Ano-Novo

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos!
Não recomendo para menores de 18 anos!
Este artigo possui cenas de nudez, uso de dorgas ilícitas e muita pancadaria. Que maravilha!!
Yoda.jpg
Este artigo ou seção de artigo trata do futuro. Tudo que for escrito a partir daqui foi baseado nas premonições do Mestre Yoda.
Clique aqui para mais premonições do mestre Yoda você ver.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Ânus-NovoCquote2.png
Google sobre Ano-Novo

Wikisplode.gif
Se quer ler um artigo com fontes fiáveis, a Wikipédia tem um artigo sobre: Ano-Novo.


Ano-Novo é um festejo que acontece na virada do dia trinta e um de dezembro direto para o dia primeiro de abril, que é considerado o dia da mentira, nesta época do meio do Dânus é comum haver uma reunião festiva, festinhas na casa do vigário, e coisa e tal, e tal e coisa; muitos comemoram com uma ceia, outros com um seio na boca, isso acontece para comemorar a passagem do ânus.

Os fogos[editar]

Fail (pra sorte dele), quase que entra no cu...
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Fogos de artifício

É aquele bando de faísca colorida que todo mundo solta quando dá meia-note, geralmente dura vinte minutos, mas pode durar a noite toda, dependendo do local e da inteligência de quem os solta. Os fogos de artifício foram criados no século XVII pelo cientista chinês Kung So Kadoi, que queria inventar a maneira mais chata possível de se acordar alguém, muitos acreditam até hoje que ele tenha conseguido.

Ele se trancou durante meses em seu laboratório secreto, só saiu quando conseguiu algo grande, barulhento e que explodia, mas quando ele foi testar em sua esposa, ele ligou o dispositivo, e ninguém teve nem tempo de reagir pois a casa foi queimada de cima a baixo, a explosão lançou uma onda de choque que abriu uma cratera no chão e incendiou a casa de um tio conhecido como Satanás, criando o inferno.

Isso acontece 90% das vezes em que você solta um fogos de artifício, no Superman e nos paraquedistas

Claro, depois de muito tempo, outros fogos começaram a surgir, de várias cores e tipos, mas o barulho é sempre o mesmo, chato. São de grande utilidade, depois de tanto tempo, seus usos originais mudaram muito, hoje servem tanto para se soltar em uma pelada de domingo naquele jogão chato e idiota que apenas tios peidorreiros e barrigudos assistem, assim como quando seu time ganha ou quando é Ano Novo, quando tem o show de fogos de artifício nas cidades que tem dinheiro pra isso, também serve para acordar pessoas (pois foi criado com esse propósito), além de assustar gatinhos cheirados e cachorros.

Muito cuidado, pelo fato de ser explosivo e alguém poder perder o olho ou qualquer outro membro, existem certos cuidados a serem tomados, como o de checar se está virado para o lado certo, não dar para crianças menores de três anos por conter pequenas partes (explosivas) que podem ser engolidas.

Coisas inflamáveis queimam quando entram em contato com os fogo de artifício, por isso afaste coisas explosivas, como barris de nitroglicerina ou gasolina, ou aquele teu fusca todo véio e fudido que você encheu o tanque hoje, também emitem radiação, por isso é bom você vestir uma roupa anti-radiação ou se esconder dentro de uma caixa de chumbo antes de solta-los.

Razões pra odiar o fim do ano[editar]

Curioso...
Sabia que mais de 300 pássaros morreram queimados para que você pudesse assistir este espetáculo???

Há mais motivos para se lamentar o término de um ano do que os especiais do Faustão e o show do Robertão. Por mais que você tente se convencer de que é tempo de paz, a época de festas, com o Natal e o Réveillon juntos, é um porra porre.

  1. Presentes: Você nunca recebe o que pediu. A maioria dos presentes não prestam ou não servem. Se lhe dão sapatos, eles são 2 números abaixo do seu. E a sua tia acha que você ficará um charme com a camisa havaiana com estampas de coqueiros que comprou. Em compensação, você ganha um estoque de meias para uma década. Todas de cor bege com bolinhas vermelhas.
  2. Programação de TV: Além dos especiais acima citados os canais são invadidos por filmes natalinos. Você vê a 385ª reprise de Esqueceram de Mim. Sem falar na overdose de filmes que se passam na Roma antiga. A quantidade de marmanjos usando saias e sandálias só é superada por festas gays à fantasia.
  3. Hipocrisia: Todo mundo lhe deseja feliz natal e um próspero ano novo. Do zelador que te xinga pelas costas ao teu patrão. Que, por sinal, vai te despedir assim que você voltar ao escritório.
  4. Bonificações: Todo mundo aparece para te pedir o "bônus de natal". O cara que limpa o bueiro, o carteiro, o lixeiro que adora deixar metade do lixo espalhado na frente da sua casa (fora do saco, claro) e até um guarda noturno que você nunca viu na vida.
  5. Retrospectivas: Tudo aquilo que você tentou esquecer durante o ano é lembrado por jornais e telejornais. Crises, guerras, assassinatos, etc. Você assiste e lê tudo e depois não consegue dormir na noite da virada, com medo do fim do mundo.
  6. Trilha sonora: Em todos os lugares, nas lojas e supermercados, você só ouve Jingle Bells tocada por harpas paraguaias. Ou ainda sua versão tupiniquim, Bate o Sino, entoada por um coral de crianças desafinadas. Pior: Simone arrepiando em um cover de John Lennon: “ Então é natááál...um tempo féééééélishhhhhh!”
  7. Visitas familiares: Por mais legal que seja a sua família, tem sempre algum parente pentelho. E ele vai te visitar. Se não são aqueles seus priminhos pestinhas que adoram quebrar seus vasos, são aqueles tios distantes que aparecem para tomar um café. E acabam jantando.
  8. Repetições: Tem filme da Xuxa, 13º curto e matérias televisivas mostrando como o reveillon é comemorado em cada parte do mundo - incluindo um repórter dizendo que "No Japão, o ano novo já começou!”. Tudo igual, inclusive o seu tédio diante de tudo isso.
  9. Porre: Tem sempre alguém que exagera nas festas. Se não é você que fica bêbado e dá vexame, é um convidado que se encarrega de beber tudo e mais um pouco para depois vomitar a ceia inteira. E em cima do seu sofá novo.
  10. Ano novo: Quando chega janeiro você pensa: "Ufa. Enfim acabou tudo". Porra nenhuma. É a hora em que a conta do seu cartão chega...

Ano-Novo no Brasil[editar]

Norte[editar]

Você no dia seguinte!

No Acre, a ceia é recheada de miojo com patas de escorpião e olho de cobra. Lá nãotelevisão, portanto não há um infame Show da Virada, porém, é proporcionado um entretenimento muito melhor: um UFC ao vivo entre o Godzilla e uma iguana gigante, no fim um dos dois solta um pum e queima o estado inteiro, porém, o governo não recebe a culpa, já que o Acre é independente. Mestre Yoda, cidadão mais antigo do Acre prevê isso todo ano. Em anos bissextos, o UFC é substituído por um Show da Virada com Elvis Presley, Michael Jackson, Beatles (destaque para Lennon e George), Kurt Cobain, Jimi Hendrix, Jim Morrison, Renato Russo, Cazuza e Bob Marley.

Depois de tudo, todos assistem umas 4 vezes o último episódio da Caverna do Dragão. 57% dos cidadãos acrianos viajam para Tangamandápio no ano-novo, voltando só nos dia de reis, porém, como não há ordem cronológica precisa, muitos não voltam aos seus lares e ficam em Tangamandápio mesmo...pra evitar a fadiga. O único que não faz tal trajetória é Coragem, o cão covarde, agora sozinho em sua província acriana, além disso, os aviões da Sapatos Airlines sempre caem no caminho.

Outro entretenimento bem visto no Acre é a vitória de Rubens Barrichello na F1, desbancando Senna e Piquet. Recentemente, a internet e os computadores conseguiram virar uma alternativa a todos esses entretenimentos, porém, se tratando do Acre, apenas duas páginas podem ser acessadas: about:blank e Erro 404.

Seu gato curtindo o Ano-Novo

No ano de 2008, Osama bin Laden forjou a própria morte e foi morar no Acre, onde tomou posse e tornou como entretimento oficial jogar aviões em torres. Em países insignificantes, é seguida a mesma linha do Acre no ano-novo, só que nos mesmos todo o país fica sabendo, no Acre não.

No Amapá, o ano-novo é comemorado com muito samba, máscara de carnaval, 51 e comida podre, eternamente com a presença podre do Neguinho da Beija-Flor. O bom é que tem feriado, porém, ninguém volta ao trabalho depois, gerando demissões, que geram desempregos, que geram pobreza que geram mais carnaval, que geram mais feriados. Ou seja, é um círculo vicioso.
No Amazonas, o Ano-Novo é uma verdadeira xoxota, pois é quente, fedorento e úmido pra caceta. Todos comemoram o ano-novo em zonas (daí o nome do estado Ama zonas), outros incendiam parte da floresta como forma de entretenimento. Quando chove, é a dança da chuva.

Seu pai dançando axé no Ano-Novo

No Pará tudo o que se ouve é: Chega pra cá meu bem, eu vou te ensinar.... A ceia é formada por coisas "maravilhosas" como Buchada de Bode, cu de vaca e bucho de bezerro. E só isso mesmo.
Em Roraima Rondônia não há cultura própria, então eles uniram duas: eles fazem festa junina na floresta, o que sempre acaba em incêndio, a cambada toda corre deixando tudo pra trás, sendo consumido pelo fogo, daí eles perdem tudo e ficam ainda mais pobres, isso acontece todo ano nos últimos 1500 anos e mesmo assim eles insistem.

Em Rondônia Roraima focamos na cú-linária, formada por peixes de nome indecente e temperos amargos e moles, muitos semelhantes ao barro. Os roraimenses também tem um chamego com farinha, um exemplo, o chibé. Entre os peixes, o mais famoso é o pirarucu. Famoso por seu veneno que enlouquece o cu do indivíduo. Daí o nome pira (do verbo pirar)-no-cu. O mal gosto e a falta de paladar também são características únicas desta cú-linária. Todos amanhecem vomitando, 2 sempre morrem de cirrose ou infecção estomacal.
Em Tocantins, a grana pra festa é financiada através da prostituição em massa, que aumentou a economia da região em 2% ao ano. A comida, a música e a cultura da festa pode variar.

Nordeste[editar]

Típica cantora baiana no Show da Virada, trazendo a alegria da galera

No Sertão, o ano novo possui o certificado do Selo Nordestino de Falta de Qualidade, o reveillon nordestino é uma verdadeira festa, não precisa gastar telefone pra chamar a parentada, porque já mora todo mundo junto. Mas não se preocupe, como não há nenhuma bebida para acompanhar a pouca comida, metade irá morrer engasgado, já que pobre enfia um supermercado inteiro dentro da boca de uma vez só. O piruperu/pernil/frango/bacalhau não precisa ser comprado, pois a carcaça já aparece morta na frente da casa.

Na Bahia é Carnaval o ano todo, por isto, o ano-novo é comemorado ao som sensacional de Ivete Sangalo e Carlinhos Brown, quando chega meia-noite eles tacam tudo o que tem no mar como oferenda a Iemanjá, isso resulta em mar poluído e um bando de pobre baiano sem dinheiro que depois fica reclamando porque não tem dinheiro, e o pouco que tem eles usam pra comprar mais estátuas de Iemanjá.
Já dá pra imaginar como é no Ceará, na ceia você tem que aguentar o Seu Lunga contando suas piadas engraçadíssimas, a comida é de outro mundo, só tem buchada de bode, feijoada e tudo quanto é gororoba que nem se pode imaginar, segura na mão de Deus e vai...

Em Alagoas, na posição como estado mais petista do Brasil, seu ano-novo sumiu, ninguém sabe, ninguém viu...
Na Sarneylândia, sua ceia de ano-novo pode variar, dependendo se você pertence ao governo ou ao povão, caso pertença ao governo, participarás de uma ceia onde se foi investido UR$$ 100.000.000,00 em caviar e lagosta, caso se pertença ao povão, participarás de uma ceia onde se foi investido 1 centavo e meio em porra nenhuma.

Ano-Novo no Brasil (no Brasil inteiro)

No Pernambuco do Norte, é festa junina o ano todo, na ceia só tem quentão, milho e aqueles outros diabos lá que eu não sei o nome...
Na Paraíba do Sul, a festa é comemorada com bêbados, o que os tornam os nordestinos porquê Cquote1.png cachaça pra mim é água, mermão Cquote2.png, ou seja, eles possuem água em casa e comemoram com ela, outros a comemorar são os maconheiros que só precisam da maconha e de mais nada, porque depois que eles fumam eles já imaginam a ceia, os fogos e a porra toda. Por último temos as biscates, que estão cagando para o ano-novo e só querem faturar um.

No π ao i, como um governo socialista, é tudo racionado, como todo estado nordestino, ele já viveria em estado de calamidade sem o governo socialista, com então fica...que nem dividir zero por 100, ou seja, dá zero pra 100. Fácil!!!
No Rio Grande da Morte, a pobreza domina, segundo alguns que vivem lá, o estilo de ano-novo de lá é uma mistureba de todos os outros citados acima.

O clima do Ano-Novo

Em Sergipe, a festa é banhada a muito forró e uma fábrica de peixeiras guardadas na cueca de cada um. O grande dono das tradições Sergipanas, o Alagoas influenciou muito na cultura sergipana, mas não influenciou em quase nada no Ano-Novo.

Sudeste[editar]

Em São Paulo, a festa é realizada na Zona Leste, onde se concentra a maioria dos pinguços do Brasil. A comemoração acontece sempre que o Curintha ganha algum título. Uma festa muito alegre e bonita que atrai mais de 100 mil pessoas do Brasil e de várias partes do Terceiro Mundo. O evento explora vários aspectos da cultura da região, como xingar a mãe dos outros pela rua, ficar correndo e gritando, soltar rojões, sair de carro com a bandeira do Curintha para o lado de fora, etc.

Mosquito da dengue de ressaca pós-Reveillon

No Rio de Janeiro, a coisa não podia ser normal. No dia 31 as 4 da tarde, 99,999999% do Rio de Janeiro vai pra praia de copacabana, todo mundo se arruma pra ficar assistindo o pôr-do-sol, as bundas e tomando água de cocô coco. Até que chega a hora da virada e você ainda não foi assaltado (ou foi e nem percebeu), desde meio-dia que a Globo tá lá filmando tudo e exibindo por 2 minutos a cada 5 minutos. Até que chega mais ou menos 8 da noite e tá todo mundo em festa, até que dá a hora da contagem regressiva para o assalto ano-novo. Um monte de gente gritando, fedendo, te jogando cerveja e desejando feliz páscoa. No dia seguinte a praia tem mais lixo do que o lixão, lixo este que é todo varrido para o mar.[1]

Em Minas Gerais, o processo é a mesma merda do que o Rio de Janeiro, a diferença é que ao invés da praia, a putaria é feita na Lagoa da Pampulha. E também ninguém caga nas cuecas, todos usam a lagoa como banheiro, gerando um fedor de bosta que causa efeitos alucinógenos que deixariam o crack no chinelo, bem parecido com o Piscinão de Ramos, a diferença é que não tem frango e nem farofa, só pão-de-queijo e coxinha.

No Espírito Santo há um pouco de tudo, afinal, ele é primo do Rio de Janeiro, a colônia de exploração turística de Minas Gerais e, assim como o Paraná, um grande inspirado pela cultura paulista, no caso, há uma divisão entre todas as culturas em uma só: a comemoração é sempre quando o Vitória ganha algum título, todos ficam vendo o pôr-do-sol e as bundas na praia e cagam na água.

Centro-Oeste[editar]

Popular mostrando seu divertido Ano-Novo da televisão em seu Orkut

No Mato Grosso, ao invés do infame Show da Virada, todos passam a noite assistindo o Canal do Boi, onde as vacas comemoram peidando ao invés de usarem fogos de artifício, o que é mais feio, nojento, poluente, fedorento, porco e mortal do que os naturais fogos de artifício, porém é mais econômico.

Brasileiros fazendo macumba de ano-novo na praia para que as quenga peguem AIDS, minha fia

Em Goiás, a terra do caipirismo antigo, todos que lá moram comemoram no melhor estilo cubano de falta de qualidade, afinal, goiás é todo formado por imigrantes cubanos, já que todos os goianos vivem em São Paulo, a exemplo de Melhor Melhor do Mundo. São 20 conto por mês, dedicados unicamente a comprar todas as coisas da festa de ano novo em lojas de 1,99. Porém, deu merda:

  • O frango/peru/bacalhau ou o que for venha com uma mísera coxinha sem carne, só com gordura e osso.
  • 51 fabricada a 51 anos atrás.
  • Fogos de artifício com alto risco de explodirem na sua mão.
  • Escutar a contagem regressiva em um rádio de pilha velho fabricado em 1850, que falha sempre.
  • E mais nada.

No Mato Grosso do Sul é que nem no Mato Grosso, só que tudo ao contrário. Todos assistem o Canal da Vaca, onde bois comemoram soltando fogos de artifício, o que é mais bonito, limpo, ambiental, cheiroso e menos mortal, porém é mais caro.

No Destrito Federal depende muito de quem vai pra lá, vejamos as variações de governo:

  • No governo petista, seu ano-novo sumiu, ninguém sabe e ninguém viu.
  • No governo PSDBista, ao invés de todos comemorarem seu ano-novo, eles vão procurar corrupção no ano-novo petista para poder anunciar no Horário Eleitoral.

No fim, toda a merda vai para o lago do Congresso Nacional.

Sul[editar]

Típica festinha gaúcha de Ano-Novo

O Paraná é pobre, e isto é fato, e faz parte da cultura do pobre o ato de copiar os outros, os paranaenses copiam o Rio de Janeiro e comemoram o ano-novo nas praias, com músicas da Beyonce, Lady Gaga, Rihanna e Madonna. As tias passam a festa toda falando mal das festas dos outros estados, que são uma completa bosta mesmo, mas as deles também são então...foda-se.
Todos leem a Carta Capital, o que ajuda muito em um conhecimento agregado aos semi-paulistanos. E vivem dizendo que no ano seguinte sairiam do estado por uma semana pra conhecer o resto do Brasil, o que nunca acontece. Os paranaenses bebem muito no Ano-Novo, e como cu de bêbado não tem dono, eles acabam tendo uma experiência nada agradável, o que criou em alguns lugares nonsenses de que os Paranaenses aderiram a cultura Gaúcha.

No Rio Grande do Sul há um ano-novo muito extravagante e chique com muitas coisas adaptadas à galera GLS pra tornar o ano-novo mais divertido pra elas! Se tratando de um povo muito delicado, que tem sua sexualidade questionada pelos brasileiros, fato justificável pela obsessão que os homens de lá têm em fazer duelos de sapateado, deixando as mulheres de lado, o ano-novo gaúcho é o mais fresco de todos.
No Ano-Novo gaúcho eles enfiam o cano do fogos no cu e ligam pra entrar com toda força, já que, por mais arrombados que os gaúchos sejam, o cu deles é apertado, já que todos seguem a moda do maior representante do Rio Grande do Sul no mundo: o Glass Ass. Eles fazem isso com copo de plástico, mas o resultado é o mesmo, o cu rasga todo e é costurado, ficando ainda mais apertado.

Linda cena, né? E se eu te contar que depois esses fogos dizimaram todo o cenário???

É inevitável que enfiar fogos no cu dariam em merda, os gaúchos saem voando que nem um foguete com o toba pegando fogo, chegando no horizonte o fogo estoura, causando o efeito Whatahell, onde o cu explode e sobra um resíduo de canhão estourado, mas eles curtem.
Mas muitas vezes a potência do foguete é tão grande que eles vão parar lá em Santa Catarina, o que justifica o fato de haver tantos gaúchos no estado. No Ano-Novo catarinense, eles praticam muito esporte, mais especificamente o Tenis, quem mais se destacou nessa modalidade em todos os tempos foi Guga, o famoso integrante da geração Coca-Cola.

Em Floripa destaca-se o campeonato, para o ódio de toda população mineira e paulista, pois o time de Florianópolis já venceu trocentas vezes seus timecos e só não é líder de títulos por que São Paulo no auge de sua ditadura está com medo de seu time não entrar nas competições. Conta o catarinense, se gabando por ser fera em um esporte que não tem qualquer reconhecimento no Brasil.

O dia da virada[editar]

De pobre[editar]

Pobres indo passar o ano-novo em ITU

Na maioria das vezes, a festa de ano-novo de sua família irá reunir sua família inteira mesmo, de todo canto do mundo, seu tio engraçadão, sua prima gostosa, seu primo cabeçudo, etc. Se você abrir o vaso sanitário irá encontrar um enfiado lá dentro, porque não cabia dentro da casa, porque sua casa só tem dois cômodos e meio (geralmente um quarto, uma cozinha e um banheiro que nem espaço pra chuveiro tem). E como pobre adora fazer feijoada, vai ter um festival de peidos na casa, matando todo mundo asfixiado.

Seus pais irão contar todas as merdas que você já fez (como cagar na calça, olhar pra bunda de um homem e outras coisas leves e nada constrangedoras...) para seu tio engraçadão, que irá berrar aquilo bem alto e com toda certeza aquela prima gostosa que você já tava querendo conquistar a muito tempo irá ouvir, acabando com suas chances de pegá-la. Além de fazer aquela clássica piadinha do "é pavê ou pacumê".

Cquote1.png caramba, aquele ali é seu filho é??? Pô, mó cara de viado aê Cquote2.png
Seu tio engraçadão falando pra sua mãe sobre você

A macumba do pobre, sujando as praias brasileiras no Ano-Novo desde 1504

Na hora de comer tá todo mundo morrendo de fome, todo mundo já avança na comida, mas aí a tua mãe dá uma espatulada na mão de cada um. A parentada toda ficou uma semana sem comer pra poder chegar na tua casa e tirar a barriga da miséria. Só que antes de você comer, há o momento da oração, que é uma lei decretada e todo mundo tem que participar, mesmo que seja um ateu (#chupa) e se você não participa você não come.

Daí algum tio teu vai ser o voluntário pra rezá, a merda é que eles não sabem direito o que falar e ficam enrolando, enrolando, enrolando e quando você vê já é quatro da manhã de primeiro de janeiro. Tá todo mundo amarelo de fome, com hepatite (todo mundo gordo, mas "morrendo de fome"), mas o cara vai orar pela África, pela Etiópia, por Cuba, pela Coreia do Norte, pela União Soviética (teu tio é tão lerdo que acha que ela ainda existe), pela China, pelo bêbado que passou ali na esquina e por todo o universo.

Como dito anteriormente, sua família tem mais de 500 marmanjo, e em família de pobre, os adultos são servidos antes dos adolescentes e crianças, daí o teu milionésimo irmão que nasceu ali mesmo começa a chorar, a tua mãe senta a porrada nele e a casa fica parecendo o Programa do Ratinho. Ou seja, você terá que enfrentar uma puta fila de 10 mil pessoas pra pegar comida e você estará entre os 3 últimos. Parece fila de banco no dia do pagamento.

Quando dá meia-noite, todo mundo vai ter que dar feliz ano-novo pra todo mundo, mas não é simplesmente todo mundo gritar feliz ano-novo junto como os

Ano-Novo de rico

ricos fazem, você tem que ir de um por um, e depois todos os outros tem que fazer a mesma coisa, mas só depois que você terminar, e todas as pessoas pra quem você deu feliz ano-novo (e responderam) vão te dar ano-novo de novo. Aí eu te pergunto: pra quê isso???

Quando chegar no último parente você já está no ano-novo seguinte.

De rico[editar]

A mesma coisa que o de pobre, só que tudo ao contrário.

Resoluções de ano-novo[editar]

O que te espera no próximo ano
Um típico convidado que NUNCA irá a sua festa de ano-novo

Em alguns lugares do mundo, há as famosas "resoluções de ano-novo" onde, pouco antes da meia-noite, todos param no centro da sala e fazem promessas para o ano seguinte que nunca irão cumprir, afinal, os idiotas SEMPRE prometem coisas que todos julgavam impossíveis ele fazer, veja alguns exemplos:

Cquote1.png No ano seguinte irei estudar gramática, pra aprender a num falar baixaria e num errá portugueis nus meus discurso Cquote2.png
Luiz Inácio Lula da Silva
Cquote1.png No próximo ano a situação brasileira irá melhorar, todos irão sair da pobreza. Serei aclamada como a melhor presidente que o mundo já teve Cquote2.png
Dilma Rousseff
Cquote1.png No próximo ano não vai ter baixaria no meu programa, e não vou chamar ninguém de viadão Cquote2.png
Ratinho
Cquote1.png ô loco, no próximo ano eu vou deixar meus entrevistados falarem sem nem interromper... Cquote2.png
Faustão
Cquote1.png El próximo año, Cuba se convertirá en un país democrático, el pueblo elegirá a su líder Cquote2.png
Raúl Castro
Cquote1.png No próximo ano irei parar de beber, emagrecerei 12 quilos, deixarei de ser vagabundo, largarei o poker, pararei de beber, pararei de fumar e pararei de bater em minha mulher e filhos Cquote2.png
Teu pai
Cquote1.png No próximo ano eu vou virar macho e deixar de ser preso Cquote2.png
Justin Bieber
Cquote1.png No próximo ano eu vou parar de usar drogas e comer morcegos Cquote2.png
Ozzy Osbourne
Cquote1.png No próximo ano abandonaremos o anarquismo Cquote2.png
Bandas de Rock

Contagem Regressiva[editar]

A contagem regressiva é uma contagem regressiva, que basicamente, começa 5 minutos antes da virada do ano, senão passa e todo mundo perde, inventada pelo Show da Virada, que quando dá 20 minutos pra meia-noite eles começam a falar "faltam 20 minutos pra meia-noite", e ficam atualizando isto a cada minuto, até chegar aos 1 minuto, onde eles passam a atualizar a cada 10 segundos, quando faltam 10 segundos, tanto lá na TV quanto na sua casa, fica todo mundo berrando a contagem, é um puta saco todo mundo berrando 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1....


ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ...


FELIZ ANO NOVOOOOOOOOOOOOO...


O seu champagne de ano-novo

Depois dessa merda começam os fogos e todo mundo começa a comer sem parar, como se não tivessem comido há anos.

Mas, as vezes pode ser diferente, atualmente, o número de pessoas que cagam e andam para o Show da Virada aumentou muito e, com isto, eles perdem toda a contagem regressiva, como a geração 2010 irá definir o futuro da humanidade, a tendência é esse número aumentar cada vez mais.

Vale lembrar que o Show da Virada é um programa nacional, que passa na Globo nacional ao mesmo tempo em todo o Brasil, e o problema é que o fuso horário do Brasil inteiro não é o mesmo, daí, uma pessoa com o fuso horário diferente do sudeste é obrigado a fazer a contagem regressiva...para as 11 da noite.

E quando chega meia-noite lá, o programa não refaz a contagem, isso é muito injusto com eles, não?

Cquote1.png Não, a gente tá cagando e andando pra esta merda mesmo Cquote2.png
Nordestino sobre frase acima

Ver também[editar]


Notas

  1. Lembrando que tem muita roupa suja de merda já que todo mundo caga uma diarréia na cueca nestas merdas de festa, é inevitável