Igreja de São Lázaro

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar

A Igreja de São Lázaro é uma igreja católica localizada na freguesia de Água de Alto, concelho de Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel, Região Autónoma dos Açores, em Portugal. O título do artigo tá com uma informação entre parênteses porque na Wikipédia existem outras igrejas com esse nome, mas aqui na Wikimerda é a primeira e certamente a única igreja com esse. Então porque o nome entre parênteses ainda? Ah, quis evitar a fadiga.

História[editar]

A existência deste templo remonta aos princípios do século XVI bem assim a de uma importante gafaria que junto dela existia desde esse tempo. No testamento de João Afonso, das Grotas Fundas, datado de 1511, diz-se que a Igreja de São Lázaro estava começada. Se você entendeu esse pedaço de texto me explica porque não entendi pirocas.

Gaspar Frutuoso (melhor nome EVER) assinala-a já como sede de uma paróquia com 30 fogos e 180 almas de confissão, tendo por Vigário o Padre Baltazar Fagundo. Em 1602, quando o bispo de Angra do Heroísmo, D. Jerónimo a visitou, achou-a pequena e carecida de reparo pelo que o referido Vigário foi transferido para São Pedro de Vila Franca. Faltam-nos noticias sobre o templo, no decurso dos séculos XVII e XVIII. É de crer, porém, que o aumento se verificasse e as obras levadas a efeito muito o valorizassem. Infelizmente, português escreve e fala de um jeito tão pomposo que ninguém entendeu que era pra reformar a porra da igreja.

Em 1811, quando da visita de outro bispo da diocese, a igreja estava de novo carecida de reparos, pois o reparo anterior foi feito pela Odebrecht, e em 1832, estando a freguesia muito aumentada, foi pedida a instituição do Santíssimo Sacramento. Nesse ano de 1832, porque estavam a ser distribuídos vários ornamentos e alfaias que haviam pertencido ao Convento de Franciscanos de Vila Franca, a igreja de São Lázaro também beneficiou dessa distribuição recebendo algumas interessantes peças como uma estátua de pênis de golfinho feito em ouro.

Em 1833 era colocado o sacrário mas pouco depois procedia-se ao aumento do templo, o qual ficaria com a feição actual. Estas obras de ampliação terminariam no ano 1855, data que figura no frontespício. E assim acaba a história dessa renomada igreja, que só tem artigo aqui no site porque o autor quis aumentar o número de criações e não pela graça.

Ver também[editar]