Pokémon GO

De Wikimerda
Ir para navegação Ir para pesquisar

Nota: Tente capturar alguns Pokémons perdidos nesta página

Wikisplode.gif
Para ler este artigo com um ponto de vista mais parcial, a Wikipédia tem um artigo sobre: Pokémon GO.


Pokémon Go
Pokemon-go-dead-rat.jpg
Um rato achando o outro
Desenvolvedor Nintendo Ninatic
Ano Lançado ontem no Brasil, e no século passado no resto do mundo.
Gênero free-to-play
Plataformas iOS (nem todos...)
Android (nem todos...)
Windows Phone (nem todos)
Avaliação 0 100
Idade para jogar Proibido para maiores de 18 anos.

Cquote1.png Hoje em dia vocês capturam telefones com Pokémons nas mãos, no meu tempo nós caçávamos Pokémons com as próprias mãos com travestis nazistas atirando em nós! Cquote2.png
Seu avô sobre Pokémon no passado
Cquote1.png Eu tenho tantos Pidgeots e Torchics que eu vou abrir um restaurante de frango. Cquote2.png
Você sem saber o que fazer com tanto animalandro
Cquote1.png Eu perdi meu trabalho, minha família, meus bens, minha virgindade anal, mas pelo menos agora eu tenho um exército de Tentacool! Cquote2.png
Você dentro de alguns segundos meses

Pokémon GO (GO é uma abreviatura da palavra GOrdo) é um jogo de celular e fenômeno cultural para iOS e Android[1] lançado em 2016. O jogo é uma versão 2.0 de Ingress, da mesma empresa que tenta recompensar o fracasso do jogo anterior com um novo jogo que é a mesma merda com personagens famosos que a molecada adora. A empresa passou 2 anos apenas decodificando monstrinhos[2] de Pokemon.

No jogo você fica correndo (ou andando, se você for rechonchudo) por aí com o telefone[3] na frente do seu rosto utilizando o GPS e a câmera para procurar Pokémons em um ambiente de realidade aumentada (ou um campo chato se você não quer parecer um autista com raiva agitando o telefone em público, que é o que 90% dos jogadores fazem). Ele usa uma interface estilo Google Maps para levá-lo à diferentes Pokémons, PokéStops e ginásios[4] com base em pontos de referência, parques, estátuas etc. Este jogo autista superou o Tinder e está prestes a superar o Twitter em usuários diários.

É o primeiro videogame Pokémon da Nintendo não lançado em um dos seus próprios consoles, uma decisão sabiamente feita após o fracasso total do Wii U e a falta de um bom sucessor do Nintendo 3DS. Usando um modelo free-to-play com um servidor confiável, Pokémon Go visa fornecer à jogadores com muitos Pokémons em suas vidas e/ou muito pouco dinheiro em seus bolsos com uma experiência de luta e captura contendo uma fração da profundidade dos jogos reais.

Encorajados pela esperança de pegar um Dratini, os ex-sedentários estão andando sob a luz do sol pela primeira vez em anos e tentando manter conversas cara-a-cara com os outros. Isso provocou o desdobramento de um holocausto em vários níveis, tudo em nome de escravizar bestas imaginárias e, em seguida, fazê-las brigar. Uma pulseira eletrônica com rastreamento por GPS será lançada por 35 subcentavos. Ela contará com um design muito visível com um único botão no meio, que brilha quando é hora do jogador verificar seu telefone e perder mais energia da bateria. A data exata de lançamento deste dispositivo se dará quando os servidores se tornarem fixos.

História[editar]

É fácil identificar alguns jogadores em público

O Pokémon GO começou como uma brincadeira feita pelo Google. Em 2014, um vídeo intitulado Google Maps: Desafio Pokémon foi publicado. No vídeo, várias pessoas correm para verificar pontos destacados em seus mapas a fim de capturar Pokémons em seus telefones. O aplicativo associado existiu durante um único dia e enviou uma mensagem de Pokémon Master para os idiotas que o baixaram na esperança de jogar Pokémon na vida real. Mais de oito mil 13 milhões de pessoas assistiram ao vídeo. Então o Google pagou à Nintendo para que estes fizessem deste jogo uma realidade. Surpreendentemente, a Nintendo realmente tirou a cabeça do cu, tomou nota da popularidade, e concordou em permitir que a Ninatic produzisse um jogo de uma de suas franquias mais populares em um sistema não-Nintendo pela primeira vez na história.

Quando Pokémon Go foi lançado, apenas alguns países selecionados conseguiram acessá-lo[5]. O jogo era baixável em todos os países, mas não era jogável na área da maioria dos países. Mas vamos supor que você vive em um país em que o jogo é jogável (hein?). É usuário de Windows Phone? Se fodeu, apenas Androids e Apples podem executar o aplicativo. Muitas pessoas, em uma tentativa de burlar o número insano de restrições, tentaram baixar versões do jogo em sites obscuros. Estes sites são executados por hackers que querem guiá-los para Detroit e roubar seus olhos, e até agora tudo está funcionando como planejado. Inclusive o jogo possui uma ferramenta que permite fazer downloads involuntários e ler os e-mails.

Ironicamente, os japoneses não conseguiram utilizar o jogo, mesmo que tenham sido as cobaias da versão beta do jogo. As pessoas na terra natal de Pokémon estavam confusos. Tradicionalmente, o Japão sempre recebe os títulos da marca Pokémon antes de todos esses ocidentais impelialistas. Semanas se passavam e a palavra oficial era espera um pouco mais!. A resposta japonesa pode ser traduzida em gritos de pequenas crianças mimadas acompanhadas de um ataque a Pearl Harbor.

Jogabilidade[editar]

Em breve...

O objectivo geral é ir para o mundo, explorar o quintal do seu vizinho como nunca antes, conhecer novas pessoas e desfrutar de suas companhias. Ou seja, o jogo exige que o otário na frente do celular jogador saia de casa e ande por aí. Para fazer isso, você deve primeiramente colocar os dois pés no chão, depois colocar um na frente do outro, e então ligeiramente cair sobre o que está na frente. Em seguida, pegue o outro , coloque-o na frente do anterior e ligeiramente caia em cima dele novamente. Ao repetir este movimento, você é capaz de transportar o seu corpo de um lugar para outro. Legal, né? O melhor de tudo é que, ao contrário de outros jogos freemium, esse recurso é realmente dado a você totalmente de graça.

Início[editar]

Quando novos jogadores abrem pela primeira vez o jogo, eles são recebidos por uma desculpa mal-feita de um tutorial pedindo-lhes para criar um estilo para seu treinador. Muitos jogadores do sexo masculino selecionaram um avatar feminino só de zueira, enquanto os jogadores do sexo feminino puderam selecionar o avatar masculino para melhor se esconderem de seus pares do sexo masculino; nem vão perceber até que seja tarde demais que eles não podem mudar sua seleção mais tarde. Ambos também terão a oportunidade de escolher um nome de usuário qualquer que não represente seu nome real e um Pokémon inicial. Para economizar no tempo de desenvolvimento, a Niantic sempre reutiliza o Pokémon original, deixando os jogadores mais jovens confusos para descobrir se eles querem um lagarto queimado, uma tartaruga viscosa ou um dinossauro decomposto coisa como sua primeira escolha.

Capturando o Pokémon[editar]

Cebolinha capturando um Pokémon antes do jogo ser lançado

Os jogadores irão rapidamente abandonar as suas entradas em favor do Pokémon em torno deles ao ar livre. Jogadores veteranos terão que convocar cada onça de sua coragem para enfrentar os perigos do ar fresco, do sol e da interação humana. Andar continua a ser o principal método de procura de Pokémon, exceto que agora os jogadores devem fazê-lo de verdade, o que pode ser uma tarefa difícil para alguns.

Novos Pokémons aparecem no ambiente de forma aleatória, embora uma porcentagem suficiente de energia da bateria deva ser gasta em primeiro lugar. Os jogadores avançados calcularam que 95% de todos os conflitos selvagens serão entre ratos roxos e pássaros maçantes, com um punhado de vermes pontudos para uma boa medida. Os jogadores que tenham gasto um terço da bateria de seus telefones podem ser capazes de encontrar uma nova variante de Pokémon, desde que possam cobrir três "passos" inteiros antes de ele expirar e o servidor ir pro caralho novamente.

A captura real é feita jogando uma Pokébola no Pokémon, utilizando-se de um recurso virtualmente ilimitado. O Pokémon pode sair várias vezes, mas é mais provável que o jogador perca-o completamente porque o fundo bacana está dando muito lag. Os jogadores devem manter a sua Pokébola abastecida, visitando um número ilimitado de PokéStops ou gastando uma quantidade ilimitada de dinheiro do mundo real em compras no jogo antes do servidor ir pro caralho novamente.

Treinando o Pokémon[editar]

Como qualquer RPG, Pokémon possui um sistema de nivelamento. No entanto, a Niantic sentiu que havia muita violência constante nos jogos anteriores da série, então uma nova mecânica fora inventada. Os jogadores são encorajados a capturar vários Pokémons da mesma espécie, em seguida, atirar todos, mas o mais forte deles em um moedor de carne para a fabricação de doces. Este doce é então alimentado ao Pokémon favorito do jogador antes do servidor ir para o caralho novamente.

Porrada![editar]

As batalhas entre os Pokémons ocorrem exclusivamente em academias. Os ginásios podem ser controlados por uma das três equipes, que deixam para trás seus Pokémons para terem seus traseiros chutados por outros jogadores. Os desafiantes assumem os Pokémons pertencentes aos jogadores desafiados com até seis dos seus próprios Pokémons, e tentam derrubá-los com um sistema de combate inexplicável antes que o servidor caia novamente.

Recepção[editar]

Um típico letreiro de uma rodovia intermunicipal depois do lançamento de Pokémon GO

Pokémon GO tem sido um enorme sucesso desde o primeiro dia. Milhões de adultos crescidos em todo o mundo estão se aventurando em parques locais para encontrar monstros imaginários para confirmar que eles não são os únicos loucos realizando tal façanha, ou se aglomerando nos estacionamentos de todas as igrejas próximas para parar nas PokéStops. Várias agências de notícias informaram sobre a ocorrência notável de pessoas realmente saindo de casa.

O sucesso do jogo tem sido de tal forma que estas plataformas tem superado aplicativos e páginas de internet tão famosas e glorificadas como o Facebook, o WhatsApp ou aquelas associados com a indústria pornô. Assim, embora a ideia de que a companhia produtora era ir soltando seu veneno gradualmente, em dois dias já estavam capturando Pokémons igualmente aos zulus, índios ou esquimós.

Inicialmente, o jogo foi lançado em países meridionais como Austrália e Nova Zelândia, países que costumam perseguir e caçar Pokémons da vida real com a ajuda de seus cangurus. Mais tarde o jogo foi lançado nos Estados Unidos, um país que precisa que seus cidadãos saiam de casa pra correr. No entanto, esteve brevemente disponível em plataformas de pirataria miseráveis através de toda a rede que permitiu a quitação dos mesmos inclusive no país mais remoto imaginável.

Controvérsias[editar]

Foi isso que aconteceu com Ash Ketchum

As pessoas tem sido conhecidas por ignorar eventos importantes, como o nascimento de seus filhos, para capturar Pokémons[6]. Existem pessoas que invadem os quintais de outras pessoas e se penduram nas varandas de estranhos[7] tudo em nome de feras digitais. A invasão de propriedade privada é algo recorrente entre os jogadores de Pokémon GO. Os usuários mais interessados insistem em que estes lugares estão lotados de Ekans. No entanto, tudo tem suas vantagens: talvez as penitenciárias também estejam infestadas com Pokémons ao quais eles têm acesso, mas os policiais e funcionários penitenciários não os deixam utilizar dispositivos móveis, o que torna a aventura maior.

Percebendo que as pessoas irão a qualquer lugar e fazer qualquer coisa para capturar Pokémons, macacos inteligentes aprenderam a usar a promessa de Pokémons para atrair nerds ricos em becos para roubá-los[8]. Primeiro os ladrões usaram uma Lure. Isto aparece no jogo, atraindo outros jogadores e Pokémons para mais perto. Eles, então, viram a tela de outros jogadores aparecendo. Uma vez que um jogador vagou por um beco ou andou por um lugar isolado, eles simplesmente passaram correndo pelo jogador e levaram todas as suas coisas. Pokémon GO já foi usado para ajudar em um roubo de carro na Califórnia[9]. Ou seja, a Equipe Rocket agora é real.

No entanto, nem todos os iPhones e Mewtwos são roubados por criminosos. Tudo isso torna mais difícil esconder um corpo. Uma menina em Wyoming pulou uma cerca para seguir um rio[10] e encontrou um walking dead desmaiado. Outro jogador encontrou uma cabeça decapitada em outro lugar. Se contasta que eles estavam em um cemitério[11], mas os mortos estavam chamando os vivos com a promessa de Pokébolas e poções.

Esse boiola jogador capturou seu Pokémon e nunca o deixará ir

Além disso, alguns usuários, sem olhar por onde andam, foram atropelados por carros, bondes, trens, metrôs e tratores. Outros têm sido defenestados por janelas e terraços ou afogados após cair involuntariamente em rios, reservatórios e esgotos. É claro que, entre os feridos, alguns têm sido recompensados por suas desventuras descobrindo inesperadamente nos últimos momentos de suas vidas um Blastoise ou Squirtle em qualquer um desses lugares. Morre, mas captura Pokémons raros! Outros morreram sem mais: se fodeu game over.

Alguns usuários têm vindo a perder os seus empregos. A maioria dos chefes não enxergam favoravelmente o fato de seus trabalhadores saírem correndo dos escritórios com smartphones nas mãos e gritando Eu achei um Nidorino!. Nem o fato de estar agachado procurando um Vulpix é uma desculpa suficiente para justificar ser pego olhando embaixo das saias de uma colega de trabalho, o que também provoca consequente demissão e queixa de assédio sexual.

Ver também[editar]


Referências

  1. usuários do Windows Phone foram segregados e vítimas do apartheid racista da Google e da Apple, enfim se fuderam!
  2. uma referência ao fato da Gagá chamar seus fãs de monstrinhos. Engraçado, né?
  3. celular, mas eu acho a palavra telefone engraçada
  4. não é ginásio no sentido de academia porque já é difícil para um fã de Pokémon sair de casa, imagina levantar um peso de meio quilo
  5. O que denota mais uma vez o nazismo do jogo
  6. http://imgur.com/gallery/bKhZiDo
  7. https://twitter.com/boonerang/status/751849519407595520
  8. http://mashable.com/2016/07/10/pokemon-go-armed-robbery/
  9. http://www.latimes.com/local/lanow/la-me-ln-pokemon-go-players-robbed-carjacked-20160713-snap-story.html
  10. http://www.ktvq.com/story/32403198/wyoming-teen-playing-new-pokemon-game-on-phone-discovers-body
  11. http://nypost.com/2016/07/10/pokemon-go-is-getting-creepy/

Ligações externas[editar]


Pokeball.png
Pokémon

Personagens do Anime Predefinição:- Jogos Predefinição:- Personagens dos Jogos

AshPikachuMistyBrockTraceyMayMaxDawnIrisCilanSerenaClemontBonnieGaryPaulDrewZoeyHarleyTobiasHarrisonTysonRitchieTripNandoBurgundyBiancaGeorgia (Pokémon)ShaunaTiernoTrevorSawyerAlanEquipe Rocket (Jessie, James e MeowthCassidy e ButchNambaGiovanni) • Equipe Aqua (Archie) • Equipe Magma (Maxie) • Equipe Galáctica (CyrusSird) • Equipe Plasma (GhetsisColress) • Equipe Flare (Lysandre)

BlueSilverWallyBarryCherenBiancaNHughRedEthanKrisBrendanMayLeafLucasDawnLyraHilbertHildaNateRosaCalemSerena

ver Predefinição:- fechar