Rap

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa
60px-Uiquiilogo botante.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Rap.


Eu sou um marginal assassino, mas a culpa não é minha, eu não tinha Toddynho de manhã

Cquote1.png Pelo menos é melhor que funk Cquote2.png
Todo mundo sobre Rap
Cquote1.png Estou a procura da batida perfeita Cquote2.png
Marcelo D2 sobre Rap
Cquote1.png Mas se isso aí é rap então cadê o boné da Cone Cquote2.png
Filho da puta sobre Rap
Cquote1.png AxXxU MTU viOLeNtu i pERigoSU...pREfiRU MEu NxXxZeRu Cquote2.png
Emo sobre Rap
Cquote1.png Vai tomá no cu filho da puta do caralho Cquote2.png
Exemplo de uma letra de rap
Cquote1.png Boca sujammm, Sem vergonhammmm Cquote2.png
Silvio Santos sobre Rap

Cinquenta centavos: uma lenda do rap e suas mina

Crap (abreviatura de Rapadura) é um gênero musical criado para falar das vantagens e desvantagens de ser um fudido, o Rap é conhecido por conter letras muito educadas e boca-limpa como: "Vai tomá no cu filho da puta do caralho" ou "Fudido de merda", coisa muito educada que os seus filhos deveriam ouvir. Os Raps costumam contar a vida de pé-rapado que o rapper teve, sendo que ninguém tá nem aí pra pobreza dele, só quem costuma gostar de rap são os pé-rapados que se identificam com a letra, mesmo estando pouco se fudendo pra isso mesmo, e outras pessoas que acham o ritmo "legal" mas tão pouco se fudendo pra isso aí também.

Rap e a criminalidade[editar]

Sim, eu não estou falando do funk carioca, falo do Rap mesmo, que costuma falar de sofrimento, favela, polícia, tiro na cabeça, morro, neguinho, maconha, cadeia, ter um gambá morto embaixo do suvaco, putaria (não aquela baixaria desgraçada que nem o funk, mas tem putaria), reclamar da vida, se fazer de vítima (espera, isso é emo!), e dizer que os fodões se dão bem e que o crime compensa.

Também há o sub-ritmo para Playboy Emo Viado que paga de Maconheiro, nesse estilo encontramos grupos de rap muito "famosões e consagrados" graças a Rede Globo, como Marcelo D2VezesPorDia, ConeNoCuDaDiretoria e Bonde do Estrondo.

Tipos de Rapper[editar]

Rappers Pobres[editar]

Nasceram na favela, foram estuprados pelo pai, pelo tio, pelo padre, pelo cachorro do vizinho, pela mãe travesti e pela favela inteira, e insistem em dizer que a culpa disso tudo é do Sistema e do preconceito que eles sofrem por serem pobres e negros afrodescendentes, por isso fumam orégano Crack, cheiram farofa cocaína, batem em insetos velhinhas na rua e roubam vestidos pessoas no Sinal.

Com o rap, eles tentam descontar tudo isso com quem não tem nada a ver, como se fosse culpa da sociedade eles serem fudidos e pé-rapados, o Rap dos pobres é tudo mimimi, pois se eles não fossem pobres, talvez nem seriam rappers e só não cantam funk porquê não querem ser linchados pelas pessoas com cérebro.

Exemplo de Rapper

Sempre andam com roupas sujas e casacos com capuz mesmo estando um calor do inferno, também andam com tatuagens de Jesus Cristo mesmo sendo macumbeiros, sempre andam com maconha e com raiva de deus e o mundo por faltar grana em suas contas bancarias, suas músicas sempre contém letras do tipo Sou pobre mas sou feliz, um dia ficarei rico.

Exemplos[editar]

  • Sabotagem: Iniciou sua carreira quando começou a cheirar loló e ficar doidão, enquanto tava todo emaconhado, começou a cantar e seus miguxos mentiram ao afirmar que ele tinha uma ótima voz e que as músicas eram boas.

Rappers Playssons[editar]

Pensa que é playboy, mas é um merda.

Você me pergunta: Se eles são ricos, como é que eles cantam RAP, eu lhe respondo: eles não cantam, simples assim. Eles ficaram com inveja do sucesso dos rappers pobres e com essa mina de ouro eles se aproximam do mundo Rap (nunca serão legítimos).

Normalmente, isso dura até os 17 anos, quando eles se dão conta que são uns merdas cagados e vão se aproveitar da BMW do Papai pra comer garotinhas (depois ele bate a BMW, o pai descobre e o idiota se fode).

Típica dupla de Rappers Playssons

Eles pensam que sabem falar na gíria, mas não falam, pensam que suas roupas compradas nas Lojas Americanas são de rapper, mas não são, são apenas roupas de playsson com o QI semelhante ao de uma pulga e pensam que as suas músicas são boas.

Exemplos[editar]

  • Hungria Hip-Hop: Grupo de playboys que se acham cantores de verdade, eles acham que todos tem inveja de suas Barbies rosa-choque seus carrinhos de brinquedo, acham que sabem dirigir só porquê jogam Need For Speed (muito mal, por sinal).

Rappers brancos[editar]

Sim, Rap não é só coisa de negro não, embora apenas dois sejam conhecidos (um nacional e um internacional).

Eminem[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Eminem

Rapper branco???

A primeira aparição da cor branca no rap mundial, suas músicas só sabem falar mal de seus pais e xingar os outros de filho da puta, nasceu numa periferia de Londres, durante o verão de 61. Sua mãe já estava em fraca decadência e decidiu embuchar uma personalidade famosa para extorquir-lhe uma pensão milionária, mas ela só conhecia a galera da manguaça.

Até que eminem foi crescendo e o tempo foi passando, e no final da década de 60 descobriu que sabia cantar (pobre ingênuo), logo ganhou o apelido de M&M.

Cauê Moura[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Cauê Moura

Sim, Cauê Moura não é só aquele vlogueiro estressadinho e boca-suja, ele também atua como rapper, mas é só a versão mais "truta" de seus videos estressados e boca-suja, pois suas letras vivem falando mal dos Crentes e do engravatado filho da puta, sem falar do ódio dele pela Televisão Brasileira (ele não gosta de porra nenhuma).

Ele também canta paródias babacas de outras músicas, mas os seus raps podem ter assuntos variados,
Rapper nerd???
como o "Festa Meme" que fala de uma festa que rolou com os famosos memes da internet ou o 1337 duas partes que falava sobre videogame, afinal Cauê é um nerd gordo que tem uma noiva tatuadora.

Mesmo assim ele é um nerd estressadinho que conseguiu grana pra sua viagem á Las Vegas financiada por VOCÊ, sim, você lá que se inscreve no canal dele e dá "like" nos videos, saiba que é assim que ele consegue grana e foi assim que ele conseguiu sua tão sonhada viagem a Las Vegas enquanto você continua aí no seu barraco. A carreira Rapper de Cauê é muito controversa, principalmente porquê ele consegue ser mais boca-suja do que os rappers pobres.

Como montar o seu grupo de Rap[editar]

Montar um grupo de Rap é tão fácil quanto você ver um fã da Banda Cine e declará-lo como Retardado mental. Se você não seguir esses passos, o máximo que você vai conseguir é ficar reconhecidinho no youtube, ou nem isso.

Seja negro[editar]

Ser negro ajuda muito, pois os mesmos costumam passar diversas frustações durante a vida por causa da pele, e isso rende ótimas inspirações pra compor um belo rap ligado a muito Mothafuckin', bitch e fuck da system, mas lembre-se: se quiser chamar uns mano pra compor um grupo de rápi, procure sempre por negros do movimento que entendam do que você está falando.

Seja da favela[editar]

Ser da favela vai te ajudar muito em suas composições, pelo fato do rap falar das favelas e o modo como os moradores de lá agem, e como só pessoas burras irão escutar suas canções, é bom que eles se identifiquem com a música, e irão se tornar seus fãs.

Gírias[editar]
Um rapper poser (seja diferente dela)

Consiste em falar em códigos marginalizados, ter conhecimento nessa área lhe renderá ótimas composições, sem esquecer dos palavrões (vai tomá no cu filho da puta do caralho).

Leve um tiro[editar]

Quando se fala em levar tiro as pessoas tem medo, mas um tiro pode trazer a fama, meu amigo (sem falar que as garotas adoram uma marca de tiro), chame um bandido de filho da puta e tome logo esse tiro pra ganhar respeito, você não pode dar tiro em si mesmo, esse tiro tem que ser dado pelo mano com raiva de você, porquê você comeu a mina dele, mas o mano tem que ser rapper também, pra pensarem que ele tá com inveja de você.

Roupa de rapper[editar]

Nada de calça laranja, bluzinha rasgada, isso não vai colar não, porquê é coisa de boiola, seus fãs não são gurias retardadas, seus fãs são bandidos loucos suicidas que pagam de maconheiro e não gostam de viadagem, tem que ser aquele tipo de roupa que se uma pessoa vier na contra-mão ela desvia com medo de você, a roupa consistem em boné (não aba-reta, pois isso é coisa de ConeCrewDiretoria, coisa de retardado), calça larga lá no chão, tênis desamarrado, blusa larga, casaco com capuz, corrente de ouro ou prata e não importa o que você veste por baixo. Onde você compra??? Rapper não compra, ele rouba.

Nome[editar]

Antes de mais nada, você deve escolher o nome. O grupo tem que ter um nome agressivo, que chame a atenção dos vida lokas e fale as senhorinhas gritarem "sangue de jesus tem poder", o nome não pode ser cheio de frescurinha com detalhes bestas, o grupo deve ter um nome que faça eles pensarem que não são esquecidos no canto do mundão, os nomes devem ser do tipo: Realidade Cruel, Sobrevivendo no Inferno e Bala na Cabeça.

Ver também[editar]

Estilos Musicais
Atmosférico - Arrocha - Axé Music - Axé Sueco - Black Metal - Blues - Bossa Nova - Brega - Celtic Punk - Country - Cumbia - Cu Metal - Dance Music - Dark Psytrance - Deathcore - Death Metal - Death Metal Melódico - Disco - Djent Metal - Doom Metal - Emocore - Emogore - Ergative Metal - Flashback - Folk Metal - Forró - Forró Russo - Frevo - Funk Americano - Funk Carioca(O fim) - Funk Rock - Glam Metal - Gospel - Gray Metal - Grindcore - Grunge - Hardcore - Hard Rock - Heavy Metal - Heavy Metal Maranhense - Hip-Hop - House - Indie - Jazz - K-Pop - Kuduro - Lambada - Mambo - Mangue Beat - Maracatu - Metal - Metalcore - Metal Progressivo - Música Celta - Música Industrial - Música Erudita - Música pop - Música Psicadélica - MPB - Nerd Metal - New Age - Pagode - J-Pagode - Pagode Norueguês - Power Metal - Punk - Punk Acreano - Pop Punk - Pop Rock - Psy - Rap - R&B - Reggae - Reggae Finlandês - Reggae Nazista - Rock - Rock Progressivo - Rock Pernambucano - Samba - Salsa - Satanejo - Sertanejo - Sertanejo Universitário - Swingueira - Tango - Techno - Tecnobrega - Trance - Trash Metal - Viking Metal - White Metal