Presidento

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar


Bom dia, papai ama vocês!
Wikisplode.gif
Para ler este artigo com um ponto de vista mais parcial, a Wikipédia tem um artigo sobre: Michel Temer.


FBora Temer
Presidento.jpg
37° Presidente do(a) BR
Vice-presidente Michelzinho (seu filhotinho)
Facção Partido Maléfico do Diabo e da Besta
Período 1º de Janeiro de 2011 (como vice)
12 de Maio de 2016 (como presidente) -
31 de Dezembro de 2018
Precedido por Mônica, da Turma da Mônica
Sucedido por Jair Bolsonaro
Nascimento Transilvânia, 23 de setembro de 1940 - ,
Primeira-dama Marcela Temer
Profissão Advogado do Diabo
® Wikimerda


Cquote1.png Nice to meet you, Mr. Fora Temer Cquote2.png
Barack Obama sobre Michel Temer
Cquote1.png Fora Temer! Cquote2.png
Seu amigo negro sobre Michel Temer
Cquote1.png Fora Temer! Cquote2.png
Sua amiga gostosa sobre Michel Temer
Cquote1.png Bora Temer! Cquote2.png
Todo mundo sobre Michel Temer

Senhor Excelentíssimo Presidento da Nação Michel Miguel Elias Temer Lula Lulia é o ex presidento da República Federativa do Brasil. É filho de imigrantes terroristas libaneses que por sua vez são filhos de romenos (transilvanos, especificamente) que imigraram para o Oriente Médio por lá tem mais sangue para se alimentar. Pelo menos é o que diz o Brasil247. De qualquer forma, Temer consegue reduzir gastos com a comida oficial de seu gabinete não comendo nada porque se alimenta do sangue de cadáveres[1]

Ex-presidente da Câmara dos Deputados, ex-deputado, ex-vice, ex-professor e ex-presidente do PMDB ex-gordo, ex-feio, ex-broxa, o presidento é casado com Marcela Temer, uma loirinha gostosa que faz aquela loirinha gostosa da sua sala que você quer pegar desde o primário parecer a Regina Casé. Ela é a troca-fraldas oficial do presidento, que já está velho e necessita de cuidados especiais. Como dito anteriormente, Temer bebe sangue e não petróleo, de forma que a Petrobrás deixou de sofrer e agora tem todo o seu petróleo para si. Parabenizá-lo-ei.

Vida e experiência[editar]

Mister Temer, nosso heroíco vampiro, começou sua jornada em carapicuiba tiête, interior de são paulo. O maluco é relativamente novo se comparado a sua família, e é de fato o caçula de 8 IRMÃOS! (Bem, na época dos pais dele, não tinha muito o que fazer além de transar). Seus pais moravam antigamente no líbano, mas se mudaram pro Brasil após verem que a primeira guerra mundial ia dar em merda. Nesse novo país, seu pai matou um dono de uma chácara e o enterrou no meio dos campos de milho pra ninguém descobrir, onde temer passou sua infância comendo capim e pegando carrapatos.

Na sua infância, temer quis ser pianista, mas logo viu que esse sonho ia dar em merda, já que não tinha ninguém na sua cidade que sabia tocar um mizero turbante, quanto mais um piano. Ele até mesmo tentou treinar a si mesmo com panelas, mas após estourar 5 delas seus pais o obrigaram a desistir da ideia.

Marcela Temer[editar]

Michel Temer é um Sugar Daddy, casado com a sua bela Sugar Baby Marcela Temer. Marcela é uma loirinha show de bola que possui gerontofilia[2] e é judia[3]. Assim como seu marido, ela também gosta de crianças e portanto será embaixadora do programa Criança Feliz, programa dedicado á dar de mamar para garotinhos tarados á ajudar crianças carentes. Marcela fez curso de Direito e se formou advogada, profissão cujo objetivo é não exercer a profissão. E foi o que ela fez.

Mesóclises[editar]

Michel Temer é um grande adepto das mesóclises, que caracterizam-se-ão por juntarem-se as próclises e as ênclises. Se você não está entendendo porra nenhuma é porque você votou-o na Dilma, e se votou-o na Dilma votou-o no Temer e se votou-o no Temer você está entendendo tudo.


A gente fala merda mas comprova o que fala!

  1. Se você acredita nisso, você é um idiota!
  2. Atração por centenários
  3. Atração por dinheiro

Ver também[editar]

Precedido por
Vilma, dos Flintstones
Ditadores do Brasil
31 de agosto de 2016 - 31 de dezembro de 2018
Sucedido por
Jair Bolsonaro


HAIL
   
Ditadores da República Bolsolavista do Brasil
v  d  e h

Governadores não tão gerais:

Tomé de Sousa - Duarte da Costa - Mem de Sá - Luís de Brito e Almeida - Lourenço da Veiga - Manuel Teles Barreto - Francisco de Sousa - Diogo Botelho - Diogo de Meneses - Gaspar de Sousa - Luís de Sousa - Diogo de Mendonça Furtado - Francisco de Moura Rolim - Diogo Luís de Oliveira - Pedro da Silva - Fernando de Mascarenhas - Jorge de Mascarenhas - Antônio Teles da Silva - António Teles de Meneses - João Rodrigues de Vasconcelos e Sousa - Jerónimo de Ataíde - Francisco Barreto de Meneses - Vasco de Mascarenhas - Alexandre de Sousa Freire - Afonso Furtado de Castro de Mendonça - Roque da Costa Barreto - Antônio de Sousa Meneses - António Luís de Sousa Telo de Meneses - Matias da Cunha - Antônio Luís Gonçalves da Câmara Coutinho - João de Lencastre - Rodrigo da Costa - Luís César de Meneses - Lourenço de Almada - Pedro de Vasconcelos e Sousa - Pedro António de Meneses Noronha de Albuquerque - Sancho de Faro e Sousa - Vasco Fernandes César de Meneses - André de Melo e Castro - Luís Pedro Peregrino de Carvalho e Ataíde - Marcos José de Noronha e Brito - António de Almeida Soares Portugal - Antônio Álvares da Cunha - Antônio Rolim de Moura Tavares - Luís de Almeida Portugal Soares Mascarenhas - Luís de Vasconcelos e Sousa - José Luís de Castro - Fernando José de Portugal e Castro - Marcos de Noronha e Brito

Reis Imperadores que em nada mandavam: Dom João VI - Dom Pedro I - Marquês de Caravelas (regente) - Senador Vergueiro (regente) - Francisco de Lima e Silva (regente) - Marquês de Monte Alegre (regente) - João Bráulio Muniz (regente) - Diogo Antônio Feijó (regente) - Marquês de Olinda (regente) - Dom Pedro II - Isabel Leopoldina (jure) - Pedro III do Brasil (jure) - Luís I do Brasil (jure)

Presidentes Primeiro-Ministros do Segundo Reinado:

Manuel Alves Branco - José Carlos Pereira de Almeida Torres - Francisco de Paula Sousa e Melo - Pedro de Araújo Lima - José da Costa Carvalho - Joaquim José Rodrigues Torres - Honório Hermeto Carneiro Leão - Luís Alves de Lima e Silva - Pedro de Araújo Lima - Antônio Paulino Limpo de Abreu - Ângelo Moniz da Silva Ferraz - Luís Alves de Lima e Silva - Zacarias de Góis - Pedro de Araújo Lima - Zacarias de Góis - Francisco José Furtado - Pedro de Araújo Lima - Zacarias de Góis - Joaquim José Rodrigues Torres - José Antônio Pimenta Bueno - José Maria da Silva Paranhos - Luís Alves de Lima e Silva - João Lins Vieira Cansanção de Sinimbu - José Antônio Saraiva - Martinho Álvares da Silva Campos - João Lustosa da Cunha Paranaguá - Lafayette Rodrigues Pereira - Sousa Dantas - José Antônio Saraiva - João Maurício Wanderley - João Alfredo Correia de Oliveira - Afonso Celso de Assis Figueiredo

República Velha: Deodoro da Fonseca (PN) - Floriano Peixoto (PN) - Prudente de Morais (PRF) (Manuel Vitorino) - Campos Sales (PRP) - Rodrigues Alves (PRP) - Afonso Pena (PRM) - Nilo Peçanha (PRF) - Hermes da Fonseca (PRC) - Venceslau Brás (PRM) - Rodrigues Alves (PRP) - Delfim Moreira (PRM) - Epitáfio Epitácio Pessoa (PRM) - Artur Bernardes (PRM) - Washington Luís (PRP) - Júlio Prestes (PRP) -

Era Vargas: Junta Governativa Provisória de 1930 (PN) (Augusto Tasso Fragoso, Isaías de Noronha, Mena Barreto) - Getúlio Vargas (PTB) - José Linhares (PTB) -

República Populista: Eurico Gaspar Dutra (PSD) - Getúlio Vargas (PTB) - Café Filho (PSP) - Carlos Luz/Nereu Ramos (PSD) - Juscelino Kubitschek (PSD) - Jânio Quadros (PTN) - Ranieri Mazzilli (PSD) - João Goulart (PTB) -

Dentadura Ditadura Regime Militar:Ranieri Mazzilli (PSD) - Humberto Castelo Branco (ARENA) - Artur da Costa e Silva (ARENA) - Junta Governativa Provisória de 1969 (PN) (Lira Tavares, Augusto Redemaker, Márcio Sousa de Melo) - Emílio Garrastazu Médici (ARENA) - Ernesto Geisel (ARENA) - João Figueiredo (ARENA PDS) -

Nova República: Tancredo Neves (PMDB) - José Sarney (PMDB) - Sílvio Santos (SBT) - Fernando Collor de Mello (PRN) - Itamar Franco (PRN) - Fernando Henrique Cardoso (PSDB) - Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - Dilma Rousseff (PT) - Michel Temer (PMDB) - João Dória (PSDB) Jair Bolsonaro (PSL PN)



Os piores Melhores Ditadores que não Tivemos

Lauro Sodré (PRF) - Quintino Bocaiuva (PRF) - Ruy Barbosa (PRP) - Borges de Medeiros (PN) - Góis Monteiro (PN) - Protógenes Guimarães (PN) - Eduardo Gomes (UDN) - Iedo Fiúza (PCB) - Mário Rolim Teles (PAN) - Cristiano Machado (PSD) - João Mangabeira (PSB) - Odilon Braga (UDN) - Altino Arantes (PSD) - Vitorino Freire (PST) - Alípio Correia Neto (PSB) - Juarez Távora (PDC) - Ademar de Barros (PSP) - Plínio Salgado (PRP) - Milton Campos (UDN) - Danton Coelho (PSP) - Henrique Teixeira Lott (PSD) - Fernando Ferrari (MTR) - Ulysses Guimarães (MDB) - Euler Bentes Monteiro (MDB) - Paulo Maluf (PDS) - Leonel Brizola (PDT) - Mário Covas (PSDB) - Afif Domingos (ALC) - Roberto Freire (PCB) - Aureliano Chaves (UNC) - Affonso Camargo Neto (PTB) - Enéas Carneiro (PRONA) - Orestes Quércia (MDB) - Esperidião Amin (PPR) - Ciro Gomes (PDT) - Alfredo Sirkis (PV) - José Maria de Almeida (PSTU) - José Serra (PSDB) - Anthony Garotinho (PTC) - Rui Costa Pimenta (PCO) - Heloísa Helena (PSOL) - Cristovam Buarque (PDT) - Marina Silva (PV - Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) - Aécio Neves (PSDB) - Luciana Genro (PSOL) - Pastor Everaldo (PSC) - Eduardo Jorge (PV) - Levy Fidélix (PRTB) - Fernando Haddad (PT) - Geraldo Alckmin (PSDB) - João Amoêdo (NOVO) - Cabo Daciolo (Patriotas) - Henrique Meirelles (MDB) - Álvaro Dias (PODE) - Guilherme Boulos (PSOL)