Massacre de Realengo

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar
Michaelmyers.jpg Massacre de Realengo é um ASSASSINO!!!
Massacre de Realengo é um(a) assassino(a), um(a) louco(a) sadomasoquista, calculista, que esquarteja suas vítimas e depois vai para casa assistir sua novela! Ele provavelmente é sobrinho do Jack ou do Jason e adora "trabalhar" na Sexta-Feira 13 !

Cquote1.png Você quis dizer: Massacre de Renlichamento??? Cquote2.png
Google sobre Massacre de Realengo

Cquote1.png Você quis dizer: Massacre de Cagacimento??? Cquote2.png
Google sobre Massacre de Realengo

O Porra Loka responsável pela porra do massacre.

O Massacre de Realengo refere-se a um churrascamento coletivo escolar ocorrido em 7 de abril de 2011, por volta das 8h30min da manhã (UTC-3), na Escola Municipal Tasso da Silveira, localizada no bairro de Realengo, no município do Rio de Janeiro.

Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos (um malcuo qualquer aí da vida), invadiu a escola armado com duas pistolas que ele usava pra enfiar na bunda e começou a dar tiros feito um louco pra todo o lado, sendo que matou doze desgraçados, com idade entre 13 e 15 anos, e deixou mais de 22 pessoas completamente fodidas. O assassino foi interceptado por policiais, mas churrascou a própria vida antes de ser detido.

A motivação do crime figura incerta, porém a nota de suicídio de Wellington e o testemunho público de sua irmã adotiva e o de um colega próximo apontam que o atirador era reservado, sofria bullying e pesquisava muito sobre assuntos ligados a atentados terroristas e a grupos religiosos fundamentalistas e blablabla... A galera tentando arrumar justificava para o óbvio, o cara era simplesmente um porra loka caralho!

O crime causou comoção no país e teve ampla repercussão em noticiários internacionais. A então ditadora do Brasil, Dilma Rousseff, decretou luto nacional de três dias em virtude daqueçes que viraram presunto.

Vítimas[editar]

Conforme a lista divulgada pelos puliças do Rio de Janeiro, as vítimas foram:

  • Ana Carolina Pacheco da Silva, 13 anos
  • Bianca Rocha Tavares, 14 anos
  • Géssica Guedes Pereira, 15 anos
  • Igor Moraes, 13 anos
  • Karine Chagas de Oliveira, 14 anos
  • Larissa dos Santos Atanásio, 13 anos
  • Laryssa Silva Martins, 13 anos
  • Luiza Paula da Silveira Machado, 15 anos
  • Mariana Rocha de Souza, 13 anos
  • Milena dos Santos Nascimento, 15 anos
  • Rafael Pereira da Silva, 14 anos
  • Samira Pires Ribeiro, 14 anos

Famílias de quatro das vítimas que viraram presunto por causa deles decidiram doar os órgãos dos adolescentes para fazer um churrasco. A prefeitura homenageou as vítimas colocando em suas lápides no cemitério uma frase motivacional como "Fomos comer capim pela raiz". A primeira a receber esta homenagem foi Samira Pires Ribeiro, cujo nome foi colocado na lista de presuntos mais importantes da cidade.

Ver também[editar]