Sertanojo Universiotário

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa


ImagesCAAYIZLY.jpg
Sertanejo Universitário é Carente por uma Banana

Cowboys viados podem ser citados neste artigo.
Cuidado! Se você ainda está em dúvidas sobre sua sexualidade, eu estou mandando é bom que não leia até o fim. Mas, se você sabe que é macho, já nasceu mulher, ou está pintando as unhas de glitter enquanto lê isso... Seja bem-vindo(a)!

60px-Uiquiilogo botante.gif
Para os idiotas entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Sertanejo Universitário.


Sertanojo Universiotário
Origem: República das Bananas
Popularidade: Inexistente
Apelido(s): Sertanojo Universiotário, Sertanemo, Restart Caipira
Fãs: Ninguém, Gurias retardadas
Ritmo pior que o Sertanejo Universitário: Funk carioca, Samba, Emocore

Cquote1.pngVocê quis dizer: Sertanemo??Cquote2.png
Google sobre Sertanejo Universitário
Cquote1.pngVocê quis dizer: Restart Caipira??Cquote2.png
Google sobre Sertanejo Universitário
Cquote1.png No meu tempo não tinha dessas frescuras não... Cquote2.png
Tinoco, cantor sertanejo de verdade e macho.
Cquote1.png É uma puta falta de sacanagem... Cquote2.png
Fã de Sertanejo Universitário
Cquote1.png A coisa tá feia, a coisa ta preta. Cquote2.png
Tião Carreiro sobre sertanejo universitário
Cquote1.png Vou choraaar, desculpe mas eu vou chorar Cquote2.png
Leandro (ou Leonardo, tanto faz) sobre sertanejo universitário.
Cquote1.png Enquanto eles são sertanejos universitários, eu sou mestre Cquote2.png
Luciano, irmão do Zézé di Camargo, que jura ler García Márquez, Dostoievski e Jane Austen
Cquote1.png Eu sou homem com H... Cquote2.png
Ney Matogrosso se comparando com o sertanejo universiotário.
Cquote1.png Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come Cquote2.png
ainda o Ney sobre a viadagem no sertanejo universitário.

Sertanejo Universitário é um subgênero musical subsidiário do emocore drogado criado pelo próprio Chitãozinho e Xororó, que criaram o estilo de música para passar o tempo e vagabundear. A diferença do sertanejo universitário para o sertanejo normal é o uso excessivo de sanfonas e as letras ao estilo NxZero misturadas com músicas do "Weird Al" Yankovic.

História[editar]

Luan Santana, um exemplo do Sertanojo Universitário, pego no flagra no messenger

Os dois tipos musicais que sempre fizeram sucesso no Brasil além do Funk sempre foi o Corno Music e o Gay Music, sabendo disso, a Rede Globo pensou em juntar os dois, para fortalecer o velho Corno Music que era o que mantinha suas subsidiárias, como todo brasileiro hoje em dia possui diarréia mental e só gostam do Gay Music, para que então essas pessoas com diarréia mental começassem a curtir Sertanejo, mas sem saber disso. A Rede Globo então acabou descobrindo algo que todo mundo sabia antes, que Chitãozinho e Xororó na verdade eram emos, então decidiram colocá-los na máquina de fusão juntamente com os membros da Banda Cine, de lá saiu a dupla Fernando & Sorocaba (se o soro acaba, o paciente morre, entendeu???). A dupla apresentou á máfia illuminati da Globo algumas músicas da Banda Cine com as guitarras substituidas por sanfonas, a Globo então decidiu investir na carreira da dupla emo-caipira por uns 6 meses, até eles sairem de moda e irem mendigar na porta da RedeTV!.

Quando isso aconteceu, a Rede Globo teve uma ideia maluca: colocar a Xuxa e os atores baitolas de Malhação dentro da máquina pra ver o que dava, pois caso não nascesse nenhum sertanojo universitário, pelo menos eles teriam uma aberração maluca pra apresentar no Domingão do Faustão. De dentro da máquina saiu um Justin Bieber com roupas caipiras e uma sanfona, a fatídica emissora resolveu chamar a criatura de Michel Teló, e fez os macacos que escreviam os roteiros do Zorra Total comporem alguma coisa pra criatura, várias e várias músicas inúteis nasceram, Michel até fez um certo sucesso, mas não conseguia nem chegar aos pés das aberrações do YouTube, então a Rede Globo concordou que se tratava de um caso perdido

Um universitário sem sertanejo

(lembre-se de que parte dele veio da Xuxa) e o jogou na rua, Michel, então, foi pra balada pra ver se conseguia algum bofe pra o consolar, mas no meio do caminho encontrou um traveco, que estava só esperando seu namorado chegou, Michel cantou pra ela algo que ficou conhecido como ai se eu te pego, pra poder sacanear Ronaldo no jornal O Globo, a Rede Globo estava ali por perto e viu tudo e escalou a biba emotiva pra o estrelato, que durou cerca de dois meses.

Quando estrelado da criatura acabou, a Rede Globo pediu ajuda a uma pessoa que fraturou pra Globo nos anos 90 e que atualmente estava em um programa sem graça da RedeTV, a Priscila da TV Colosso, que entrou na máquina junto com Di Ferrero, lá de dentro saiu Luan Santana, que plagiou o sucesso "Dar Rosca Não é Pecado" do ex-Gluglu do Pânico na TV, e mudou a letra, que fez sucesso entre as adolescentes de mente derretida que ficaram apaixonadas pela criatura mesmo ela se parecendo com uma mistura do Tuco da Grande Família com aquele humorista anônimo do Multishow que tem olhos da tamanho do cu do mundo, até hoje essa porra tem fãs, mas foi esquecido completamente pela mídia.

A Rede Globo, viu, então, o seu projeto fracassado. Então, eles lembraram que costumam assistir canais estrangeiros pra plagiar ideias, decidiram fazer isso com um canal brasileiro, copiando a escrotice do Programa do Ratinho, colocando um hermafrodita no plano, o hermafrodita não fez sucesso nenhum, então, decidiram pedir educadamente á coisa que mantém a Globo e o restante da midia ricos até hoje para que dançasse a música do troço hermafrodita no vestiário, fazendo assim com que o hermafrodita ganhasse sucesso temporário. Depois de uns três dias o sucesso acabou, a Rede Globo decidiu investir no Gaymar e largar o projeto do Sertanejo Universitário.

Atualmente o Sertanejo Universitário só é conhecido pelo Pânico na Band!!!

Simplificação do que é o Sertanejo Universitário em uma canção[editar]

Um sertanejo sem universitário

Eu achava que ela me amava
Mas ela só me corneava
Era um sofrimento eterno
Tão arrombado que doía por externo

Então eu fui punhetar
Mas não é tão bom quanto bucetar
Por isso decidi me matar
Mas com uma faca não consegui me apunhalar

Meus amigos estão no baile
Enquanto eu só fico me masturbando
Pareço até um viado cagando

Sites de fofoca: A única coisa que mantém o Sertanejo Universitário vivo


Queria enfiar minha cabeça na lixeira
Mas minha mãe diz que isso é besteira
Eu vou é comprar um vibrador e enfiar no cu daquela vadia...
...que só sabe fazer putaria
Agora adeus porque eu vou dar minha virgindade na rua
Afinal minha vida é viadagem pura!

Achou interessante??? Sim??? Então você chegou tarde na destribuição de cérebros.

Cantores de Sertanejo Universitário Famosos[editar]

Existem outros, mas são tão anônimos que nem se conta.

Criando sua dupla de Sertanejo Universitário[editar]

Dupla pronta

Usando a ajuda abaixo, você via poder montar sua própria dupla oxigenada de retardados para conseguir fama e sucesso, ou não. Você só precisa desses itens:

  • Dois violões que podem ser facilmente comprados ou roubados em uma loja de 1 real.
  • Um amigo noob seu que tem esperanças de se tornar um cantor sertanejo famoso.
  • Duas mãos que você deve ter nascido com elas.
  • Uma boca e a rara habilidade de cagar por ela.
  • Não possuir qualquer espécie de cérebro.

Com todas as coisas á mão, vamos começar essa bagaça. Alugue um palco qualquer por aí com 100 reais, pode ser até daquele bar cheio de putas da sua esquina. Aí, você manda seu amigo pegar um violão, e cantar no primeiro tom que vier na cabeça dele (ou seja, nada). Aí suba no palco, todo confiante, e comece a tocar. Aí pode acontecer duas coisas: Ou as pessoas vão te jogar flores, ou elas vão atrás de você querendo te matar. (é mais provável acontecer a segunda do que a primeira).

Quanto ao nome, bom, use sua criatividade, ou então escolhe um dos nomes da lista abaixo, vai, copie um e seja feliz.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Ninguém gosta de Sertanejo Universitário???
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...O Sertanejo Universitário é o Emo que troca as guitarras pelas sanfona???
Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.


A Máfia[editar]

A Máfia, agredindo o ouvido dos seus fãs.

Uma organização criada por idiota do sertanejo, que já estão esquecidos na mídia, e precisam voltar à ativa.

Foi criada quando o filho mais famoso de Francisco, pensou em um jeito de destacar o Sertanejo, fazendo parecer que era o maior estilo musical do Brasil, porém, ele não sabia como começar isso, e tentou não se envolver no caso pra não se ferrar caso alguém descobrisse, e precisava de alguém pra sentar o dedo nessa porra. Depois de uma década, surge a dupla Fernando e Sorocaba, também interessados em ganhar dinheiro fácil, resolvem assumir o plano, deixando assim, Zezé di Camargo como inocente. Porém, Fernando e Sorocaba não eram muito famosos ainda, então precisaram dedicar uns anos a criar músicas, conseguir uns hits tocando no Brasil inteiro, e entrevistas na televisão.

Em 2010, quando já tinham "moral" o suficiente, convidaram Luan Santana pra entrar na Máfia. E ele, um pirralho que sonhava ser famoso, aceitou. Então, Sorocaba escreveu a música "Meteoro", e deu para Luan cantar. Foi um sucesso [carece de fontes], conseguiram 1° lugar no Brasil todo, e mais de oito mil (muito mais) gurias retardadas comprando seu CD e indo em todos os seus shows.

Eles sabem que o sertanejo universitário é um verdadeiro celeiro de músicas ruins e artistas sem bosta nenhuma de talento. As pessoas entram pra Máfia apenas para aparecer e ganhar dinheiro, pouco importa se por intermédio de uma música de baixíssima qualidade e que estão simplesmente sendo "apadrinhados" e quando não fizerem mais sucesso serão chutados. O que vale é conseguir um hit, comprar um Camaro Amarelo e contar com periguetes na porta dos camarins, implorando você sabe bem

A tua mãe é uma boa ajuda pra Máfia, muito boa mesmo.

pelo quê. Ninguém pensa em uma carreira sólida a longo prazo. A Máfia usa o "sucesso" como um emprego, um negócio, de curtíssima duração.

É claro que a Máfia só age nos bastidores. Nos programas de TV e nos shows todos são amigos, bacanas, têm música boa, sucesso merecido, uns dão tapinhas nas costas dos outros como se fossem todos de uma mesma família... Puro teatro! Mafiosos rivais com seus sorrisos de plástico tão falsos quanto uma nota de R$ 8. Vale qualquer coisa para esconder a realidade das fãs...

Daqui anos e mais ânus, o povo vai botar o cérebro pra funcionar ou essa música chata vai cansar de vez. Após um grupo de hackers from hell acabar com sites de informação inútil incluindo este e os de pirataria da máfia e vários protestos tentando acabar com as emissoras de televisão (ler Rede Globo, que está infiltrada na gangue), a Máfia do Sertanejo Universitário acabará! Para nossa alegria, e para a tristeza dos cantores sem talento e cantoras que usam dos atributos corporais para fazer sucesso.

É uma competição sem fim para ver quem faz mais shows, quem cobra os maiores cachês, qual turma é mais poderosa... Shows com pouco público ou eventos que fracassam são motivos de comemoração pelos mafiosos rivais. Como se esta competitividade desenfreada fosse render algum prêmio em dinheiro ou troféu no final do ano. A vaidade, a ganância e o ego são muito mais importantes que a música em si. O Brasil inteiro tem hoje um grupo de pouco mais de 20 Mafiosos poderosos, que monopolizam o esquema de contratações de artistas para os eventos mais importantes do ano. Somente quem é ligado a este grupo consegue levantar uma boa grana no empresariamento de seus artistas, o que permite o pagamento do famoso “jabá”– agora conhecido como “verba para divulgação” - para rádios e programas da Rede Globo. Quem está fora da Máfia, só se fode...

Gayleria[editar]

Ver também[editar]


Estilos Musicais
Atmosférico - Arrocha - Axé Music - Axé Sueco - Black Metal - Blues - Bossa Nova - Brega - Celtic Punk - Country - Cumbia - Cu Metal - Dance Music - Dark Psytrance - Deathcore - Death Metal - Death Metal Melódico - Disco - Djent Metal - Doom Metal - Emocore - Emogore - Ergative Metal - Flashback - Folk Metal - Forró - Forró Russo - Frevo - Funk Americano - Funk Carioca(O fim) - Funk Rock - Glam Metal - Gospel - Gray Metal - Grindcore - Grunge - Hardcore - Hard Rock - Heavy Metal - Heavy Metal Maranhense - Hip-Hop - House - Indie - Jazz - K-Pop - Kuduro - Lambada - Mambo - Mangue Beat - Maracatu - Metal - Metalcore - Metal Progressivo - Música Celta - Música Industrial - Música Erudita - Música pop - Música Psicadélica - MPB - Nerd Metal - New Age - Pagode - J-Pagode - Pagode Norueguês - Power Metal - Punk - Punk Acreano - Pop Punk - Pop Rock - Psy - Rap - R&B - Reggae - Reggae Finlandês - Reggae Nazista - Rock - Rock Progressivo - Rock Pernambucano - Samba - Salsa - Satanejo - Sertanejo - Sertanejo Universitário - Swingueira - Tango - Techno - Tecnobrega - Trance - Trash Metal - Viking Metal - White Metal