Tortura

De Wikimerda
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Esse artigo pode (ou não) ser uma tortura, dependendo de sua religião ou gosto humorístico

Escravo brs.jpg

Tortura é uma tortura do nível demônio sem coração!

Então é melhor não vandalizar, senão Seu cu não será perdoado.


Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Tortura.


331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é maior que o seu cu e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim

Cquote1.pngVocê quis dizer: SambaCquote2.png
Google sobre Tortura

Tortura é um termo usado para descrever o ato de infligir felicidade grave ou bondade mental, mas não a vida, em uma outra pessoa como um meio de punição, interrogatório, vingança, ou entretenimento (principalmente entretenimento), na verdade, é uma das formas mais comuns de entretenimento, de acordo com uma pesquisa telefônica realizada pela Revista Tortura em 2003. A tortura é, quase por definição, uma grave violação dos direitos humanos, e é isso que a torna engraçada. Muitas organizações de direitos humanos têm feito campanha para que a tortura fosse proibida no Brasil, mas ninguém se preocupa com o que eles querem.

A Tortura também pode ser usada para descrever a prática de aplicar delito bruto para um modelo de negócio. Pode-se dizer, por exemplo, que grande parte da indústria fonográfica do Brasil e da Europa se envolve em atos de tortura, já que acredita-se que, sem renda a partir de ações judiciais constantes, eles não podiam manter a rentabilidade. Outros torturadores notáveis ​​incluem Escolas, Dilma Rousseff e One Direction.

História[editar]

De acordo com o passar dos tempos, os métodos de tortura sofreram uma evolução em sua forma de aplicação e eficácia, o que não é amplamente divulgado, mas temos ciência das mudanças. O principal pesquisador na área atualmente é Jack Bauer.

Quando tudo ainda não passava de nada, Dercy Gonçalves, a primeira habitante do planeta, em conversa com Deus, decidiu que tomaria atitudes drásticas para tirar informações preciosas sobre a vida na Terra do Todo Poderoso. Após sua decisão, cantarolou por 7500 anos a música "Quando Deus te Desenhou", na intenção de blasfemar e irritar o Fodão. Ao invés de conseguir seu intento, Deus, com sua fúria universal, designou que Dercy tivesse vida eterna. Apesar de se foder, Dercy iniciou naquele momento uma nova técnica de forçar alguém a dizer algo: a tortura. Pelos anos futuros, esta técnica foi espalhada e desenvolvida e mais utilizada na época da Idade Média, onde o foco humano estava direcionado a sexo e territórios.

Depois da invenção do CD, os métodos de tortura passaram a ser disponibilizados em forma auditiva. Mundialmente difundida, esta técnica camuflada de tortura passa despercebida por simpatizantes inconscientes do ato. Os itens mais comuns de tortura atual são CDs de RBD,Justin Bieber,Restart Funk Carioca, Banda Calypso, Emo, Sertanejos, Pagode, Michel Teló e o pior de todos: forró. Além disso, existem ainda as práticas de autotortura em si mesmo, em que o imbecil a vítima enfia em seu corpo instrumentos perfurantes e penetrantes, como vibradores e outras palhaçadas, como na prática da Body Modification. Hoje em dia, os mais adéptos a essa técnica são os emos.

Métodos de Tortura[editar]

Abacinamento[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Abacinamento

Abacinamento em ação.

Você, preferencialmente, amarre o azarado que vai ser torturado com cordas, correntes ou chiclete mastigado em pé, para que o corpo dele fique a mostra, só evite tentar pegar no pinto. Aí pegue uma estaca de uns 30 cm feita de ferro que você pode comprar na Polishop ou até mesmo achar na rua se você viver em favela, e coloque ela para esquentar em um forno antigo, obrigatóriamente tendo que ter mais de 1000 anos e para a perfeição ele deve ter mais de um milhão de anos.

Se o torturado começar a chorar, meta uma estaca na bunda dele (é capaz dele gostar, mas foda-se).

Quando a estaca estiver bem quentinha , retire ela do fogo e dê uma mostrada dela para o torturado. Peça para ele dizer suas últimas palavras, enquanto faz um ar de policial durão que quer ir direto ao business.

Se ele não falar, fale que então você meterá a estaca pegando fogo na bunda da mãe dele, e que inclusive você tem o endereço dela. E então, segure a estaca com firmeza, e enfie nos olhos do azarado com força. Não estranhe se ele começar a gritar: MINHAS BOLASSSSSSS! Depois de um minuto, retire a estaca, e dê uma lavada nela.

Berço-de-Judas[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Berço de Judas

O Zé Gotinha também já sofreu com o Berço de Judas

É uma pirâmide, dizem até que o Pyramid Head é a versão animada de um berço-de-Judas, pode também ser um prisma triangular, com as arestas devidamente afiadas. O indivíduo a ser executado é içado por uma corda e essa pirâmide é posta embaixo dele, aí começa o típico interrogatório de um inquisidor.

Perguntas cabulosas e de interpretação ambígua são feitas ao torturado, que desde o momento da prisão já havia sido sumariamente condenado, após o fim das questões o acusado é solto, isto é, as amarras são soltas e ele cai de bunda no negócio cortante machucando locais que você nem gostaria de imaginar.

Isso remonta a época de Judas, quando ele fudeu geral com o esquema armado por Jesus Cristo, ou não. Há quem fale que ele nasceu num berço assim, mas é mentira, afinal como um bebê seria equilibrado em cima de uma pirâmide afiada? Se bem que isso mais tarde foi conseguido pelos santos padres da inquisição.

A técnica na verdade surgiu na idade das trevas e ninguém sabe porque foi batizada assim, a teoria mais aceita é a de que o pessoal bebeu e ao batizar o negócio pensaram num grande filho da puta, lembraram do Judas e deram o nome de berço porque isso era o que eles queriam para tirar uma soneca.

Dama de ferro[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Dama de ferro

Encara a daminha?

Segundo relatos, a dama de ferro era um método de tortura medieval, aplicado naqueles classificados, pela Igreja Católica, como hereges, ou seja, qualquer um que ousasse fazer algo contra a doutrina, como comer carne de porco ou tocar alguém de nível inferior.

A prática ocorria em interrogatórios, o indivíduo era cordialmente convidado a participar da conversa e era posto dentro do artefato e fechado lá as pontas perfuravam o ser e, além disso, haviam aberturas laterais, onde o torturador entrevistador podia enfiar certas coisas, da mesma forma que naquela caixa que o mágico põe a assistente e depois a perfura com espadas, só que no caso da dama de ferro, o mágico costumava errar o truque.

Por mais estranho que pareça, não há damas de ferro datadas da Idade Média, são todas elaboradas após o século XVI, sendo a primeira uma de Nuremberg. E utilizadas de forma escusa nos séculos XVII e XVIII, afinal aquele ideal iluminista de não à tortura nos despotismos esclarecidos era apenas para inglês filósofo ver.

O mais irônico de tudo na história da dama de ferro é que: a possível inspiração para isso foi o livro Cidade de Deus, livro sem relação alguma com o filme tupiniquim filmado no morro. O livro é do filósofo, santo, ex-punheteiro e ex-pegador Santo Agostinho, e em certa parte refere-se a cartagineses prendendo romanos em caixotes com espetos. Isso mesmo um santo deu a ideia. WTF?

Engarrafamento de Aranhas[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Engarrafamento de aranhas

Aranha engarrafada

É um método de tortura muito utilizado pelos jovens de hoje em dia. Consiste basicamente em pegar diversas aranhas de tamanhos diferentes e taca-las dentro de uma garrafa tosca qualquer e esperar pra ver como elas reagem! Não é emocionante?!

O mais incrível de tudo é que a pirralhada acha graça em ver os pobres animais lá paradões, sendo asfixiados lentamente dentro da garrafa, e ficam tocando coisas neles esperando alguma reação!

Em geral ao verem que isso não tem graça nenhuma (o que acontece com frequência) eles chacoalham a garrafa até os bichos ficarem tontos e tacam a garrafa em um lixo qualquer.

Este método é usado por imbecis, crianças retardadas que não pensam no sofrimento do animal e acham graça em fazer uma coisa dessas que só pessoas acéfalas fariam.

Esmagamento por elefante[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Esmagamento por elefante

Cquote1.pngVocê quis dizer: Abraçar sua tiaCquote2.png
Google sobre Esmagamento por elefante

A técnica to esmagamento por elefante foi proibida em todo o território mundial

Mais um método de execução inventada por pessoas problemáticas para destroçar noob, emos e afins, sendo, nesse caso, necessária a presença de um elefante, para que ocorra o dito esmagamento.

Na longínqua Índia, várias pessoas eram presas pelos mais diversos delitos, desde furtos a tráfico de gatinhos. Com o crescente número de presos e a população vivendo mais, chegando aos 30 anos, o governo decidiu que estava na hora de brecar isso, mas como, melhorando o sistema carcerário? Não! Era mais fácil se livrar dos presos, o problema era como.

Mas um ser muito esperto decidiu que a melhor maneira era aproveitando os recursos naturais da região, isto é, utilizando o que a Índia mais tinha: Elefantes. Ele colocava o preso e mandava o animal marchar sobre ele, esmagando o humano. Assim os problemas carcerários acabaram.

Pau-de-arara[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Pau-de-arara

Parece até divertido, mas fique você sabendo que isso é uma tortura, ela parecendo ou não!

Método de tortura muito utilizado no Brasil durante a grande época da Dita Mole Ditadura (se você não sabe quando isso ocorreu está na hora de prestar mais atenção em suas aulas de História, ao invés de ficar no Pornotube o dia inteiro, seu punheteiro).

o Pau-de-arara, bem diferente do transporte tipicamente utilizado pelo povo nordestino, ou mesmo do "negocinho" da Arara (ou de seu poleiro).

É um métofo de tortura que, para muitas pessoas, pode até parecer divertido, pelo fato da vítima ficar de cabeça para baixo e é mesmo muito legal, porém isso é muito mais do que parece, ainda mais se for levado o fato de que ele nunca vem sozinho durante a sua prática (como a forca, que basta uma corda; a guilhotina ou mesmo a decapitação).

Ele sempre vem junto de outros métodos de tortura, o que o torna a pior das sentenças para um condenado, principalmente para aqueles que guardam algum segredo (como um "segredo político"), pelo fato de que o Pau-de-arara é um método que, sozinho, não é capaz de matar ninguém (ou não), tornando o momento uma verdadeira... bom, tortura mesmo (não achei um outro sinônimo aplicável).

Potro[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Potro

Seu Madruga foi uma vítima do Potro

Foi mais uma daquelas técnicas supercriativas criadas pelo pessoal da inquisição espanhola afim de torturar e matar a todos os infiéis viventes da época em questão.

Em um distante e sombrio lugar da Espanha medieval/moderna/contemporânea/futurista um maluco qualquer achou que as técnicas de execução do momento era fracas demais e queria algo mais original, algo que expressasse a força esmagadora de seu Deus, para isso o idiota achou que seria legal esticar membros até onde conseguir.

A técnica foi bem recebida pelos sádicos padres espanhóis, afinal tornara-se mais fácil desmembrar as pessoas, era só amarrá-las ao potro, nome esse dado ninguém sabe por que ou por quem, só sabe-se que tal denominação não possui sentido algum, fato que nos leva a crer que os padres da época usavam coisas estranhas.

Touro de bronze[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Touro de bronze

Touro cagando descansando após exaustiva sessão.

Mais um método de execução bizarramente sádico que a poluída mente humana foi capaz de elaborar no auge de sua crueldade. Sendo tudo culpa de um político italiano que adorava sacanear seus miguxos e fazer churrasco ao mesmo tempo.

O touro de bronze é basicamente uma estatua oca de um touro feita de bronze onde cabe uma pessoa dentro, geralmente a vítima era forçada a entrar no touro por uma portinha bem apertada e daí tacavam fogo no bicho para o pobre coitado ser cozinhado vivo.

O touro se abre no meio, parecendo aquele seu carro quando alguém tenta abrir a porta, aí, alguém entra dentro dele, ficando em um pedaço oco e vazio do touro, tentando puxar um ronco lá dentro. Quando a pessoa fica em uma posição anal e correto, o touro se fecha para ir a parte divertida da tortura. Agora, o torturador vai esquecer sua parte ecológica, e vai acender uma fogueira embaixo do touro, deixando dentro dele quente pra cacete.

Como a pessoa dentro do boi tá mais afim de pegar mico do que ficar lá dentro tendo o rabo queimado até a morte, ela sobe até a boca do boi para tentar respirar. É inútil, porque a boca tá tapada, mas como a pessoa faz muito esforço, o barulho dela dando umas rastejadas lá dentro é ouvidas de fora, parecendo um vaca mugindo no cio. Como depois disso é impossível alguém durar lá dentro, a pessoa morre, é tirado os trapos que sobraram dela lá de dentro, e o que sobrou é atirado no rio Tietê. Quanto ao boi, ele vai acabar sendo deixado em um beco qualquer por aí.

Tortura de pernilongos[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Tortura de pernilongos

Se este infeliz incomodar, torture ele

Você foi picado por algum pernilongo (mosquito) hoje? Você sente raiva quando um maldito pernilongo lhe pica? Você fica coçando e acaba se machucando todo(a)? Só tenho uma coisa a dizer: Ha ha! Mas.... eu não estou aqui apenas para rir de você e de sua desgraça. Tenho uma boa dica para você. Que tal fazer o desgraçado pagar? Você pode se vingar do maldito pernilongo. A tortura de pernilongo é algo muito divertido, que vai fazer o seu "chupador" sofrer. Isto vai espantar os demais pernilongos de sua casa, com medo de sofrer a mesma tortura. MWAHAHAHAHAHA!

A tortura de pernilongos foi criada por alguém que já não aguentava mais esses malditos insetos sugadores. Este alguém percebeu que a tortura de um pernilongo espantaria os demais insetos da casa com mais impacto do que o Raid.

Não se sabe quem criou e quando foi que a força foi usada pela primeira vez, mas no ano de 2007 um vídeo com cenas chocantes de tortura de pernilongos foi colocado no site assustador.com.br. Muitas pessoas ficaram traumatizadas com as cenas vistas, mas alguns gostaram da ideia. Infelizmente (para os insetos) a moda pegou e muitas pessoas conseguiram colocar a raiva pra fora, torturando estes insetos com pernas longas depois de uma série de chupadinhas.

Cada vez mais pessoas começaram a usar esta técnica brutal de controle de pragas e cada vez menos pernilongos apareciam para jantar sangue humano. Pessoas comuns usavam esta ferramenta da sofrimento nos pequenos insetos, que não têm culpa de terem nascido assim.

O sadismo tomou conta do mundo e a tortura de pernilongos se transformava em competição. Assim surgia a mais terrível forma de tortura de insetos já vista pela sociedade nos últimos 10 minutos (Ou mais, se você demorou mais tempo para ler).

Tripalium[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Tripalium

É mais uma daquelas técnicas marotas que os humanos criaram para fazer desumanidades contra humanos que não são os desumanizadores, se você entendeu, ou não, cabe a sua insossa massa encefálica.

Uma vítima pós-Tripalium

Tripalium foi inventado no auge do grandioso império romano, por alguns soldados que não tinham nada melhor para fazer além de torturar escravos e estuprar gaulesas. Esses soldados em momentos de tédio tentavam empilhar sob a forma piramidal três gravetos, mas só conseguiram com estacas, observando a posição das estacas os sádicos bondosos militares viram que naquela posição seria divertido supliciar escravos e congêneres.

A técnica foi espalhada por todos os obscuros cantos do império afinal todo soldado romano que se prezava adorava brincar dessa forma, a técnica se popularizou, mas logo perdeu a popularidade, os romanos perceberam que era bem mais divertido crucificar noobs, que o diga um tal de Jisuis.

Ninguém sabe ao certo o que ocorre, as areias do tempo foram implacáveis com esse método de tortura, tudo que sabe-se é que haviam três paus, tri = três palliun = aquele carro da FIAT Paus. O torturado era amarrado neles aposição fica por conta da sua mente e, lá, ele era supliciado, até quando os torturadores cansassem.

Isso só ocorria, costumeiramente, após umas 15 horas, ou mais dependendo do ãnimo e da quantidade de 51 que os soldados ingeriram antes e durante a tortura.

Métodos de Execução[editar]

Afogamento de Formigas[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Afogamento de Formigas

Formiga que se salvou de um afogamento, transformando-se mais tarde em um belo Papel de Parede

É o ato do pobre, rico, idiota e de todas as "classes sociais" em passar o tempo se divertindo com a desgraça dos insetos. Segundo ´Freud (porque Freud explica tudo!) isso acontece devido ao tempo cronológico lento e retardado da pessoa que acaba deixando-a com tédio, provocando tipos de comportamentos doentio e assassinos, como, afogar o ganço a formiga. (Por que, o ganso que é bom, ninguém afoga!)

Quando a criança (ou o "adulto") resolve afogar formigas, ela prepara uma emboscada estilo Macgyver, joga um farelo de pão doce, ou qualquer outra porcaria que contenha açúcar, dentro de um pote qualquer, e espera os insetos idiotas e inocentes caírem na isca.

Ai, é só tacar em uma bacia d'água ou em uma maravilhosa Piscina de 1000 litros (no caso da piscina de 1000 litros, é para dar uma sensação de mar aberto as formigas) e acabou!, fica lá olhando as miseráveis se afogar.

A quem quer fazer algo semelhante ao Titanic, e costuma tacar gelo dentro da piscina. Os mais profissionais, fazem isso dublando as formigas como se fosse a Rose e o Jack, porém no final, a formiga Rose também morre afogada.!

Asfixia[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Asfixia

Cobras: As maiores asfixiadoras do universo

É todo ato de supressão do oxigênio de forma natural ou induzida para a ostentação da vida de um organismo que respira de forma aeróbica, ou não (tá complicado pra entender? tenha um dicionário do lado então, colega, ou vá estudar um pouco de Biologia seu burro).

Vamos explicar de uma forma que os bons ignorantes desse país entendam. Asfixia é quando o corpo não consegue de alguma forma obter oxigênio (aquele gás que se respira) para manter o seu sistema respiratório (basicamente o pulmão, já que você pensa que ele é o único orgão do sistema respiratório mesmo) em funcionamento e, com isso, tem uma parada respiratória que o leva ao desmaio, com direito a mão na testa e tudo mais, bem dramático (ui, nega!) ou mesmo a um encontro, só de ida, com a morte.

Vendo que isso era uma mão na roda para variar um pouco mais dos variados tipos de execução que estavam virando rotina no mundo, a asfixia também acabou sendo adotada com uma Pena de Morte em alguns locais do Brasil mundo (agora não me pergunte quais lugares eram esses, aí tu já quer demais).

A asfixia também já foi um método de tortura e de morte em muitas épocas, atualmente, se ainda a usam, é mais para se obter confissões de prisioneiros, já que a falta, mesmo que momentânea, de ar é quase como se encontrar com a morte e a ouvir chamando-nos para o seu lado (MWAHAHAHAHAHA!).

Bestiarii[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Bestiarii

É mais um dos vários meios de execução que a mente humana conseguiu inventar, nesse específico caso, homens, mulheres e seres como você são postos na rinha para lutar contra animais selvagens, que vão desde leões e tigres até chinchilas.

No império romano, terra de Césares, Augustos e Sócrates, haviam muitos delinquentes, e todos como mandam o célebre livro "O Pequeno Príncipe", devem ser mortos das formas mais dolorosas e dilacerantes possíveis. E como os romanos sempre tiveram imaginação fértil para execuções, Jesus que o diga, logo eles imaginaram uma forma que incluísse zoofilia com muito, muito sangue, para resolver isso eles criaram a execução por bestiarii, plural de bestiarius que significa morte besta, morte estúpida.

Como todo bom ser humano os romanos adoravam rir das cagadas dos outros na mais divertido que mortes estúpidas, mas como fazer tal coisa? Bem simples, põe um Dragão Koala ou um Lobo Azul Voador na frente do indíviduo que ele vai se cagar e será assassinado sumariamente, como o povo romano era sádico tal método de execução não era só plausível como seria divertido.

Após as execuções, para não perder nada eles usavam os executados para a fabricação de churrasco grego, iguaria muito apreciada na época, afinal romanos sempre pagaram pau para o pessoal do peloponeso. Já os animais aos poucos foram ganhando status, chegando a se tornar ídolos infantis ganhando até mesmo adaptações para o cinema.

Cadeira Elétrica[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Cadeira Elétrica

Cadeira eletrica em países pobres.

A cadeira elétrica é um confortável artefato do uso cotidiano, infelizmente ela só existe em alguns países, para usá-la devemos praticar atos que os puritanos classificam como más ações.

O uso pode trazer algumas reações, porém até hoje não há registros de alguém que tenha estado numa cadeira elétrica e tenha feito reclamações formais posteriores sobre algum desconforto.

A única reclamação existente foi de uma comunidade do Texas (EUA) onde disseram haver um apagão logo após o uso excessivo do equipamente com detentos que estavam dispostos a relaxar um pouco do estresse do dia-a-dia.

Foi inventado por um dentista (sádico), e depois disseminada por Thomas Edson que pensou na cadeira elétrica como sendo um poderoso estimulante sexual para sua parceira, Joana Dark, muitos acreditavam que Maria, como Joana era conhecida durante o dia, lembrando que à noite ela se transformava em João, era frígida e não ficava ligadaça com os métodos sexuais pouco convencionais de seu parceiro.

Para resolver esse problema, ele criou esse objeto, que hoje é considerado o maior trunfo da ergonomia, porém, como toda invenção ele teve que realizar testes.

Câmara de gás[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Câmara de gás

Câmara de gás...Muito eficiente, por sinal

É um dos falhos métodos de execução em massa criado pelos alemães, leia nazistas, na Segunda Guerra Mundial, ficou eternizada como a máquina para exterminar judeus e comunistas, afinal dizem que milhares foram mortos aí, principalmente naquelas fazendinhas na Áustria e Polônia.

Ao que tudo indica, o instrumento foi criado pela própria sádica mente de Adolphinho, era segundo o Imperador emo a maneira mais divertida eficaz de eliminar os impuros, os não-arianos, ou seja, os judeus e os comunistas, durante a Segunda Guerra a técnica foi utilizada em larguíssima escala, principalmente nas proximidades das pacatas regiões de Auschwitz e de Varsóvia.

Ao longo dos anos da guerra mais e mais pessoas foram mortas, findando apenas quando os alemães cansaram e foram assar salsicha e fazer chucrutes. Hoje em dia, ela, ainda, é utilizada em países fascistas, tais como os Estados Unidos da América. Na terra de Mr. Bush a câmara de gás é uma das técnicas de execução para a pena de morte.

Crucificação[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Crucificação

Carregar uma cruz não deve ser tão difícil, mas estando todo esfolado e com uma coroa de espinhos deve complicar um pouco.

É a condenação à morte mais discutida entre todas as outras formas de condenações, tanto de prisioneiros, quanto as de pessoas consideradas realmente perigosas para a sociedade de antigamente (falo antigamente porque, hoje, tal prática é combatida e somente realizada com forma de manifestação idiota religiosa), devido a sua forma brutal e torturosa para com o réu em seus últimos momentos na Terra. Tipicamente adaptada pelos romanos, a crucificação consistia em (primeiramente) flagelar o condenado à ela e depois pregá-lo em uma enorme cruz de madeira de Lei. A flagelação ocorria pelo fato de que somente a crucificação não mata ninguém (ou não), mas a partir do momento que você já está todo esfolado e é pregado em uma cruz de pau, o trabalho de conseguir viver, respirar, ou pelo menos falar, torna-se bem mais complicado para qualquer um submetido a todas essas sessões de torturas. Duvida? Tenta fazer então pra você ver.

Ela foca na vergonha e tortura, principalmente se o condenado for alguém altamente influenciado pela moda, que certamente irá pensar Cquote1.png Que tortura carregar essa cruz tão brega na frente de várias pessoas! Cquote2.png A vítima era pendurada de braços abertos, adivinhe onde? Isso mesmo! Em uma cruz!!! Se os carrascos forem com a cara da pessoa ela apenas era presa na cruz por cordas, mas se eles não gostassem... MWAHAHAHAHAHA! O condenado tinha os pés e as mãos pregado (com pregos mesmo). Depois da câimbra, iam lá e quebravam as pernas do azarado e depois de ficar tanto tempo sofrendo sem poder se mexer o cara morria. O condenado mais conhecido é Jesus, sua morte ficou tão popular quanto especial de fim de ano da Globo com Roberto Carlos.

Decapitação[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Decapitação

Essa belezinha espera por você, Anônimo, MWAHAHAHAHAHA!

É uma das mais de oito mil formas que alguém pode perder a cabeça, isso no sentido literal da palavra, nada de metáforas ou coisas do tipo, ou seja, ter o seu objeto pensante arrancado de alguma forma brutal de cima de seu pescoço, espirrando sangue e coisas do tipo para todos os lados. Quando esse "pequeno acidente" vem a acontecer, geralmente o indivíduo que perdeu a cabeça e não a conseguiu recolocar no momento certo vem a óbito, para a alegria tristeza das pessoas que o admiravam, se é que não foram elas próprias que fizeram isso a ele (nunca se sabe). Adotada como a melhor forma de execução de antigamente (mesmo que atualmente ainda ocorra, só que com menas frequência), a decapitação sofreu várias modificações ao longo do tempo, deixando no chinelo até mesmo a evolução das câmaras de gás, que mudaram bem pouco se comparado às várias formas de se tirar uma cabeça de cima de um pescoço.

A decapitação oferece a sua vítima a chance de se despedir antes de ir pro beleléu (algo que não acontece com uma injeção letal, por exemplo), sendo que é bem mais rápido e indolor do que uma simples facada no coração, já que a pessoa ainda agoniza antes de morrer, o que é sofrótico demais. Foi com esse pensamento que a decapitação foi criada, proporcionar ao seu utilizador uma morte rápida e sem muitas lágrimas (ou não). Amadoramente falando, até mesmo com o tiro de um 3oitão pode-se decapitar alguém, basta que seja dado o tiro com a bala certa e no local exato para que a cabeça rôla role, mas somente os puros de coração que tem mais sangue frio podem fazer tal coisa secamente e sem errar.

Defenestração[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Defenestração

Morre, filho da puta!

É um esporte criado na França durante a Revolução Francesa. Devido à falta de guilhotinas, pois tinha muita gente sendo decepada, muitos franceses foram atirados pela janela. Seu nome inicial foi Queda da Bastilha mas, como o dito palácio acabou sendo emplodido no governo Collor passaram a usar a expressão de "Não Fenestra" Janela.

Outros dizem que surgiu por causa das noivas que descobriram que foram chifradas traídas, e tacavam as coisas dos maridos (ou as vezes os próprios maridos) pela janela, isso era uma situação muito engraçada, dizem que o nome surgiu porque um cara disse no ouvido de uma mulher "defenestras?", ela achou que era algum tipo de posição sexual, achou-o pervertido e arremessou ele pela janela.

Atualmente esse esporte é muito praticado por nerds Tibianos quando o computador trava enquanto ele está jogando Tibia, Punks (contra Emos),RPGistas jogando com Vampiros Malkavianos gigantes de três cabeças (contra o que der na telha), e pelo João Gordo contra o Dado Dolabela.

Desmembramento[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Desmembramento

Também conhecido como arrombamento, é um tipo de execução, onde o indivíduo é morto pelo arrancamento dos membros:Os braços e as pernas, e se caso o indivíduo onde é aplicada a pena for homem, o seu pênis!

A técnica do desmembramento era muito popular na China e na Europa, onde o maldito grande Átila, o Huno desmembrou milhares de pessoas por puro hobby e diversão.A Igreja Católica durande séculos a Reforma Protestante mataram dezenas de milhares de inocentes hereges por desmembramento.

Empalamento[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Empalamento

Alguns exemplos dessa dolorida técnica

Empalamento é o que pode-se chamar de coisa desagradável. Empalamento consiste na introdução de um pau objeto duro no ânus ou vagina de outra pessoa, só que não tem relação nenhuma com qualquer espécie de sexo, pois ele também pode ser feito pelo umbigo.

Essa coisa dura é na verdade uma estaca, não o que você estava imaginando, essa estaca é enfiada você sabe muito bem onde e ela traspassa a pobre vítima, até sair pela boca, sendo o cúmulo do prazer pelos sadomasoquistas.

Tudo começou com (brasileirinhas anal com kid bengala) no início dos tempos, alguns até dizem que o primeiro caso ocorreu quando Caim matou Abel, segundo uma vez que o espírito de Caim baixou lá num terreiro de Salvador ele assumiu que havia empalado o irmão com o galho daquela famosa macieira.

No entanto a teoria mais aceita pelos estudiosos da técnica é que ela na verdade surgiu na Assíria, em plena Mesopotâmia, no século XI antes de Cristo nessa época os assírios, o povo mais sanguinário que já existiu, costumavam inserir estacas no cu dos subjulgados e deixá-los morrer de hemorragia e o mais bizarro de tudo, eles faziam disso um show.

Forca[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Forca

Não tente fazer isso em casa

Um dos instrumentos sexuais usados para a execução dos azarados das pessoas condenadas à morte, sendo que ainda é um dos poucos métodos de execução do passado que ainda é praticado nos dias de hoje (diferente da decapitação, que só é realizada de forma amadora e sem carrascos formados na área da execução).

No passado, era o tipo de condenação mais comum em todas as partes do mundo (menos no Brasil, já que ele não era considerado parte do mundo ainda demorou a ser "descoberto"), por ser uma forma de matar os condenados à uma morte simples, fácil e que poderia ser bem rápida ou dolorosa, sem falar de uma morte limpa, já que o mínimo de sangue era retirado do corpo da vítima durante a prática (sendo que, algumas vezes, nem sangue se tinha durante a execução, para a sorte dos mais hematofóbicos). Além disso, era algo que poderia ser feito à distância, sem que houvesse o contato direto com o preso (de forma automatizada), fazendo com que os telespectadores pudessem apreciar tudo de longe sem sofrerem nenhum dano, diferente da do uso da guilhotina que, além de fazer o maior estrago no corpo da vítima, ainda sujava tudo ao seu redor.

Fuzilamento[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Fuzilamento

O comandante resolveu encurtar de vez a história. e foi rebaixado de patente pela burrice!

É uma das mais comuns, rápidas e barulhentas formas de execução que a humanidade em seu ápice criativo conseguiu elaborar, sendo necessário para a prática apenas um (ou mais) fuzil, uma ditadura, um (ou mais) subversores do regime vigente e um muro para que os pedaços de cérebro e órgãos não voem muito longe.

O fuzilamento ocorre da forma simples e tradicional há mais de um século, é necessário antes de tudo a correta condição político-social para a prática, apenas sob o totalitarismo o fuzilamento é capaz de atingir seu pico de perfeição, num regime com um tirano sanguinário fuzilamento são rotineiros e até mesmo considerados pela populaão como momentos de reunião com os amigos para rir do morto.

Para a prática ser posta em prática há a necessidade de militares submissos e um jovezinho drogado com ideias subversivas ao regime, esse cara é preso, apanha até confessar tudo, mesmo o que ele não fez e é condenado a morte sumariamente, é posto contra um muro junto com outros iguais a ele, ou não, e os soldados, com fuzis, descem a bala.

Garrote vil[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Garrote vil

O Garrote vil dos dias de hoje

O garrote vil surgiu na Espanha, na época da inquisição e foi largamente utilizado durante a contra-reforma, seja para matar pagãos infiéis, leia protestantes, seja para matar o tédio dos sanguinários padres da época, que, em hipótese alguma, rejeitavam uma boa carnificina aos fins-de-semana.

A técnica foi amplamente difundida ao redor do mundo sendo utilizada além da Europa, em países longínquos como o Brasil. Há dados concretos de que o glorioso Dom Pedro I, nosso primeiro e mais sanguinário imperador. Ele mandou o frei Caneca para essa sórdida execução.

Cquote1.png MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.png
D. Pedro sobre garrote vil.

Esse método de tortura/execução fez tanto sucesso que até 1975 era utilizada com respaldo da lei, isso na Espanha, hoje é usada clandestinamente por membros de organizações criminosas como a Igreja Universal e a Maçonaria.

Holocausto[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Holocausto

Um mano da raça afro usado como escada aos manos que usam o holocausto

Foi um marco histórico na Alemanha quando o inventor Adolf Hitler da FACA (Faculdade de Ciências Alemã) descobriu uma forma barata de desenvolver hologramas a partir de soda cáustica.

O holocausto na verdade foi um pretexto para os judeus roubarem o território dos árabes e criarem o estado de Israel, além de implementarem as suas técnicas de roubo avançado de gravatas e instituir o "pão-durismo estratégico".

Como os judeus interferiram na criação de tamanha tecnologia, hoje os Alemãs são todos gays porque o Adolf Hitller era gay . Mantidos lacrados nas telas de plasma e LCD impressos, sendo que poderíamos ter hologramas mais abertos se fossem feitos usando o vapor do urânio enriquecido, ou mesmo alguns mais portáteis obtidos no processo de sexo do holoácido, além de que as piadinhas antisemitas estagnaram de vez, porque os judeus novamente temiam que elas inspirassem no 4º Reich e na geração de inventores alemães clonados com tecnologia de ponta. Reza a crença que nasce um a cada anticristo.

Injeção letal[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Injeção letal

Cquote1.png Eu disse pra menina que ela não podia ir na execução do tio dela comigo mas não, ela quis ir junto daí ela tá assim! Cquote2.png Injeção letal traumatiza...

É mais uma daquelas técnicas de execução de prisioneiros tão desumanas quanto a própria humanidade, o negócio consiste na injeção de uma quantidade cavalar de substâncias tóxicas na veia de um pobre psicopata estuprador fã do Fresno, depois de injetado: Ploft! O cara morreu sem dor, ao menos o cara que injetou não sentiu nada.

A injeção letal é muito utilizada em países desenvolvidos e com tendências humanitárias, tais como EUA, Inglaterra, Alemanha e Mordor. Os médicos afirmam que é rápida e indolor com total certeza, apesar deles jamais terem se submetido a qualquer procedimento que torne a afirmação levemente verossímil.

A composição varia de país para país, mas geralmente é feita de resíduos tóxicos da água japonesa onde o Godzilla deixou de ser um simpático girino para tornar-se uma besta-fera horrenda e profundamente carismática, adiciona-se Dolly em doses cavalares, margarina Delícia, Ki-suco e Whisky falsificado, joga isso na corrente sanguínea de qualquer coisa que o ser já era, podendo até mesmo explodir.

Morte a colheradas[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Morte a colheradas

Um assassino prestes a te torturar com colheradas

É a mais bizarra de todos os métodos de execução já inventados, isso por ser o meio mais lento e ineficaz de matar alguém, já que para completá-la é necessário anos de dedicação e uma absurda paciência, além do fato da vítima ter que permanecer quieta.

Há muito, muito, muito tempo atrás, na longínqua região do Acre. Nesse distante local, um certo ser, num certo dia, de um certo ano, começou a perseguir seres desavisados com uma colher prateada, que não é, necessariamente, de prata. Afinal, estragar uma colher de prata batendo na cabeça de um noob é desperdício.

Esse maluco homem que começou tal hábito pôs-se a perseguir pessoas munido com sua colher aterrorizadora. Tudo prosseguiu conforme seus planos as pessoas, a seu ver logo o temiam, mas, na verdade, achavam-no um pentelho e tramaram para se livrar dele, amarraram-no a um poste e obrigaram-no a assistir durante horas a fio todas as temporadas de Malhação. O pobre não resistiu, morreu nas mãos do povo de lá, mas jurou vingança, grande coisa, depois de morto o cara vai fazer o quê?

Morte por mil cortes[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Morte por mil cortes

É uma técnica de execução usado pelo pessoal de olhos puxados e fabricantes de porcariazinhas que você compra nos camelôs da Rua 25 de Março, ou seja, os japoneses chineses.

A técnica foi criada na China medieval, quando o espiritismo era a religião do Estado e perseguia todas as outras, tais como o pastafarismo. Durante esse período de repressão muitos foram mortos fatiados por esse método de execução usado, na época, em escala industrial na China da época.

Milhares de pessoas chineses foram assassinados fria e cruelmente dessa forma pelo governo do ditador FHC. Isso ocorria em praça pública, em filas colossais, nas horas do almoço. Mas certo dia o povo se rebelou e depôs o ditador, elegendo um democrata para o poder, o incrível Mao Tsé Tung.

Com uma daquelas faquinhas cegas de plástico, aquelas que se quebram quando você tenta comer o bolo de aniversário da festinha da sua prima pirralha, com tais instrumentos o torturador passa a retalhar em diversos pontos do corpo do acusado, previamente condenado sem qualquer julgamento.

A pessoa é cortada em diversos pontos mil vezes e morre de hemorragia.

Pena de morte[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Pena de morte

Os países que aprovarem a pena de morte não vão mais precisar de fogueiras assim

Também conhecida como "pena capital" ou simplesmente "aquela pena que manda o condenado comer capim pela raiz", é basicamente um tipo de sentença que costumam dar aos presos quando se cansam deles e decidem encurtar o seu caminho direto para o inferno. Apesar do nome, não, não se trata de jeito nenhum das penas de um pássaro chamado morte.

A pena de morte é apenas uma desculpa esfarrapada para se matar alguém legalmente. Embora os condenados não achem isso nem um pouco legal, mas o governo sai lucrando pois não precisa sustentar um infeliz na cadeia por décadas e a mídia ganha também quando alguém famoso é condenado, ou por acaso você não comprou aquela edição da veja que anunciava a morte de Saddam Hussein?! Menina, foi um babado!

É claro que, para vários países que aprovam matar seus condenados, tem sempre vários outros que, por um motivo ou outro, odeiam essa ideia. Alguns consideram-na maldade, outros tem medo de ver sangue, e alguns simplesmente já estão com seus açougues mais do que lotados de carne humana, seja devido a doenças ou a violência urbana na região e não precisam de excedentes.

Serração[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Serração

Deve doer um pouquinho isso, não?

Considerado uma dos métodos mais toscos cruéis e selvagens de execução, a Serração (não confundir com "cerração" - ou neblina - pois essa é com "C" e a de que falaremos é com "S", aprenda pelo menos isso na sua vida) foi muito utilizada pelas décadas de 1900 e guaraná com rolha como uma pena de morte em que o indivíduo tinha mesmo que sofrer (e muito) para apagar as suas culpas (bom, com esse método sendo praticado, não tinha como ele não sofrer). Pela sua brutalidade realizacional e o sangue frio que somente o Tarado da Machadinha poderia ter e mais ninguém, esse método acabou sendo infelizmente deixado de lado por um longo tempo, sendo que até hoje ele ainda não voltou a ativa como antigamente (pelo menos ninguém vê mais ele sendo praticado), para a tristeza dos mais sádicos, que ainda torcem para que esse método de execução volte com tudo (isso porque não é eles que limpam a cagada depois que essa coisa termina). Conheceremos agora um pouco dessa torturosa (e bota torturosa nisso) e grotesca prática de condenação.

Tapocrifação[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Tapocrifação

É mais uma técnica de execução criada pelo lado negro afrodescendente, e extremamente criativo, da mente humana. É um método bem cruel, mas eficaz, que consiste em abotoar o paletó de madeira com ela viva dentro.

Ninguém sabe ao certo, como e quando surgiu, nem quem foi o sacana que inventou esse método de execução. Mas teorias falam que surgiu nos tempos pré-históricos, quando homens e mulheres ainda usavam Bipe/Pager. Nessa época, próxima a invenção da roda era comum os trogloditas neandertais sacanearem os nerds da época, jogando-os dentro da CPU de seus computadores e os enterrando. Dessa forma nascia a Tapocrifação.

A técnica se tornou, aos poucos, muito utilizada ao redor do mundo, netos, filhos, sobrinhos, começaram a mandar seus progenitores para debaixo da terra.

Todos motivos que justificam o hábito, que pode ser considerado, um tanto quanto, extremo.

Pessoas adpetas[editar]

Inquisição Espanhola[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Inquisição Espanhola

Torturas podem sujar as salas de onde são feitas

Foi uma instituição usada na idade média para assegurar que todas as pessoas da espanha estivessem ouvindo as palavras do chefão, mais conhecido como Deus, que estava nem aí para a história e deixou rolar. O nome, apesar de ser espanhol, valia para qualquer país do mundo. A inquisição era considerada espanhola porque os europeus não queriam ofender os miguxos espanhóis deles, nem queriam parar de encher grana até o cu com a parceria entre eles.

A Santa Inquisição refere-se a instituições de santos que tinham uma espécie de policiais/psiquiatras que foram responsáveis ​​por torturar os heréticos e loucos para propor algum tipo de investigação científica que não está de acordo com as escrituras, como a Lei de Murphy, a terra é redonda ou que o Michael Jackson ainda está vivo. Para esta arte da tortura, a Inquisição tinha algumas ferramentas modernas e práticas para implementar alguns métodos estranhos, mas eficaz contra os criminosos.

Ivan, o Terrível[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Ivan, o Terrível

Ivan e a barba mais bonita da Rússia

Foi um czar (o primeiro czar, o fundador do Czarismo, o grande czar, o maior czar, o melhor czar...) nascido e criado em uma família de exterminadores de ratos, viveu a vida toda na gelada província de Dudinka e com certeza foi um sujeito bem legal. Foi uma das poucas personalidades da história que conquistaram o mundo.

Foi um dos maiores ditadores líderes da história. Matou algumas pessoas, destruiu algumas cidades, coisas básicas que um líder deve fazer. Em alguns lugares ele é considerado um monstro. Ainda hoje, em certos países, ele é o vilão de histórias infantis, substituindo personagens como o Lobo Mau, a Bruxa Velha, a Madrasta Má e o Zeca Urubu. Jogava War como ninguém, talento decisivo para suas campanhas militares.

Jigsaw[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Jigsaw

Jigsaw em sua infância.

É um sujeito que, por não ter ganho um Playstation no Bom Dia & Cia quando criança, resolveu começar a jogar outros tipos de jogos...

Sua mãe estava grávida dele e teve um aborto espontâneo de 7 meses por causa de um drogado chamado Cecil, que a trancou entre uma porta. John também descobre que tem um câncer incurável. Desde então, decidiu testar onde o corpo humano consegue aguentar mais dor.

Jigsaw é na verdade mais conhecido pelo seu boneco, cujo nome é Billy. Normalmente, as pessoas não fazem ideia de que por trás dos assassinatos o verdadeiro responsável é humano, logo, sempre que se fala em "Jogos Mortais", essa é a primeira coisa que vem a cabeça do grande contingente de acéfalo e ignorantes que fingem conhecer os filmes para parecerem "cults" dentro das comunidades de seus adeptos. Além do mais, a maioria das pessoas sequer sabe que o boneco chama-se "Billy", e costumam referir-se ao mesmo como "palhaço dos Jogos Mortais", sendo que ele é na verdade uma marionete.

Josef Mengele[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Josef Mengele

Adolf Mengele

Foi um sádico médico alemão que fez merda atuou no regime nazista. Super conhecido por realizar experiências bizarras em seres humanos, Josefinho nasceu em 16 de março de 1911 em Günsburg. Conhecido também como "Anjo da Morte" devido ao pseudonimo que usava em suas sessões Sado-Masoquistas onde ele era enrrabado por dezenas de Judeus. Josefinho foi oficial sádico médico da principal câmara de tortura enfermaria do campo de Boiolanau, que fazia parte do complexo Auschwits. Porém, ele não foi o fodão oficial médico chefe, acima dele estava o também sádico médico Eduard Wirths. No fim da Segunda Guerra Mundial, Josefinho ficou com medo e saiu correndo pra não se foder fugiu da Alemanha, passando por alguns países, até encontrar refugio na Argentina, e ao lado de seu filho Maradona, permaneceu muitos anos por lá, até vir morrer aqui em Bertioga, no litoral paulista, em 7 de Fevereiro de 1979.

Lampião[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Lampião

John Lennon Lampião

Lampião foi um cara mau, bom de tiro e bom de faca, mas morreu enfrentando o exército brasileiro e todos seus comparsas foram juntos para o saco.

Depois de tentar invadir Mossoró que é terra de cabra mais macho ainda levou uma chuva de chumbo e sai com o rabo entre as pernas...prometendo que nunca mais voltava lá.

Dizem que arrancaram a cabeça de Lampião porque não conseguiram tirar o chapéu, visto que a cabeça dele era como de cearence (muito grande). Os "feiosos", como chamavam os cangeceiros os policiais frouxos daquela época, queriam tirar o chapéu de Lampião, após tê-lo matado, para ver se encontravam algum tipo de roubo escondido.

Mas não conseguiram. Com demasiada raiva, degolararam o infeliz e aproveitaram e arrancaram a cabeça de todos os outros, inclusive a cabeça bonita de Maria Bonita.

O Assassino Terrivelmente Lento com a Arma Extremamente Ineficiente[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: O Assassino Terrivelmente Lento com a Arma Extremamente Ineficiente

Eis o Assassino Terrivelmente Lento com a Arma Extremamente Ineficiente

Era um antigo jogador de Tibia, mas que morreu na frente do computador de decepção por ser um level 9, e ter morrido para o Rato Tibiano, e depois dele ter morrido, ele jurou tentar pertubar idiotas como Eu e Você, batendo com uma colher.

Alguns dizem que ele é filho de Samara com o filho do filho do Chucky, outra teoria diz que ele já foi Thomas Tramon Tina, chefe do império talherífico de talheres Tramontina, que por sua cobiça por talheres foi amaldiçoado por Loki a vagar pela eternidade aplicando o castigo naqueles que usavam inadequadamente os talheres.

A técnica dele é Bater com uma colher 3496027190980293740 vezes na cabeça de uma pessoa até que ela sinta pelo menos um formigamento.

Psicopata[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Psicopata

O significado da faca pode ser substituição à ausência de tamanho.

Se refere às muitas das psicoses, mas o termo é mais mal entendido como o que seria sociopata, uma das psicoses que faz a pessoa ser um filho da puta e mesmo os tipos de psicosociopatas violentos podem demorar a ser descobertos, e ainda ter um Juca, laranja pagando no lugar deles. É verdade que o macaco humano tem mesmo reações psicóticas, a diferença é que o pisicopata comete essas mesmas coisas sem jamais sentir remorso, e nunca pensa em parar. Já um ser humano normal pode muitas vezes nem ter culpa e ainda assim, sentir remorso tendo que se esforçar para ser prático, mesmo quando é uma boa hora de pedir que os pais parem de encher o saco à toa (ou não).

Vlad Tepes[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Vlad Tepes

Vlad Tepes depois de torturar turcos

Filho de Vlad II, o Drácula e neto de Vlad I de Valáquia, foi um príncipe romeno que mandou embalar milhares de turcos no século XYZ. Matou cerca de 99,99% da população turca daquela época. Acredita-se que, se não fosse a intervenção de Vlad, a Turquia hoje seria o país mais populoso do mundo, com aproximadamente 3 bilhões de habitantes.

Reza a lenda que Vlad pessoalmente embalava suas vítimas, com muita crueldade, deixando estas pessoas morrerem aos poucos nas embalagens de papel de presente. Sua história deu origem à vários famosos contos da ficção de horror, tais como Drácula, Menina do bambu e Capitão Nascimento da vassoura.

Chris McLean[editar]

Pesquisa.pngVer artigo principal: Chris McLean

Chef Hatchet e Chris ganhando o Oscar de Torturador de confinados

É o apresentador da Ilha dos Desafios e do Luzes, Drama, Ação e também de Total Drama World Tour. É rico, apesar de 70% dos lucros gastos no programa são retirados do salário dele. Ele apresenta seu programa fazendo idiotices e torturando os confinados do Big Brother Luzes, Drama, Ação, além dos seus camera-mans e produtores do porgrama. Para dizer quem sairá do reality-show, Chris entregava Marshmallows ou troféus de Troféu Imprensa Oscar com seu corpo no lugar da estátua.

Chris adora destruição e caos na ilha, mas nunca desiste de transformar os derrotados em escravos e os vencedores em torturados ou apresentadores de programas pornô que falam (e torturam) os ex-confinados.

Video[editar]

Ver também[editar]