Cultura da Inglaterra

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar

Predefinição:Ingreis

Os emos nasceram na Inglaterra (é só reparar no hairstyle deles).

Os ingleses são muito pouco criativos e não sabem resolver problemas. Por isso, quando tem algum problema ou precisam de alguma coisa, eles tomam dos outros.

Num país em que roubar é um ato honroso (o herói nacional é Robin Hood), os ingleses queriam ter dinheiro mas não queriam trabalhar. Então resolveram roubar o ouro que os espanhóis roubavam da América. A coroa lançou o concurso Seja um nobre você também e milhares de aventureiros se lançaram à pirataria. Os 10 maiores ladrões ganharam o título de sir e assento (com pino de segurança) na Câmara dos Lordes. O campeão foi o sir Francis Drake. O segundo, cujo nome ninguém lembra mais, o primeiro presidente da FIFA.

O futebol é a religião do Brasil da Inglaterra, além disso tem o rúgbi onde vários parrudos sem armadura se agarram atrás de uma bola. Além, é claro, da grande tradição do chá das 5, onde de tão variados gostos, os mijos podem sair diferentes.

Outras peculiaridades culturais desse amável país são:

  • Povo bravo, é na Inglaterra que foram inventados o soco inglês, o rifle, o tamanco e os Hooligans.
  • Lugar onde as mulheres pensam e agem como homens, e os homens pensam e agem como mulheres.
  • Na Inglaterra os dentistas foram banidos, por isso toda a população tem os dentes podres, exceto a rainha que usa dentadura.
  • Humilham sempre argentinos, franceses, alemães, espanhóis, italianos, suíços... Em todas as guerras que disputa, mas só depois que elas acabam, afinal, não têm coragem de enfrentar ninguém cara a cara, só na trairagem - por isso, para não terem de correr o risco de saírem derrotados de nenhuma contenda, acabaram inventando uma figura que decidisse quem ganha: o rei, mas que hoje é chamado de reeferee ou árbitro. Há uma variação moderna de nível global chamada OMC.
  • O futebol inglês é ruim até na Inglaterra.
  • É o país que mais tem emos no mundo, pois é lá onde nasceu o emocore.
  • A Inglaterra é o local que possui os times mais curiosos do mundo, os quais: Um realiza surubas entre seus atacantes, outro é o maior freguês de sulamericanos da história do futebol, outro possui apenas um jogador inglês e um monte de franceses e por último um mafioso que tem como objetivo contratar todos jogadores do mundo, para finalmente, poder vencer todos times por W.O e ser finalmente campeão da Champions League.

Idioma[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Língua inglesa

Você sabia que tem que aprender a língua inglesa obrigatoriamente nas escolas (como o resto do mundo) e que eles não aprendem nenhuma coisa de qualquer outra língua (se perguntar quantos idiomas existem a um inglês ele contará só com a língua dele)?. Não sabem falar inglês nem que seja com sotaque americano, tem que falar ou eles o obrigaram a falar inglês fazendo-se de burros com você, já que eles serão sempre mais importantes que todos (as mães deles tem os cus pintados de ouro branco).

O idioma inglês é uma língua tão (sub)desenvolvida, vejam isto: I eat, you eat, he she, it eat's, we eat... Tradução: Eu comer, tu comer, ele comer, nós comer... Parecem aquelas falas dos ogres nos desenhos animados "huga huga eu comer isto".

The gay is on the bed?[editar]

Em virtude da homossexualidade (latente ou explícita), todo inglês se sente meio corno, senão de fato, de direito. A mítica nacional tem como símbolo maior o rei Artur: sentou no trono por acidente, tinha um mágico como ajudante, e casou com aquela vagabunda da Guinevere, que o traiu, dando uns pegas no Lancelot (que era francês), gay.

A lenda criou o complexo de Artur, que acomete a toda a população inglesa de forma endêmica e que resulta no chamado Paradoxo de Albion: Cquote1.png Se não sou corno sou gay, se não sou gay sou corno Cquote2.png. Otelo é o personagem que melhor ilustra esta característica.

Essa paranoia com a cornice faz com que os ingleses, com medo de serem viadinhos, tenham profundo horror às mulheres. Envolver-se com elas significa grandes perigos. A própria moral shakespeareana (Shakespeare também era uma bichoooona) é sustentada neste axioma em que mulher, melhor evitá-las. Senão, vejamos o resumo dos principais roteiros do bardo gay:

  • "Rei Lear": O cara tá de bola toda, mas a porra da mulé enche o saco dele e ele faz merda.
  • "Romeu e Julieta": Se meter com mulher dá em tragédia.
  • "Hamlet": Emo fica tristinho porque não vai sentar no trono e coloca purpurina na comida de todo mundo.
  • "Henrique V": Numa história sem mulheres e com homem viris, o fim é sempre glorioso.
  • "Sonhos de uma noite de verão": Homens e mulheres heterossexuais britânicos se pegando no "verão"... só poderia ser "sonho" ou comédia.

Não impressiona que essas histórias de viadinho tenham feito tanto sucesso por lá.

E só para lembrar: ainda no terreno da ficção, as maiores mentiras no filme de James Bond não estão nos artefatos malucos que ele carrega (avião de bolso, isqueiro com raio laser, submarino de papel, vibrador digital, etc.) mas no fato de o personagem principal ser um Cquote1.png inglês que gosta de mulher Cquote2.png (for God's sake!).

Esportes[editar]

Um celular inglês.

Futebol, só. Todos os ingleses que gostavam de outros esportes foram mortos, torturados e humilhados (nessa ordem) pelos hooligas. Time de futebol preferido da população:

  • 1880-1900 - Royal Guards with Rifle and Kilt
  • 1900-1960 - Queens
  • 1960-1970 - Aston Villa
  • 1970-1982 - Liverpool
  • 1980-1993 - Arsenal
  • 1990-2004 - Manchester United
  • 2004-hoje - Chelsea


v  d  e h
ARTIGO COMPLEMENTAR
v  d  e h
Banheiro sujo.jpg
Não entende este artigo? Leia o artigo Inglaterra para ver sentido e volte aqui pra dar risada
60px Inglaterra
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo