calcularam e chegaram a conclusão de que o QI de Sabrina é quase 20 vezes maior do que o QI de um tijolo. Apesar do nome, Sabrina não tem nenhum parentesco com o barbeiro Takuma Sato.
  • Vovó da Fiel - A Vovó tem um Twitter que passa no programa. não se sabe quem é ela, mas se sabe que ela criou o twitter para bater um papo online com cada ser que faz uma pergunta á ela. A vovó ganha sua vida no twitter. Ou seja, é um típico computeiro que se isola no computador, a vovó devia se aposentar no trabalho. Pelo menos a vovó tem o bom senso para aguentar as palhaçadas que os usuários perguntam pra ela. A Vovó saiu do pograma pra xingar muito em seu twitter.
  • Fábio Rabinho - Acredite se quiser, mas muitos conhecem este trouxa. Fábio Rabin faz stand-up, o que mostra o quão engraçado é este ser. Ficou dois anos no pograma, contando piadas que eram menos engraçadas que as do Ié-Ié (sério), mas saiu porquê não aguentou a pressão de ver tanta gente (duas moscas[14], duas velhinhas[15] e um cachorro[16]) rindo das suas piadas, decidiu ir pra um lugar onde menos pessoas rissem: o hospício.
  • Dani Calabresa - não se deixem levar por este nome, Dani Calabresa não é uma gostosa tesuda. Um dia um produtor da RedeTV! viu Dani fazendo piadas em um restaurante serve-serve self-service no Capão Redondo e resolveu chamá-la para participar do Pânico, como humorista secundária. O salário de Dani era de 50 reais cada aparição + Pastel com caldo de cana no final das gravações. No programa, Calabresa pegava no cassete para imitar o Capitão Nascimento fazendo o quadro Tropa de Celulite. Geralmente ela fazia o quadro Dô num Dô ao lado de Christian Pior. Esse quadro era geralmente feito na praia e Dani, em vez de ir de biquíni, ia de vestido pois tinha vergonha de mostrar sua bunda branca e magra. Além de temer ser chamada de colchonete ou tábua de passar roupa. Por ser totalmente sem graça, não ser gostosa e estar fora do Padrão Pânico de bunda gigante, Dani foi demitida, fora as confusões que arrumou com a burralda da Sabrina Sato. Hoje a função de humorista secundária é feita por Amanda Ramalho, porém ela é muito mais gostosa que a humorista caipira, segundo enquetes realizadas pelo IBGE, Orkut e Facebook.
  • Japa - Japas são pessoas que moram no Japão. Acertei Fessora?
  • Traficante Gay - Um Traficante...que é Gay, mas se você reparar bem...todos os traficantes são gays, visto que, quando são presos, um come o outro na cela, enquanto as traficantes mulheres ficam no DJ.
  • Lucas - Quem diabos é este ser???
  • O Fã - O Fã é aquele que é de alguém, certei de novo?
  • Marisley - A baleia que namora o Bola.

Quadros[editar]

Poderoso[editar]

Cquote1.png Que bosta! Cquote2.png
Poderoso Castiga sobre seu próprio programa

Tua vó rindo do Poderoso

Nada apelativo aos padrões familiares, o programa comandado por Tio1.jpg Poderoso Castiga, o pastor pilão boca sujam e sem vergonham. Foi criado com o objetivo de ser uma mistura do Zorra Total com o Programa do Jô. Mas isto foi descartado, já que o programa do Jô por si só já é uma versão talk-show do Zorra Total. Poderoso só consegue fazer piadas tão engraçadas quanto as de Sérgio Mallandro. Apesar de todos os poréns, Poderoso é o maior sucesso do Pânico na Band. Isso é facilmente explicável. Poderoso não tem um horário fixo, aliás nenhum quadro do Pânico tem. Considerando que 90% das pessoas que assistem o quadro não gostam do restante do programa, se torna clara a hipótese de que todos assistem o programa todo esperando apenas o Poderoso começar. Como são pobres e não tem nada pra fazer enquanto espera, eles ficam vidrados no programa, fazendo a radioatividade entrar em vigor e foder com o cérebro do télespéqui. Aí, quando o quadro do Poderoso começa, o cérebro do ser já está fodido. Fazendo com que o mesmo goste do quadro.

A verdade é que Poderoso não sabe entrevistar, em meio á esta situação, Poderoso resolve xingar e humilhar o entrevistado. A reação do mesmo pode variar em três:

Poderoso mandando um recadin pra você renomado telespéqui

A reação de Poderoso é a mesma nas três ocasiões, devido á sua preguiça pra inventar algo engraçado e a percepção de que todos irão rir da mesma bosta todos os domingos:

  • Xingar ainda mais o entrevistado, apenas levando um pouquinho mais a sério caso seja a segunda ocasião, o que fica ainda mais chato do que nas outras duas.

Quote1.png Muito obrigado por assistir o quadro seus filhos da puta. Que se foda. Eu não ganho porra nenhuma pra fazer isso aqui mermo. Mas dá audiência pra caralho e é isso que importa. E vai todo mundo tomar no cu Cquoteclear2.png
Poderoso Castiga, agradecendo a audiência no final de seu programa.

Segundo previsões feitas por Mãe Dinah, antes de morrer[17]. Na próxima semana (a próxima, independente de quando você estiver lendo isto), Poderoso irá aparecer com seu bigode raspado dos lados, consertará sua barba mal-feita, alisará seu cabelo e criará uma franja, removerá seus óculos e irá aparecer vestido de militar. Ainda não se sabe o porquê.

Trolla Tudo por Dinheiro[editar]

Silvio Santos morrendo de rir de sua sátira feita pelo Pânico

Cquote1.png Maoeeeee Cquote2.png
Silvio Santos sobre Trolla Tudo Por Dinheiro

Dá um sorrisaê, Silvio

Mah ôe, é a voltam do Topa Tudo Por Dinheiroum. Nesse quadrom, Silvio Santos realizam[18] diversos desafios ao melhor estilom Jackass com as colegas de trabalhom. As colegas de trabalhom são todas velhas carcomidams banguelas e surdams que já estão na seca há mais de 40 ânus e vão ao programam ver se conseguem tascar um beijom no Homem do Baú. As velhams são todas trolladas (daí o nome do quadrom) e se decepcionam[19], acabando por infartarem naquela mesma semanam. E este é o motivom pelo qual toda semanam eles trocas as velhas. Fora istom, a véiam tem a chancem de ganhar cinquentam pilam. Basta que uma velham integrante do própriom Pânicom coma sua dentaduram. Rárárírí, é engraçadom ou não é, auditóriom???. Além desta bostam, ainda temos Patrícia Abravanel falando bostam sobre a Jequiti, que sempre perde nas vendas para os Produtos Ivonem porque a Patrícia não sabe fazer merchan. Ráráiiii, que bostam. Infelizmentem não há as câmerams escondidams e nem as pegadinhams no quadrom, porque o Ivo Holandam achou que o patrão pagou poucom e preferiu ficar no SBT mesmom. Mas o quadrom consegue uma certa audiênciam pois os demais quadros são uma bostam maior aindam.

Obs: Leia esta seção com a voz do Silvio que fica muito mais engraçadom

Jornal dos Dois Echás[editar]

Kimi Raikonnen morrendo de rir assistindo o Jornal dos Dois Echás
Bom Echá
Mau Echá

É uma bosta de um plágio do Jornal da Band, um jornal que ninguém assiste, pois estão todos assistindo a novela da Globo ou o filme da FOX. Nada mais é do que uma versão mais bosta do extinto Jornal do Boris, com a diferença de que não tem aquele bando de comentaristas, apenas um: Raquel Sheheradaça, que sofre de esquizofrenia e, como todos os personagens de Edu, só sabe gritar e babar. Além de haver algumas reportagens externas de Angola Maria, que é nada mais nada menos que o quadro Vesgo e Silvio mais curto e, ao invés de invadir festas, invade zoológicos, shoppings e coisas do tipo. Seus apresentadores são:

  • Bom Echá - Reserva moral de Cid Moreira e clone visual de Sr. Burns, Lula Molusco e Dráuzio Varela, Bom Echá é um ícone do jornalismo brazuca. Chega atrasado no trabalho, dá ataques epilépticos de riso ao vivo. Passa a cabeça em cima de marginal fanfarrão no ar, zoa a Yes Teen, fica se debruçando na mesa ao vivo para todo o Brasil, desafia tudo e todos, gosta de passear nos finais de semana em Ipanema com o seu sungão vermelho comunista e, tal como Raquel, baba ao vivo.
  • Mau Echá - Reserva moral de Boris Casoy e clone visual de José Serra, Padre Quevedo e Marcelo Tas, Mau Echá é um ícone do jornalismo brazuca. Chega atrasado no trabalho, dá ataques epilépticos de riso ao vivo. Passa a cabeça em cima de marginal fanfarrão no ar, zoa a Yes Teen, fica se debruçando na mesa ao vivo para todo o Brasil, desafia tudo e todos, gosta de passear nos finais de semana em Ipanema com o seu sungão vermelho comunista e, tal como Raquel, baba ao vivo.
  • Raquel Sheheradaça - Possui esse nome bosta porque cheirava muita cola na USP. E, como toda esquerdista uspiana, vivia com a buceta de fora, de onde saíam muitos pós brancos oriundos de uma infecção braba. Os baitolas uspianos cheiravam (com o maior nojo[20]) pensando ser cocaína, daí vem o Sheheradaça. Eduardo Sterblitch viva porque vivia na USP porque curte uma marolinha, decidiu contratar Raquel para comentar no jornal. Onde ela, chapada, bêbada e babada, comenta babando e gritando, as notícias dos Dois Echás.
  • Angola Maria - A lendária apresentadora do programa de mensagens subliminares dominical Fantástico. Ela é famosa por nunca ter revelado sua verdadeira idade, mistério que até hoje intriga os arqueólogos e especialistas em envelhecimento humano. Segundo uma análise de uma amostra de um fóssil, cientistas confirmam que Angola Maria pode ter sido contemporânea dos dinossauros. O caso já foi mostrado pelo Globo Rural, com ambientação gráfica. O episódio foi notificado às autoridades do Vaticano e está sendo investigado se há algum indício sobrenatural.

O curioso é que, Rachel Sheherazade e Ricardo Boechat são inimiguxos, devido ao fato de Boechat ser viado e não curtir loirinhas gostosas Rachel ter chamado Boechat de broxa ao vivo em seu jornal. Inspirada em Olavo de Carvalho, que vive fazendo piadas em seu tr00 Outspeak, e Ronald Reagan, que vivia fazendo piadas em seus discursos. E, combinemos, ser chamado de impotente por uma gostosa daquelas é de cair o cu da bunda. Sendo Rachel e Boechat inimiguxos, não faz sentido colocá-los em um mesmo jornal. Ou será que faz??? Seria outra tentativa do Pânico de plágio quadros do Domingo Legal e do Caldeirão do Huck onde há reencontros e pazes??? Sei lá.

Cinturão do Humor[editar]

Carlos Alberto de Nóbrega morrendo de rir assistindo A Praça é Grossa
Um macaco vestido de James Bond, a coisa mais engraçada que o Pânico já fez

Uma competição bosta entre Guilherme Santana e o casal Poderoso Castiga e Márvio Lúcio. Por algum motivo tosco e estúpido, os três haviam brigado e, se tratando do Pânico, isto não ficou resolvido entre eles. O público todo tinha obrigação de ficar sabendo da história e acompanhá-la como se fosse algo incrível e imperdível, como a morte de Isabella Nardoni e a morte de Obama Osama Bin Laden. O pior é que o povo Facebook e fica torcendo emocionado, como se fosse novela. Esta bosta consistia de uma competição de qual era o pior quadro criado por cada um. O povão escolhia no Twitter qual era o pior, e o quadro que ganhasse seria fixo, o vencedor foi o Poderoso. Vários quadros foram criados, cada um detalhado a seguir:

  • Pânico na Bunda - Tem algo mais sem graça do que um programa fazer sátiras a ele mesmo??? Segundo o povão sim, tanto que este quadro venceu diversos quadros do casal gay Poderoso e Carioca. Santana fez o quadro sozim, interpretando Repórter Vesgo, Silvio Santos, Sabrina Sato, Emílio Surita, Panicats, Charles Henriquepédia, Mendigo, Gluglu, Gluglu Japonês, Poderoso Castiga, Freddy Mercury Prateado, Amaury Dumbo, Bola, Christian Pior, Impostor, etc. etc.
  • A Praça é Grossa - Quando um programa 100% sem graça resolve zuar outro programa 100% sem graça, vira semgracisse em dose dupla. Se tratava de Carlos Alberto de Nóbrega recebendo Vera Verão, Poderoso Castiga, Raul Zil, Velha Surda, Tititica e Marcelo Sem Dente, plágio do Dapena da verdadeira praça. Acredite, ficou mais sem graça que o original.
  • Fodástico - Plágio do Fantástico. Foi justamente nesse quadro onde Poderoso e Carioca se mostraram mais sem graças que Guilherme. Sério, assista o quadro pra você ver. As sátiras aos nomes dos apresentadores são uma bosta, a sátira a Drauzio Varella (porra, se tratando desse careca burro, zoar ele tinha que esboçar sorrisos, mas nem isso) coçando a própria bunda igual a um cachorro foi uma bosta, os ataques a Guilherme Santana foi uma bosta, a entrevista com o Poderoso Castiga foi uma bosta e, a cena dramática de Carol Dias (é assim que ela chama?) com Poderoso Castiga foi a pior bosta do quadro.
  • Jô Suado - Se lembra? Daquele da RedeTV!. não tem absolutamente graça nenhuma. Já que simplesmente aparecem algumas subcelebridades interpretadas pelos próprios integrantes. A sátira não é nem a elas e nem á personalidade delas, mas ao nome delas. Alguém ri? Pior que sim...
  • É Nóis, Cumpadi! - Sem comentários...
  • MTGui - Paródias de vários programas da MTV. Se tratando da MTV, coisa boa não podia sair.
  • Zaca Show - Sem comentários novamente.
  • Poderoso - Ver Poderoso

Finalmente a novela acabou, a duplinha escrota ganhou. O resultado? Bosta!

Ixxxkenta![editar]

Merda.gif

É uma merda de quadro feito pra alegrar as noites de domingo (como se fosse possível) dos pé-rapados, conhecido por levar músicas muito boas para a família brasileira, sempre convidando ótimos cantores como Péricles, MC Koringa e Merdas na Cabeça em geral. Apresentado por ninguém menos que...Regina Ralé, sim, aquele dragão está de volta agora apresentando programa de pobre novamente. Já que o programa é pra agradar pobretão, Ixxxkenta! é um nome perfeito, já que é um calor do caralho na favela onde eles moram, e aquela pobraiada toda tá com o quente de tanto dançar funk na noite anterior, não se cansam de tirar o pé do chão e fazer escândalo. Talvez isso faça eles esquecerem que tem conta de luz atrasada de 14 meses e se distraírem tirando o sossego dos outros.

História[editar]

Foda-se.jpg
Típica cena do A Hora da Morte

Cansado de apanhar na escola por ser feio pra caralho, Emilio Surita decidiu preparar uma vingança contra os que batiam nele, montou um susto contra eles, mas ninguém se assustou, não teve nenhum Pânico[21]. Pior: todos zuaram ainda mais com a cara dele. Alguns anos depois todos cresceram, e arrependidos da merda que fizeram, os caras que batiam em Emílio Surita decidiram se unir a ele, e lançaram um programa na rádio chamado Pânico. Os integrantes eram nada mais nada menos que os próprios idiotas que batiam nele, Sílvio Santos (Pânico na TV), Repórter Vesgo, Bola, Christian Pior (que na época era macho), Gluglu, Mendigo, Xupla, César Polvilho e Márvio Lúcio, e logo depois chegaram os dois que apanhavam de Emilio, Marcelo Bolinha ou simplesmente Bolete, e Marcelo Harada, mais conhecido por Arex e - ou Gluglu Japonês. Por duas horas falavam merda na radio Jovem Pan, até que chegou uma emissora querendo contratá-los, o que não nos surpreende, já que a tal emissora era a RedeTV!.O programa estreou mixado, com baixa audiência e com baixos níveis de radiação.

2003-2006[editar]

A grande inspiração do pograma

O primeiro bosta de quadro foi A Hora da Morte. Quadro onde o Pânico (que coisa, o Pânico) e seus clones saíam pela rua dando susto em todo mundo .Ninguém levava susto, apenas os cagões peidorreiros que, chegavam a pular no Tietê. Com isto, o nível de radioatividade subiu e todo mundo dava o cu gargalhadas. Além de cenas extras de degolamento de criancinhas, de australianas a judias, bolivianas a esquimós. Fazendo sucesso entre fãs de gore. Só que um dia, o Pânico andava correndo pelado pela rua (foi nesta ocasião que descobriram que o personagem é japonês) quando foi atropelado por um boi bandido. Sua verruga Seu pênis foi feito em pedacinhos e o quadro acabou. O Pânico resolveu substituir pela putaria geral, criando o quadro Lingeries em Perigo, que nada mais era do que o RedTube televisivo para os pobres que não tem acesso á internet. Também era o Sexy Hot para os pobres que não tem TV á cabo. No quadro, Sabrina e mais 4 gostosas eram filmadas de lingeries em situações inusitadas, como dentro de um complexo penitenciário ou durante uma blitz na favela. Era um prato cheio para os onanistas de plantão. Mas acabou devido á um processo de Luiz Inácio, que achou que era uva má inƒluenƒƒia para as crianƒƒa, comƒƒanhêro.

Tua mãe assistindo o Pânico
Uma Panicat com o óbvio sorriso falso

Cquote1.png E beber cachaça ao vivo não é má influência, presidente? Cquote2.png
Brasileiro fã do Pânico
Cquote1.png Clavo que não, comƒƒanhêro Cquote2.png
Lula

Entrou no ar então o Sandálias da Humildade, sim, aquela bosta da qual já estavam todos de saco cheio. Esta consistia de um prêmio para aqueles que "não foram educados" com os repórteres (que nunca são educados com ninguém). Ora consistia de celebridades importantes (Clodovil, Jô Soares), ora consistia de subcelebridades (Luana Piovani, Daniela Cicarelli[22]). Inclusive a bosta do Maradona, que ia calçar as sandálias, mas teve overdose na hora e....não deu. Isto foi fraco, e o quadro acabou. Após isto, Silvio Santos e Repórter Vesgo optaram por invadir festas toscas de subcelebridades que só aparecem na Capricho (ou nem isso) e entrevistá-los para fazer perguntas como:

Cquote1.png Ráráriri, mah mah vamo no par ou ímpar ver quem é come mais mulher Cquote2.png
Silvio Santos
Cquote1.png Certo! Cquote2.png
Otário Entrevistado
Cquote1.png PAR! Cquote2.png
Silvio Santos
Cquote1.png IMPAR Cquote2.png
Otário Entrevistado
Cquote1.png Pega no meu e limpa Cquote2.png
Silvio Santos

A consequência do Pedala, Robinho, a principal marca do pograma na história

Embora só o Vesgo risse, todos assistiam esta porcaria. E assistiam justamente por causa desses trocadilhos SilvioSantônicos, pois todos pediam pela retirada de Vesgo do quadro, sob a desculpa dele ser MUITO CHATOOOOOOOO. não deixa de ser verdade mas, se for assim, todos os integrantes terão que sair. Daí é melhor encerrar o programa logo de uma vez. Mas não! Por pura tentativa de sensacionalismo, os dois foram até Los Angeles encontrar um clone de Silvio Santos sem gengivite e com calvície. O objetivo? Sei lá, mil coisas...
Depois disto, todo o elenco participou do Qual É a Música?, onde, por incrível que pareça, Sabrina Sato e Mulher Samambaia ganharam cantando Parabéns pra Você. Óbvio que teve mutreta, mas isto foi ignorado. O motivo? Sei lá, mil coisas...
Este quadro gerou uma ira por parte de certos brasileiros babacas ao mostrar Pelé levando um carrinho de um Argentino, o que levou á Argentina a golear o Brasil. O Brasil cagou para as cicatrizes, fraturas e o caralho sofridos por Edson Arantes e se preocupou na reputação manchada do Brasil (do Brasil, não da Seleção Brasileira), como se, de fato, uma imagem mostrada pelo Pânico na TV tivesse alguma credibilidade. O porquê? Sei lá, mil coisas....

Dança do siri ensinada por Pai Mei no Japão Feudal.

Inspirados no Programa do Ratinho, que sempre bota uma música e uma dança maluca no meio do Teste de DNA[23], o Pânico decidiu criar a Dança do Siri, a mais revolucionária arma pseudo-humorística de extermínio pacífico já criada pelos pobres com o intuito de destruir, desmaterializar, desmolecularizar, aniquilar, bombardear, minar, derrubar, queimar, fritar e mastigar os pedacinhos do cérebro dos jovens.
Há algumas hipóteses acerca de sua verdadeira origem. Nenhum dos possíveis autores patentearam a tal invenção, mas alguns dizem que foi criada pelo Dr. Zoidberg com o nome original de "Dança da Desculpa". Outros dizem que foi criada pelo Sr. Siri Queijo. Já outros dizem que foi criada pela Lagosta. Alguns outros dizem que foi criada pelo Caranguejo da Brahma. E outros alegam que foi criada pelo MC Créu (mas essa é extremamente improvável...).

Batman prova que a Dança do Siri é coisa de macho!

O certo é que surgiu desde o primeiro momento como uma maneira de poluir a mente população mundial, servindo unicamente como método de imbecilização coletiva das massas. Isto deu certo, visto que cerca de 30 cenas de telejornais filmadas ao vivo em diversos locais do Brasil mostraram brasileiros com o cérebro derretido: a Dança do Siri. O objetivo desta histeria coletiva foi forçar o narrador de futebol, comentarista e jurado de desfiles de moda mais popular do país, Galvão Bueno, à dançar a Dança do Siri em rede nacional, o objetivo??? Adivinha!

Além deste, foi criado o Dia de Tristeza. Onde Mano Quietinho e Mendigo pegam uma garota no limite da pobreza, mostram pra ela tudo de melhor que há na vida, e no final do dia executavam a pobre coitada. O quadro acabou quando Mano Quietinho e Mendigo já zarparam para a Rede Record em busca de novos horizontes.

2007-2010[editar]

Sandy, ex-integrante do programa, mostrando porque é possível ter prazer anal

Em 2007 estreou o Vô, num Vô, onde repórteres por um dia são colocados junto com o Mendigo em uma praia deserta com 14 mulheres: 5 com AIDS, 6 sem AIDS e 3 com uma doença sexualmente transmissível bem leve, tipo gonorréia ou sífilis. Os participantes têm que escolher dizendo: Quote1.pngVô!Quote2.png para as sem AIDS, Quote1.pngNum Vô!Quote2.png, para as com AIDS e Quote1.pngCamarão!Quote2.png para as com doenças sexualmente transmissíveis bem leves. Quote1.pngCamarão!Quote2.png significa Quote1.pngSe eu botar uma máscara (camisinha) na cabeça, eu Vô!Quote2.png. Depois disso os participantes são obrigados a ter relações sexuais com as mulheres que ele falaram Quote1.pngVô!Quote2.png ou Quote1.pngCamarão!Quote2.png. Poderão também botar a máscara na cabeça - ou a camisinha no pinto - se quiserem para as que eles falaram Quote1.pngCamarão!Quote2.png.

Devido á processos de Jean Wyllys e Luiz Mott, o programa lançou sua versão homossexual, o Dô, num Dô. Versão boiola homossexual do Quote1.pngVô!/Num Vô!Quote2.png, também conhecida como o que levou o Mendigo e o Gluglu a chutar o balde, os integrantes se acharem zoados na própria zoeira, pois levaram a ideia do quadro para a Europa e além. E o recém integrado Christian Pior também. Para os gayzistas não encherem o saco, o Quote1.pngCamarão!Quote2.png foi eliminado do quadro. Sendo 6 homens sem AIDS e 6 homens com AIDS.

O pessoal não curtiu a viadagem e o quadro foi substituído pelo chamado Meda. Onde o gay Christian Pior e o odiado renomado estilista[24] Ronaldo Ésper aproveitam para falar mal de pobre. Devido á sua aliança com o PT, Ronaldo Ésper rouba ao vivo diversos objetos dos bailes gays aonde vai. Um dia, Ronald Sper revela que os seus atos provém da aliança com o Partido dos Trabalhadores e não de uma suposta cleptomania. Com isto, José Genoíno processa o programa, que tira o quadro do ar, que foi substituído por Baixas Horas, apresentado pelo renomado apresentador Serginho Gosma, uma aberração da natureza. No quadro, Xupla é desafiado pelo apresentador á sarrar no grau todos os tribufus que encontrar. O quadro acabou quando Gosma foi pra Globo.

Freddy Mercury Prateado, a principal atração do pograma

No ano seguinte, o Pânico libera a putaria geral. Criando o quadro Sili News, onde uma puta cujo nome não interessa deixa o Peitinho! aparecer enquanto entrevista um punheteiro. Mas o quadro saiu do ar depois que várias mães telefonaram reclamando que seus filhos estragavam suas televisões com uma estranha geléia branca. O quadro foi substituido por Na Madruga, um programa da TV Comunidade apresentado por Fábio Rabin e outro lá. Mas Fábio Rabin saiu por motivos citados anteriormente e foi para MTV. O quadro foi substituido por O Repórter Chorão, onde Alexandre Magno Abrão sai entrevistando peçoas. O quadro acabou quando Alexandre foi para o Charlie Brown Jr. e depois morreu.

Com isto o programa apela e resolve copiar o Jackass, criando o quadro 5 maneiras, que incentivava idosos a fazer as mais altas loucuras. Bola dizia que ser proibido fazer essas cagadas, o que leva os fanáticos á fazer exatamente aquilo que ele fazia. O quadro contava com Bola, o cara que apanhava e tinha medo de barata, com Bolinha, assumidamente gay que mete a porrada no Bola, com uma gorda que num largava do pé do Bola, Bola diz que ela já é produto estragado e preferia pegar a Piu-Piu, o que nunca se concretizou, com o Anãozinho, um anão desconhecido que aparecia para piorar melhorar a vida da pobre baleia peluda e bichinhos fofinhos como tucanos, cachorros, galinhas, baratas e afins participaram desse quadro. O único ferido foi o Bola.

Com isto, estreou o Momento Amy Winehouse, no qual um cover da, da...o que diabos é aquilo mesmo? Amy Winehouse faz estripulias e sai literalmente quebrando tudo pelas ruas das cidades. Depois de ser visto milhões de vezes por espectadores na internet se tornou parte integrante do programa. Diziam as más línguas que na verdade não era um cover, e sim a verdadeira Amy Winehouse, que estaria recebendo seu pagamento em garrafas de jurubeba, orégano especial e um certo pó branco. O que foi confirmado pela própria, nas histórias do Penadinho.

Seu tio engraçadão morrendo de rir assistindo o programa

Com a chegada de Poderoso Castiga (na época, César Polvilho), estreou um quadro onde ele mostrava vários lugares e estilo de vida diferentes, entre suas reportagens estavam:

  • Uma ida ao front de batalha entre a Geórgia e a Rússia vestido de estadunidense.
  • Se passar por Hugo Chávez e passar um dia como refém das FARC.
  • Passar uma semana em uma favela carioca dizendo ser paulista e que detesta o Flamengo.
  • Ir para o Iraque e participar de um confronto ao lado do soldados estadunidenses xingando Saddan Hussein.

Tais reportagens implicaram em diversas pancadas na cabeça e croques, que transformaram César em Freddy Mercury Prateado e posteriormente em Poderoso Castiga.

2010-2013[editar]

Formação de alguns dos integrantes

Em 2010, estreou uma cacetada de bostas de quadros. Um exemplo é o Big Biba Brasil, quadro que enfatizava a putaria gay do programa original, para que o programa não recebesse um novo processo do Jean Wyllys. Outro exemplo foi o O Famosão, quadro onde uma cacetada de bestas abordava outro besta para outras bestas pensarem que a besta em questão era famosa. O quadro mais popular talvez tenha sido Bola Visita. Um quadro em que Bola, após ser criticado por apenas colocar dinheiro na atração dominical, passou a visitar a casa de famosos como traficantes, ex-seriais killers, terroristas e políticos. Nenhum visitado o recebia, com medo de serem pegos pela polícia e por detestarem ter sua imagem associada ao Pânico na Band. Bola, após ter dado com a porta na cara, faz alguma estripulia que detona o patrimônio alheio, mas tudo combinado previamente, sendo que o gordinho tinha dinheiro sobrando. O quadro acabou porque Bola quis.

Outro quadro foi o Mico Meu, Mico Meu (entendeu o trocadilho?), onde eram mostradas gafes pagos por subcelebridades pelo mundo afora e que teriam sido abafados pela mídia, eram desenterrados e levados a degustação do público. Como o material era escasso, muitas vezes eram inventados micos fasos e quem acabava pagando era o próprio programa e Emílio Surita depois fica com cara de merda, bronqueado com o produtor. Entrando em crise, o Pânico na TV passou a pesquisar por crimes que famosos tenham cometido no passado mas que tenham passado por despercebido, depois eles tentavam levar o crime a justiça e prender o famoso. Mas quem acabava preso era eles, então eles cancelaram o quadro. Substituiram por um quadro chamado Os Peores[25] Vídeos do Mundo, onde eram exibidos vídeos que já estavam gastos até de tanto passarem no Domingão do Faustão, no Domingo Legal, no Discovery Channel e nos Melhores Vídeos Policiais.

Um típico patrocinador do programa

Outro quadro estreado foi Pânico Delivery, onde o bucha do Bola ia com duas gostosas (mais precisamente a Samambaia e a Piu Piu) numa boate qualquer achar um cara bêbado e levar ele pra casa numa limusine. Ao chegar davam o cu banho e faziam um chazinho de cogumelos alucinógenos para ele e, na seqüência, colocavam pra dormir. Pena que no dia seguinte o cara nem lembrava de porra nenhuma, nem das dedadas que levava e por isso não pode[26] sentar. O quadro ficou conhecido no meio policial como Boa Noite, Cinderela. Sim, os puliça são muito zoeros. O quadro acabou e foi substituído por rinhas de galinha D'Angola, mas a Polícia Federal interveio novamente, pedindo com educação, desta vez para Emílio Surita, que parou de exibir o quadro no horário pobre.

Em 2011, o pograma lançou outro quadro, as Tchecas do Brazil. Durou longos e gostosos 2 meses de enrolação e encheção de linguiça na presença de Michaela e Dominika. Duas gringas gostosas recém chegadas no Brasil. As gostosas loiras eram famosas na internet pelo blog We Luv Brazil, onde falavam do amor pela República das Bananas. Vendo o quanto eram gostosas, o apresentador Emílio Surita resolveu chamá-las para conhecer o Brasil. Em troca ele comeria faria matérias com as duas para exibir no programa a preço de banana. As gringas aceitaram e imediatamente pegaram o voo com destino a Brasil. Chegando no Brasil, as gringas foram rapidamente direcionadas a sede da RedeTV!. Onde foram surpreendidas ao serem levadas ao palco do programa ao vivo, lá encontraram alegres humoristas metidos a engraçadinhos, Ervilho foi o primeiro a se apresentar onde ouviu um belo Cquote1.png Olá viado! Cquote2.png. Sem saber o que fazer, o vovô do Pânico apenas dá risada.

Depois de seis semanas de sucesso um jornal (sem nada melhor pra fazer), se investigou todo o ocorrido e se descobriu que as tchecas eram na verdade inglesas e que estariam no Brasil para divulgar uma marca de cerveja, a Proibida. Foi aí que chamaram Alan ooooooooh diretor para saber do ocorrido. Com cara de bunda, Alan diz que caiu em uma pegadinha.
Cquote1.png Ah vá! Cquote2.png
Bola sobre citação do diretor
O jornal gravou tudo e jogou no YouToba onde teve milhares de acessos. Com vergonha, o Pânico não comentou mais o caso e nem divulgou o último capitulo de As Tchecas do Brazil deixando muitos punheteiros telespectadores indignados, que processaram o programa.

Troca de emissora[editar]

Vesgo (á direita) ri das suas próprias piadas, deixando o entrevistado sem graça

Cquote1.png Essa emissora tá uma bosta, meu Cquote2.png
Bola sobre trocar de emissora

O telespéqui mais fiel do programa rindo de uma piada do Vesgo

Em outubro de 2011, a equipe do pograma começou a reclamar dizendo que no lugar de seus salários estavam vindo pão com mortadela e uma Coca-Cola velha. O dono da porra toda, Marcelo de Caralho Carvalho disse que era porque as coxinhas e pizzas estavam caras de mais e por isto não puderam ser entregues aos integrantes. Mas Marcelim prometeu que no natal eles ganhariam uma pizza gigante, três garrafas de Coca-Cola, um bolo de chocolate e um porco assado. Eles deixaram de reclamar e comeram a mortadela calados. Mas quando chegou o natal, eles cobraram a pizza gigante, as três garrafas de Coca-Cola, o bolo de chocolate e o porco assado. Mas Marcelim disse que não porque a emissora estava passando por uma crise financeira. E-milho ficou puta puto e preparou uma ceia de natal maravilhosa, cujos quitutes eram o contrato de cada um deles. Sabendo disso, Marcelim tacou fogo nos estúdios do pograma e os deportou para a Band, que no auge de sua audiência nula, aceitou o pograma e o lançou em 1 de abril de 2012, mas mudou o nome para Pânico na Band para dar um sentido de: ólia, essi pograma é da bandi, ven pra bandi tanbém.

Atualmente[editar]

Você morrendo de rir após assistir o Pânico na Band

Atualmente o programa está uma bosta. O pograma não faz mais humor, nem mesmo tosco. O programa começa com aquela abertura linda que todos conhecem. Depois, Emílio Surita fica meia hora fofocando coisas como Festa de Aniversário do Cachorro de Grazi Massafera e O Cocô do Silvio Santos é de Ouro. Depois se tem meia-hora de intervalo. Na volta do intervalo, se tem três horas de merchan. Quando acaba o merchan, a bunda das panicats é vista durante longas seis horas. E depois se tem mais 12 horas de intervalo. Na volta, mais 24 de merchan. Quando acaba o merchan, dá outro intervalo, cujas horas não pôdem ser contadas. Depois do intervalo se vê o primeiro quadro, uma longa saga de um integrante tentando entrevistas uma subcelebridade internacional completamente desconhecida pelo público. Alguns dias depois o quadro acaba, e há mais algumas semanas de merchan e uns dois meses de intervalo. Quando volta, um semestre de merchan é visto. Após o merchan, dá dois meses de uma matéria de um dos integrantes indo á algum evento bosta, tipo UFC ou qualquer coisa assim. Após isto, tem dois merchans de três anos cada um, e depois um intervalo de mais dez. Na volta, tem uns quinhentos quadros que podem variar muito, dependendo do tamanho da merda localizada dentro da cabeça de cada um dos integrantes. No final tem mais uns quinhentos merchans e uns quinhentos intervalos. Depois de um século, o programa acaba....e volta na semana seguinte.

Controvérsias[editar]

Falta de criatividade[editar]

A verdadeira Dança do Siri
Vovó da Fiel

Recentemente, em muitos fóruns da internet e em e-mails, apareceram provas contundentes de que o Pânico na Band costuma copiar atrações e brincadeiras de canais estrangeiros e menos assistidos. Vamos às provas:

  • A Dança do Siri - Foi copiada de um desenho animado chamado Futurama, que chegou a passar na Band. O personagem do desenho, Dr. Zoidberg, é um crustáceo que realiza a dança para atrair uma fêmea.
  • Desafio das Panicats - Foi copiado, em partes, de um programa popular japonês. O quadro é chamado Batsu Gemu. Os humoristas lançam um desafio idiota, como vestir a cabeça com uma meia-calça apertada. Quem perder, deve se submeter a algum castigo, do tipo Super Size Me. A versão japonesa é bem mais engraçada porque não é tão fajuta.
  • Filmes Redublados - Cópia descarada do Tela Class de Hermes e Renato, da MTV (que por sua vez chupiscou do famoso filme Batimã, Feira da Fruta). Nele os humoristas redublam um filme, geralmente antigo. Cópia sem vergonha e tosca que o Pânico na Band fez.
  • Karaokê do Pânico - Quadro em que pessoas desocupadas e sem criatividade, criam vídeos com mensagens subliminares incentivando o terrorismo islâmico e alistando pessoas para participar. Normalmente algum espectador do programa (tipo a Solange Iarnuou do BBB) não sabe cantar e manda a letra como entende, em português, portunhol ou até lulanês mesmo e eles colocam a música com a letra criativa legendada. Basta procurar no Pornotube Youtube que você encontrará centenas de casos, como o precurssor original Jaspion: o cara tussiu.

Porradas[editar]

Netinho de Paula mostrando todo o seu amor e carinho para Repórter Vesgo

Um dia, que ninguém lembra, mas um dia. Victor FazAnosQueEuNãoTeVejo deu um soco na cara do renomado Repórter Vesgo. Isto fez o programa ficar três anos promovendo campainhas campanhas anti-violência e a favor da paz, como se o reles soco tivesse sido um assassinato brutal e terrível.

Dias depois, Netinho de Paula comeu o cu de Repórter Vesgo ao vivo. O motivo Sei lá, mil coisas...[27] foi uma simples piada 100 graça de Repórter Vesgo.

Quote1.png É verdade que você vai abrir seu cu canal pra todo mundo???? Cquoteclear2.png

Netinho de Paula comeu o cu de vesgo e depois respondeu:

Quote1.png Já comi melhores! Isso aqui é festa de negão, de mano, não é de playboy! Cquoteclear2.png

Como no Brasil o racismo só é crime se for contra negros, nada aconteceu á Netim.

Essas foram basicamente as únicas porradas não-combinadas. Sempre contra o vesgo, porque ele é muito CHATOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

Censura[editar]

Típica cena inocente e nada apelativa do programa

Por causa da putaria livre, o pograma sofreu umas quinhentas reclassificações de horário. Primeiro passando ás oi tora e depois as novora. Depois sofreu outras quinhentas classificações de idade, de putaria para 12 anos e depois para 14 anos. Em qualquer país civilizado, a classificação é interpretada da seguinte forma:

MAAAAAAAAAAAAAAAS, segundo a justiça brasileira, a classificação correta é:

Mas isto não altera em nada, visto que ninguém obedece as classificações.

A gente fala merda mas comprova o que fala![editar]

  1. Nem piolho
  2. Deitava elas no chão, subia em cima delas e dava a bunda pra outro
  3. Mensagem subliminar bem sugestiva
  4. Plim-plim
  5. Daqui a pouco muda de novo...
  6. Na verdade só contra testes em antas e burras, para que nunca corra o riso de ser usada como cobaia
  7. A favor da legalização das drogas e contra o fumo?? Vai entender..
  8. Exceto vadias feministas
  9. Minhocas no ci...blergh!
  10. Cquote1.png Puta piada bosta, meu! Cquote2.png
    Bola sobre esta piada
  11. Mal-sucedidamente
  12. Óiaaaaaaa
  13. Porra, só tem gordo nesse programa???
  14. Riam para que ele não as espantasse, pois ele não tomava banho e as moscas gostavam de ficar ali
  15. Surdas...riam lembrando-se de piadas da Praça é Nossa
  16. Que só estava coçando o cu
  17. Isso ela não previu...
  18. Isto foi uma reprodução da forma vocal de Silvio Santos
  19. Isto não foi uma reprodução da forma vocal de Silvio Santos
  20. É a única reação que um gay sente ao cheirar uma buceta, certo?
  21. Puta trocadilho de bosta
  22. E seus seis dedos
  23. O motivo? Sei lá, mil coisas...
  24. Grande merda!
  25. Eles não sabem escrever mesmo
  26. Até hoje
  27. Chega dessa porra...

Ver também (outros pogramas pseudo-humorísticos)[editar]

Programas de Humor do Brasil
Globo
Zorra TotalSai de BaixoViva O GordoCasseta e PlanetaA Turma do DidiOs Caras de PauA DiaristaToma Lá Dá CáZorra (Série)
Rede TV!
Pânico na TVSaturday Night Live
Band
Pânico na BandCQCAgora é TardeÉ Tudo ImprovisoO Formigueiro
SBT
A Praça é NossaPânico na TVTarados pela VidaChaves (Es una serie mexicana...)
Record
LegendáriosShow do TomLouca FamíliaO Melhor do Brasil
v  d  e h
Pânico na TV Band
MEU AMIGOOOOOO!